Calcário é eficiente quando usado para a correção de acidez dos solos

Inicio » Meio Ambiente » Calcário é eficiente quando usado para a correção de acidez dos solos
25/03/2019 Por
Calcário é eficiente quando usado para a correção de acidez dos solos

O uso eficiente do calcário nas plantações agrícolas

Muito utilizado nas produções agrícolas, o calcário é responsável por corrigir a acidez do solo e proporcionar maior absorção dos nutrientes.

Assim, o uso agrícola do calcário permite que os cultivos desenvolvam-se de forma mais eficiente.

Formações de calcário

O que é calcário?

Calcário é o nome dado à uma espécie de rocha sedimentar com grandes quantidade de minerais. Ele possui uma porcentagem maior que 30% de carbonato de cálcio (calcita e aragonita). O calcário com predominância de dolomita é chamado de calcário dolomítico. A acumulação de conchas, carapaças de animais aquáticos e esqueletos também podem ser fatores de formação do calcário.

Sua formação ocorre devido a acumulação de organismos inferiores (cianobactérias) ou pela agitação do bicarbonato (carbonato de cálcio), no ambiente aquático em especial. Além disso, ele é encontrado também em cavernas, lagos e rios.

As principais impurezas presentes na formação de calcário são:

  • Argilas;
  • Sílicas;
  • Fosfatos;
  • Gipso (ou gesso);
  • Carbonato de magnésio;
  • Fluorita;
  • Glauconita;
  • Óxido de magnésio;
  • Óxido de ferro;
  • Siderita;
  • Sulfetos;
  • Dolomita;
  • Matéria orgânica, etc.

A calcite, por exemplo, calcário quimiogênico, é formado devido a perda de dióxido de carbono nos meios aquáticos, por meio da diminuição da pressão ou do aumento dos graus de temperatura.

A formação do calcário se dá após o equilíbrio químico passa a formar CO², resultando na origem de calcite e na sua precipitação, originando logo em seguida o calcário em si.

Além disso, o calcário pode ser utilizado tanto na fabricação de cal e de cimento, quanto nas atividades agrícolas, para neutralizar a acidez do solo.

Características do calcário

As características do calcário envolvem principalmente a coloração, que varia do branco ao preto, podendo também possuir tons cinzas claros e escuros. No entanto, há outros tipos de calcários que apresentam coloração avermelhada, amarelada ou esverdeada. Tudo isso dependerá do tipo e da quantidade de impurezas presentes nele.

Além disso, calcários são coerentes, não granulados, como alguns apresentado-se cristalizados, pequenos e dificilmente visíveis. Sua estrutura é compacta e faz efervescência pois tem reação com ácido.

Tipos de calcário

Os principais tipos de calcário existentes são classificados em subdivisões:

  • Caliche: consiste em um calcário que é rico em carbonato de cálcio, sendo formado em ambientes como clima semi-árido;
  • Conquífero: consiste em uma formação com restos de conchas e esqueletos;
  • Dolomito: consiste em um mineral de magnésio e carbonato de cálcio;
  • Giz: consiste em uma calcário com textura porosa, é branco e formada a partir da agitação (precipitação) de microrganismos mais cálcio;
  • Marga: consiste em um calcário com porcentagem de argila entre 35 a 50%.
  • Recifal: consiste em um calcário de edificação, resultante da atração de carbonato de cálcio realizada pelos seres vivos, como os corais.
  • Travertino: consiste em calcários densos que estão localizados em algumas cavernas e grutas, formadas por aragonite, limonite e calcite;
  • Tufo: consiste em um calcário esponjoso que é basicamente encontrado em fontes de água, por causa da precipitação do carbonato de cálcio juntamente com a matéria orgânica resultante da decomposição de alguns vegetais.

Há também os calcários calcíticos, que possuem teor de magnésio abaixo de 5%; os calcários magnesianos, com teor de magnésio entre 5 e 12% e os calcários dolomíticos, cujo teor de magnésio é maior que 12%.

Para que serve o calcário?

O uso do calcário está voltado para:

  • A adubação química;
  • Pedra ornamental;
  • Correção do pH do solo em atividades agrícolas;
  • Confecção de vidro;
  • Fundente em atividades metalúrgicas;
  • Produção de cal;
  • Produção de giz;
  • Produção de cimento.

Aplicação do calcário

Um dos segmentos em que o calcário é mais aplicado é no setor de agricultura. A maioria dos solos brasileiros são ácidos, isso faz com que o desenvolvimento e crescimento dos plantios sejam comprometidos. Sendo forma, a função principal do calcário utilizado na agricultura é corrigir a acidez dos solos, proporcionando cálcio, magnésio e muitos nutrientes.

O calcário é utilizado no solo em forma de pó, que aumenta a reatividade e a assimilação das terras a serem postas para cultivação. Esse tipo de corretivo permite o aumento do pH do solos. Dessa forma, faz com que ele seja adequado para o cultivo de muitas espécies de plantas. A técnica é muito utilizada no Brasil.

Ele deve ser aplicado ao solo de modo uniforme em todo a superfície, para que as partículas sejam misturadas e ampliem o contato entre elas. No entanto, o uso de calcário no solo deve seguir recomendações, sendo estabelecidas as quantidades necessários para cada tipo de solo e cultivo agrícola. Outro ponto que também deve-se absorver é a profundidade dele.

Toda aplicação deve ser feita meses antes do solo ser utilizado. Isso deve ser feito para que as plantas consigam absorver o máximo de nutrientes necessários para o desenvolvimento saudável.

A aplicação do calcário no solo recebe o nome de calagem. A importância desta técnica está no fato dos solos serem altamente ácidos, correndo o risco da acidez espalhar-se para diversas regiões. Portanto, quando não corrigida, a acidez pode atingir regiões que possuem solos arenosos com maior tendências de cultivos intensivos e altas precipitações.

Benefícios do calcário em produções agrícolas

Parede de calcário

Quando aplicado de forma eficiente e adequada, o calcário no solo permite maior rendimento da área cultivada, melhora a absorção dos nutrientes e faz com que o nitrogênio seja facilmente fixado por produtos como a soja, amendoim e o feijão.

Além disso, ele também possibilita a economia de adubos nitrogenados e maior economia devido ao capital que é investido para a implantação do plantio.

Dessa forma, o calcário favorece a renda agrícola dos agricultores. Também é capaz de melhorar as propriedades e características físicas do solo, facilitando o desenvolvimento da planta e o crescimento da raiz. Assim, acaba aprimorando a flexibilidade aos períodos de seca.

Calcário agrícola

Ao falar da utilização do calcário na agricultura, automaticamente a técnica é ligada a correção de acidez no solo. No entanto, como dito anteriormente, esta não é sua principal função.

Muitos acreditam que o uso do gesso nas produções agrícolas pode substituir o uso do calcário. Pelo contrário, o gesso auxilia a ação dele, visto que é responsável por atingir maiores profundidades devido ao baixo teor de solubilidade. Dessa forma, ele também serve como fonte de enxofre e fonte de cálcio para os vegetais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo