Capim amargoso é erva daninha de difícil combate

Inicio » Agricultura » Capim amargoso é erva daninha de difícil combate
28/06/2019 Por
Capim amargoso é erva daninha de difícil combate

O capim amargoso está presente em todo o Brasil, é muito resistente e sobrevive em praticamente todas as culturas

O combate do capim amargoso deve ser feito preferencialmente com a ajuda de especialistas, já que a planta é muito resistente aos herbicidas.

O capim amargoso se espalha facilmente com a ajuda do vento e cresce muito rápido entre as culturas. Assim, o ideal é que seja realizado um plano de manejo das propriedades rurais, com o objetivo de combater não só esta, mas também outras plantas invasoras.

capim amargoso

O que é capim amargoso?

O capim amargoso, que tem como nome científico Digitaria insularis, é uma planta invasora bastante comum entre as culturas. A espécie pode ser muito resistente e, assim, deve ser combatida de diversas formas. Essa erva daninha possui uma incrível capacidade de adaptação e, assim, pode se estabelecer em lavouras, pastagens, gramados, jardins, etc. Além disso, a planta se reproduz de maneira muito fácil e, portanto, pode produzir até 100 mil sementes.

Também chamado de capim flecha, capim-açú ou capim pororó, ele é um dos principais causadores de prejuízos na produção rural.

Dentro os tipos de capim que existem, então, esta espécie é uma das mais difíceis de se eliminar.

Quais as culturas mais afetadas pelo capim amargoso?

É fundamental conhecer as características do capim para ter condições de combatê-lo. Como visto, o amargoso tem facilidade de propagação e compete por nutrientes, iluminação e água com as plantas cultivadas.

Sendo assim, muitas culturas podem sofrer com a invasão da erva daninha. As principais plantações afetadas pelo capim amargoso, então, são:

  • Abacaxi
  • Alfafa
  • Algodão
  • Arroz
  • Cana-de-açúcar
  • Eucalipto
  • Banana
  • Batata-doce
  • Cenoura
  • Soja
  • Pastagens
  • Trigo
  • Feijão
  • Girassol

É possível perceber, então, como a invasão causada pelo capim pode ser ampla. A espécie sobrevive praticamente entre todas as culturas. Assim, ela pode nascer em qualquer época do ano e se propagar em todas as regiões do Brasil.

Principais características da espécie

Uma das principais características do capim amargoso é a sua enorme capacidade de propagação. Além de produzir muitas sementes, elas são bastante leves e, assim, acabam carregadas pelo vento. Uma semente da erva daninha, então, pode chegar a quilômetros de distância.

Além disso, a espécie também se desenvolve rapidamente, muitas vezes mais rápido do que a própria cultura. Outro ponto em relação à planta é a sua resistência aos produtos químicos. A invasora apresenta resistência ao glifosato, que é um dos defensivos agrícolas mais utilizados.

capim amargoso

Como fazer o controle da planta invasora?

O controle do capim amargoso, então, deve ser realizado antes mesmo de se iniciar a plantação. Assim, durante o pré-plantio devem ser realizadas ações preventivas no campo.

Uma das indicações, portanto, é o uso de uma combinação de herbicidas. Quando são aplicados em determinados momentos e em corretas quantidades, podem auxiliar no combate da invasora. Em alguns casos, a rotação de culturas e o manejo do solo também são indicados para o combate da espécie.

Além disso, é importante diversificar os tipos e usos dos produtos químicos, a fim de impedir que o capim amargoso desenvolva mais resistência sobre os produtos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo