Carcinicultura é atividade atraente para o mercado de exportação

Inicio » Agronegócio » Carcinicultura é atividade atraente para o mercado de exportação
02/07/2019 Por
Carcinicultura é atividade atraente para o mercado de exportação

Entenda o que é carcinicultura e qual a sua importância no mercado agro brasileiro

A carcinicultura corresponde a pesca de camarão. Trata-se de um tipo de atividade valorosa pelo mundo inteiro. Contudo, a criação de camarão é um exercício novo e, em nosso país, ainda apresenta pouquíssimo teor econômico. O mercado principal para esse tipo de produção é o que exporta.

Em fase inicial, grande parte da atividade de carcinicultura tinha extensividade e, de modo geral, associada a demais tipos de peixes. O que marcou a criação do camarão foi o procedimento de larviculturas em locais específicos. A tecnologia avançando foi fundamental para que os cultivos crescessem em diversos países. Hoje, é possível dizer que uma média de 30 % de todo o comércio de camarão é provindo de cultivos.

Carcinicultura

Benefícios da carcinicultura

Dentre os benefícios para a produção do camarão, podemos mencionar uma duração curta do cultivo, preços altos pelo mercado e situações de clima que favorecem o cultivo. Atualmente, portanto, a área que mais produz camarão é o estado do Rio Grande do Norte.

Há duas versões de camarão: aquele que vem da água salgada e o que vem de água doce. O cultivo, por isso, acontece a partir da espécie chamada Macrobrachium rosenbergii para carcinicultura de água doce e L. vannamei, de água salgada.

Ao conseguirem a atração dos olhares do governo federal e estadual, os produtores, portanto, deram início ao sucesso e conseguiram investimento para a modernização e aumento da produtividade do camarão, transformando-se, atualmente, em um dos maiores produtores do mundo.

Criação de camarão no Brasil

Os camarões têm criação, portanto, em tanques que se assemelham à produção de peixes. Estes tanques se parecem com grandes piscinas que apresentam água potável com abastecimento através de bomba específica. Esses aparatos necessitam ter ligação a encanamentos de forma estratégica e com escoação direta ao esgoto.

Precisam ainda permanecer em água com cobertura. Isso pode ser obtido de diversos modos. O essencial é que o tanque seja capaz de abrigar até doze camarões em cada m², para a geração de um bom lucro. Muito além desse quantitativo, tratá inviabilidade para fazer o controle da qualidade dos crustáceos para vender, bem como para limpar o ambiente.

O essencial é que os crustáceos tenham cultivo em cativeiros, tendo alimentação com determinado tipo de ração, que tenha elaboração por técnico especialista.

Eles podem ser adquiridos em lojas específicas e compõe, de forma básica, a salinidade para o camarão de água salgada, bem como a nutrição que auxilia nos períodos da engorda de larvas, formato dos primeiros meses de nascimento. Em relação a carcinicultura, a venda acontece por quilo.

Carcinicultura

Como funciona a produção de camarão?

Ainda que o camarão se caracterize um prato de grande apreciação nacionalmente, portanto, essa produção ainda se encontra em crescimento no Brasil. Os produtores estão, ainda, tentando se aventurar nessa área, ainda que saibam que tal comércio é um dos mais lucrativos disponíveis. Isto porque consumir o crustáceo é uma atitude crescente.

O trabalho com a criação dos crustáceos pode trazer muita lucratividade para aqueles que pensam em exportação. Isto porque o camarão é um dos itens mais vendidos nos países do exterior.

O interessante para quem quer começar é fazer o investimento em matizes pequenas para aprender aos poucos. Dessa forma, o capital inicial terá redução e ainda haverá tempo para o aprendizado da administração dessa criação, bem como a modificação de quaisquer pontos estruturais que não tenham apropriação para que se possa obter lucro.

A notícia positiva é que dar início a tal criação dos camarões não se trata de um comércio caro. Existem possibilidades do retorno, de forma tranquila. A estimativa do investimento de início com matizes é de uma média de R$20 para criar o crustáceo de forma básica. Esse, portanto, é de tamanho pequeno. Com isso, obtém-se o retorno do capital em tempo aproximado de 15 meses.

Esses crustáceos de tanques se assemelham a criação de peixe e pode gerar números gigantes de produção, se a ideia for começar, já de início, a preparar o produto para exportação.

Tipos de camarão

O essencial é que os tanques sejam capazes de abrigar até uns doze camarões, no máximo, por m². Isto porque, para a quantidade é razoável para que possa gerar um lucro bom para o produtor. Cada estrutura depende do tipo da criação e daquilo que o terreno oferece, sendo possível usar vários tamanhos, desde que apresente água renovada e drenagens corretas. Confira os tipos de camarão disponíveis para criação!

Camarão de Patas Brancas

Esse é o tipo de crustáceo também conhecido como camarão branco do pacífico. É uma variação comum da pesca para criação comercial, e apresenta-se na cor mencionada.

Camarão da Malásia

É um tipo de crustáceo que reside em água doce da categoria de palemonídeos. O tipo, para a carcinicultura, apresenta um interesse para o comércio, sendo muito famoso como lagostim de água doce. É um dos tipos mais procurados para criação em cativeiros.

Camarão de água doce

É o tipo comum de camarões palemonídeos, sergestídeos e atídeos, que residem em águas doces do continente ou litoral de salinidade baixa, designados também de poti e pitu. Há uma média de trinta espécies da categoria.

Camarão Rosa

É um tipo de crustáceo marinho peneídeos, disponível na região Leste dos Estados Unidos até a região sul brasileira. O tipo alcança uma média de 18cm de comprimento e apresenta um corpo todo avermelhado em pontos escuros. É, também, chamado de vilafranca e caboclo.

Carcinicultura

Camarão de estalo

É a definição comum aos crustáceos pequenos do mar, do tipo alfeídeos, disponíveis de forma usual entre buracos ou pedras. Para a carcinicultura, traz a nomenclatura porque apresentam um de quelópodes desenvolvidos que, ao fecharem-se, fazem a produção não somente de um estalo, porém também de um tipo de choque, capaz de atingir as presas.

Camarão-de-sete-barbas

Trata-se de um crustáceo do mar, do tipo peneídeos, disponível na região sul brasileira. Para a carcinicultura, é um dos camarões que conta com aproximadamente 8cm de comprimento e rostro que apresenta a ponta em curva para a parte de cima. É conhecido como sete barbas ou de areia.

Camarão Limpador

Trata-se de um tipo de infraordem de camarão decápodes do tipo Pleocyemata. Para a carcinicultura, eles fazem a inclusão de grande parte dos tipos pela nomenclatura comum de camarão palhaço ou limpador.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo