Castanha de caju é um grande do bom funcionamento do organismo

Inicio » Agricultura » Castanha de caju é um grande do bom funcionamento do organismo
01/05/2019 Por
Castanha de caju é um grande do bom funcionamento do organismo

Conheça as propriedades da castanha de caju

Castanha de caju é uma das oleaginosas mais saudáveis e benéficas para a saúde do corpo humano. Sua composição é cheia de gorduras boas, sais minerais e vitaminas que auxiliam no bom funcionamento do organismo além de prevenir inúmeras doenças.

Além disso, a castanha de caju também está muito presente nos cardápios de dietas equilibradas, focadas em uma alimentação saudável com a presença deste fruto. No entanto, ela é conhecida antes mesmo dos portugueses chegarem ao Brasil e seu consumo pode ser feito de muitas maneiras, pois as combinações também são variadas.

Castanha de caju e o pseudofruto

O que é castanha de caju?

A castanha de caju é o fruto produzido pelo o cajueiro, uma árvore natural da região Nordeste do Brasil. Enquanto a castanha de caju é um fruto, o famoso caju – propriamente dito – é um pseudofruto. Este fruto pertence ao grupo das oleaginosas, como, por exemplo, a castanha do Pará, as macadâmias, avelãs, nozes e alguns outros.

Seu consumo traz inúmeras vantagens ao organismo, ajudando na prevenção de muitas doenças. Além disso, por ser uma oleaginosa, também é grande fonte de substâncias antioxidantes e de proteínas.

De onde vem a castanha de caju?

Antes mesmo do descobrimento do Brasil e da colonização do portugueses, o caju já era muito famoso nas terras brasileiras, principalmente porque era considerado como alimento básico das populações onde seu plantio era manifestado. Como é o caso do povo Tremembé, que fermentavam o suco de caju – também conhecido como Mocororó -, que era bebida nas celebrações da dança Torém.

No entanto, a castanha de caju é um fruto oleaginoso e duro. Sua semente é consumida após o fruto ser assada, para que a casca seja removida naturalmente, podendo ser ingerida com sal ou assada com açúcar.

Extrair a amêndoa da castanha de caju após secar é um processo que requer tempo, mão de obra e técnicas. A técnica de extração usada pelos povos indígenas era fazer a torragem diretamente no fogo, para que o LCC (ou “líquido da castanha de caju”) fosse eliminado. Assim, depois que ela esfriasse, eles realizam a quebra da casca para poderem retirar sua amêndoa.

Com o desenvolvimento e progresso da industrialização, esta técnica passou a possuir mais algumas etapas específicas:

  • Lavagem;
  • Umidificação;
  • Cozimento;
  • Esfriamento;
  • Ruptura da casca;
  • Estufamento.

O LCC (“líquido da castanha de caju”), depois de ser retirado, pode se usado na confecção e produção de muitos produtos, como, por exemplo:

  • Materiais de fricção;
  • Lonas de freio;
  • Resinas;
  • Detergentes industriais;
  • Fungicidas;
  • Inseticidas;
  • Biodiesel;
  • Vernizes.

De onde vem a castanha do caju: do Brasil para a África e para a Ásia

A castanha de caju é um fruto natural do Brasil que foi levado pelos portugueses do Brasil em direção à África e à Ásia.

Na cidade litorânea Goa, na Índia, o cajueiro entrou no século XVIII. Ele foi levado até alguns países asiáticos para que pudesse estabilizar o taludes (um plano de terreno inclinado responsável por limitar um aterro e garantir a estabilidade dele) e para resolver alguns problemas de erosão.

No ano de 1558, o fruto foi comparado a um ovo de pata por André Thevet, um frade franciscano francês. Depois disso, Maurício de Nassau (conde e príncipe de Nassau) fez um decreto que protegia os cajueiros da região e também começou a preparar doce do fruto, colocando-os em compotas e espalhando a prática entre as melhores mesas e famílias da Europa.

Atualmente ela é cultivada em regiões tropicais, com clima quente e úmido. Os cinco maiores países responsáveis pela produção de castanha de caju são:

  • Vietnã;
  • Nigéria;
  • Índia;
  • Brasil;
  • Indonésia.

Tipos de castanha de caju

Componentes da castanha de caju: gorduras e sais minerais

A castanha de caju é composta por gorduras insaturadas (as monoinsaturadas e as poli-insaturadas). Elas são responsáveis por controlar os níveis de colesterol, reduzem o LDL (colesterol ruim) e aumentam o HDL (colesterol bom). Além do mais, essas gorduras são responsáveis por baixarem os níveis de triglicérides no corpo (as gorduras usadas para fornecer energia). Então, quando os níveis de triglicérides estão altos, eles são armazenados no tecido como reserva energética, o resultado disso são as famosas “gordurinhas”. Então, pode-se dizer que essas gorduras insaturadas são responsáveis por melhorar a circulação sanguínea a saúde do coração.

Além disso, ela é também composta por sais minerais essenciais para a saúde do corpo humano, como, por exemplo:

  • Cálcio: ajuda a estabilizar a saúde dos dentes e dos ossos e também auxilia nas funções neuromusculares;
  • Ferro: importante na produção de hemoglobina, além de ajudar no transporte de oxigênio;
  • Cobre: também auxilia na produção de hemoglobina e no transporte de oxigênio, ajuda a manter a saúde dos vasos sanguíneos, dos ossos e dos sistema imunológico;
  • Fósforo: importante para a formação óssea e ajuda no processo de produção de energia;
  • Zinco: importante para o bom funcionamento do sistema imunológico, auxilia na divisão e crescimento celular, na quebra de carboidratos e no processo de cicatrização das feridas.
  • Potássio: ajuda a regular a quantidade de líquido presente no corpo, é importante para o crescimento dos músculos e na quebra dos carboidratos;
  • Magnésio: também auxilia na manutenção das funções neuromusculares, na produção de proteína, de energia e no sistema imunológico.

Componentes da castanha de caju: vitaminas

Outro componente importantes são as vitaminas presentes neste fruto, como, por exemplo:

  • Vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6 e B9): ajudam na produção de energia, no sistema nervoso e na função cardiovascular. É importante para a manutenção do sistema digestivo, da função cerebral saudável e da pele. Além disso, são capazes de sintetizar os anticorpos;
  • Vitamina C: está presente na produção dos tendões, dos vasos sanguíneos, dos ligamentos e de pele. Auxilia na reparação, cicatrização e manutenção na cartilagem, além de ajudar na absorção de ferro e ser um antioxidante;
  • Vitamina E: é também um antioxidante responsável por manter o sistema imunológico saudável contra a invasão de bactérias e vírus;
  • Vitamina K: possui ação anti-hemorrágica.

Para que serve a castanha de caju?

De acordo com os componentes presentes neste fruto, a castanha de caju serve para auxiliar no funcionamento do organismo, para prevenir e combater doenças, melhorar o circulação do sangue e inúmeras outras coisas.

Sendo assim, os principais benefícios da castanha de caju são:

  • Previne doenças cardiovasculares: por ser antioxidante e ser rica em ácido oleico, é uma importante aliada para a saúde do coração;
  • Controla a pressão arterial: a pressão fica sob controle por conta dos altos índices de magnésio que o fruto possui
  • Ajuda no emagrecimento: por serem fontes de gorduras boas são responsáveis por ajudar no processo de emagrecimento;
  • Ajuda a combater a diabetes: auxilia os diabéticos e os pré-diabéticos pois são responsáveis por diminuir os níveis de triglicérides;
  • Promove o crescimento muscular: fortalecem o crescimento muscular por são fontes de proteínas ligadas ao cálcio e ao magnésio;
  • Ajuda no fortalecimento dos ossos: por serem fonte de cálcio, agem diretamente na saúde dos ossos;
  • Ajuda no fortalecimento dos fios capilares: o cobre presente neste fruto ajuda no fortalecimento do couro cabeludo;
  • Auxilia o sistema digestório: ajudam na retenção de líquidos. Além disso, são capazes de eliminar as toxinas do corpo;
  • Mantém a saúde da bile: são responsáveis por impedir e combater o surgimento de cálculos biliares;
  • Ajuda na TPM e na menopausa: seus componentes são responsáveis por promover o relaxamento, ajudando a combater os sintomas da menopausa e da TPM;
  • Promove a saúde dos olhos: combatem a degeneração macular pois ajudam na prevenção dos raios UV;
  • Ajuda no fortalecimento do sistema imunológico: a dose de ferro presente em sua composição é significativa para combater os radicais livres e prevenir a anemia;
  • Ajuda a combater o câncer: elas também possuem flavonóides que são responsáveis por ajudar no combate à formação de possíveis tumores.

Tipos de castanha de caju

A castanha de caju é classificada principalmente de acordo com a qualidade. Veja a seguir os principais tipos de castanha de caju:

  • Primeira qualidade: coloração uniforme, pode ser amarelo claro, marfim claro ou branca;
  • Segunda qualidade: amarela, marrom claro, cinza claro, marfim escuro ou claro;
  • Terceira qualidade: pode ser imaturas, descoloridas, murchas ou até mesmo manchadas. Possuem cor amarelo escuro, azul claro a escuro ou marrom;
  • Quarta qualidade: podem ser brocadas ou com pintinhas pretas. Além disso, apresentam as mesmas características da primeira e da segunda qualidade;
  • Quinta qualidade: fortemente brocadas, inteiras e com coloração iguais a dos tipos de terceira qualidade e M;
  • Tipo M: com coloração avermelhada ou marrom escura, são queimadas e com manchas intensas ou danos superficiais.

Castanha de caju torrada

Plantio de castanha de caju

O plantio de castanha de caju deve ser feito em terreno inclinado para que a erosão seja evitada, além de ser uma superfície profunda, com ao menos dois metros de terra, local bem drenado para que não encharque. O solo deve ser barrento, ou seja, de textura média, ser altamente fértil e, na maioria das vezes, é recomendado que seja próximo de alguma fonte de água potável.

Assim, para realizar a escolha das sementes, elas devem ser colocadas em uma bacia com água, as que boiarem podem ser descartadas. Além disso, se forem guardadas e armazenadas em sacos de papel ou de pano, o poder germinativo das sementes e sua durabilidade é de até 12 meses.

No entanto, no início da estação chuvosa é quando o plantio deve ser realizado. Dessa forma, antes de fazer a replantação da muda no local definitivo é preciso observar se a planta possui ao menos seis folhas saudáveis e maduras.

Castanha de caju no Brasil

A castanha de caju é o produto responsável pela divisas entre os Estados do Ceará e do Rio Grande do Norte. Entretanto, 90% de toda a produção brasileiro é exportada para a Europa, para os Estados Unidos e para o Canadá.

O Piauí é considerado o terceiro estado com maior produção de castanha de caju. No entanto, o Maranhão vem se igualando com a inserção de novas áreas voltadas para a produção deste fruto.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo