Café expresso: afinal, como é feito e como surgiu?

Inicio » Agronegócio » Café expresso: afinal, como é feito e como surgiu?
27/09/2020 Por
Café expresso: afinal, como é feito e como surgiu?

O café expresso é uma grande paixão brasileira, seja para saborear sozinho antes de ir para o trabalho, seja para tomá-lo junto à família ou com amigos. Independentemente do caso, esse tipo de café chamado café expresso é muito querido no país inteiro. Entretanto, embora seja muito consumido por aqui, a sua origem é italiana, onde ele é chamado de caffè espresso.

Aqui no Brasil o nome se popularizou como café expresso, mas ainda há quem opte pela nomenclatura italiana com “S”. Portanto, cabe a você decidir a sua preferência. Em contrapartida, em uma opinião todos concordamos: o café expresso é delicioso!

Café expresso

O que é café expresso?

Café expresso é uma técnica de preparo do café, na qual a água utilizada para extrair a essência do café deve estar a temperaturas inferiores à do seu ponto de fervura. A água deve passar pelo café sob alta pressão, o que dá origem ao termo espresso, de “espremer”.

O café expresso feito em máquinas possui a vantagem de oferecer um padrão, sendo medida com precisão a pressão que será aplicada para a extração do café.

Desta forma, o café se torna mais encorpado do que se for extraído em condições normais de pressão, pois tem maior quantidade de sólidos dissolvidos devido à pressão aplicada para a sua extração.

Com a perda do calor para o meio e a baixa na temperatura do café, as propriedades do café expresso podem se desfazer, e assim o café perder a sua característica encorpada.

Características do café expresso

Uma característica fundamental desse tipo de café é a espuma cor de caramelo, a qual também é produto das altas pressões utilizadas no processo. O café feito dessa maneira é conhecido por conter os componentes e sabores de café muito mais concentrados. Essa forma como é feito café expresso inspirou outros tipos de café como o cappuccino.

Independente dos grãos do café, de sua origem e qualidade, quando são submetidos a esse processo de extração, o produto obtido deverá ter características semelhantes. O que diferencia o sabor são os tipos e qualidades de grãos.

Há algumas receitas sobre como fazer café expresso. A receita de café expresso caseiro que mais se aproxima da textura do café passado na máquina é feita com café solúvel. Uma opção é incorporar os ingredientes café solúvel, água e açúcar em uma batedeira durante 7 minutos.

Esse processo vai auxiliar na dissolução do café na água, promover a sua aeração e a consequente produção de espuma, além de fornecer o sabor máximo do café solúvel. Uma opção é adicionar o leite, produzindo o café semelhante ao Latte.

Café expresso

Tipos de café

Existem diferentes tipos de café expresso, os quais possuem centros de origem em variados países.

  • Tipo Café Arábica: esse café possui 50% menos cafeína do que os convencionais e é muito utilizado para receitas de café gourmet. A sua origem é a Etiópia, mas ele é cultivado no Brasil;
  • Bourbon: essa qualidade de café é de origem da Arábia e possui sabor que lembra o chocolate;
  • Kona: cultivado no Havaí, já foi considerado o melhor café do mundo devido ao equilíbrio em sua acidez, sabor, textura e aroma;
  • Catuaí: variedade amplamente cultivada no Brasil e com sabor adocicado. A sua origem também é arábica;
  • Acaiá: esse café de origem arábica possui sabor suave e tropical;
  • Café Robusta: essa é outra variedade muito cultivada no Brasil e que contém fortes teores de cafeína, sendo um grão que oferece café mais encorpado, amargo e com aroma forte. Essa cultivar é proveniente da África.

Entretanto, raramente a receita de café expresso utiliza apenas uma qualidade de grãos. Muitas vezes o sabor complementar dos diferentes grãos, ao serem misturados no preparo do café, oferece um sabor muito original e agradável ao paladar.

Por outro lado, o café expresso gourmet recebe uma apresentação mais sofisticada, sabores diferenciados e ingredientes peculiares que podem ser servidos com muita criatividade. A adição de caldas doces de chocolate ou chantilly configura algumas das técnicas utilizadas para a produção de café gourmet.

Tipos de café expresso

Existem muitos tipos preparados com diferentes ingredientes e servidos de várias formas. De uma maneira simplificada, os tipos de café podem ser definidos assim:

  • Curto: Café mais concentrado, com menor adição de água;
  • Longo: Café mais diluído;
  • Duplo: Duas doses de café curto adicionadas a mesma xícara;
  • Latte: Café com leite expresso;
  • Pingado ou machado: Café com uma pequena dose de leite;
  • Cappuccino: Café com leite expresso e com adição de cacau ou ainda canela;
  • Mocha ou mocaccino: Um Latte com cacau.

Café expresso

O café expresso duplo é, sem dúvida, o café mais forte e encorpado, ideal para auxiliar com o sono durante a leitura. Ele é convencional em alguns países onde a cultura do café é mais recorrente, como no Brasil. Na Europa, o chá tem grande espaço, e o café forte como o duplo pode não ser tão comum.

O café expresso em pó contido em cápsulas de cafeteiras como a fornecida pela Nestlé oferece a produção desse tipo de café com sabor idêntico ao produzido por máquinas industriais. Isso porque a máquina cafeteira reproduz o processo em uma versão menor.

A cafeteira tem feito sucesso entre seus clientes e consumidores, sendo comercializado em cada cápsula o café a ser filtrado.

Cafés famosos no Brasil

Nas cafeterias brasileiras, faz muito sucesso o café carioca, ou carioquinha, como é carinhosamente chamado. No entanto, este café é um filtrado simples, o qual possui menor densidade. A diferença do café expresso para o filtrado simples, como o carioquinha, é gritante.

Em primeiro lugar, não é produzido no café filtrado simples a espuma tão saborosa e apreciada pelos amantes de café. Contudo, o aroma é especial, ainda mais se feito com as variedades de café corretas.

O café expresso ganhou espaço na vida de seus consumidores, uma vez que o sabor é diferente do café filtrado caseiro convencional. A bebida quente é sinônimo de aconchego no inverno, e do mesmo modo é ingerida após a refeição ao meio-dia. Muitas pessoas procuram em cafeterias tipos diferentes de café e as variedades gourmet. E você, já tomou o seu espresso hoje?

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo