Cavalo belga é um dos mais antigos usados para tração

Inicio » Pecuária » Cavalo belga é um dos mais antigos usados para tração
24/03/2019 Por
Cavalo belga é um dos mais antigos usados para tração

Cavalo belga é conhecido pela habilidade para o transporte de cargas

O cavalo belga, como o nome sugere, é originário da Bélgica. Com corpo forte e bem desenvolvido, é uma das raças mais utilizadas para movimentar cargas.

O uso do cavalo belga como cavalo de tração é uma tradição, afinal, a sua história começou no século XVII. Já naquela época, essa raça de cavalo era usada como meio de transporte e também para trabalhos no campo, como arar a terra.

O cavalo belga se destaca pela força e resistência

Características do cavalo belga

O cavalo belga mede entre 1,65m e 1,70m. Também conhecida como brabant ou brabançon, a espécie possui postura reta e a mandíbula quadrada e grande. Por outro lado, tem a cabeça pequena e o pescoço curto e arqueado. Os olhos e orelhas do animal também são pequenos, por isso dão a impressão de não serem proporcionais ao seu tamanho. Também são características da espécie:

  • Corpo musculoso
  • Patas bem definidas e proporcionais
  • Atitude ativa
  • Pelagem espessa e comprida

O cavalo belga de tração tem as costas largas e curtas e os ombros um pouco inclinados, por volta de 45 graus na horizontal. As nádegas desse animal são poderosas. Por essa razão, ele tem um passo firme e regular bem característico. Por terem uma pelagem espessa, são muito resistentes a climas frios e úmidos.

O cavalo belga tem outra vantagem interessante. Em ambientes úmidos ou chuvosos, somente a parte superficial do pelo fica molhada, enquanto o interior continua seco. Além disso, a pele do animal engrossa no inverno. Por essa razão, o belga consegue suportar bem as temperaturas baixas, inclusive negativas.

A cor de pelagem mais comum é o café. No entanto, há variações de tonalidade como zaino, alazão, alazão ruano e cinza. Apesar de ser considerado um cavalo forte e robusto, tem um temperamento dócil. Corajosos e muito inteligentes, também estão sempre alertas.

Origem do cavalo belga de tração

Essa espécie é considerada descendente da raça ardennes, uma raça muito antiga originária da região montanhosa de Ardenas, na fronteira entre França e Bélgica. Assim como o braban, o ardennes é considerado um cavalo muito resistente e forte. Os primeiros registros oficiais do cavalo belga de tração são de 1886.

Há um número cada vez maior de criadores empenhados em preservar o belga. Eles tomam uma série de cuidados para manter o nascimento de potros e evitar a extinção desta raça secular. Não é à toa, afinal, o cavalo de tração também tem um papel importante na melhora de outras raças.

Cuidados com o cavalo belga

Além dos cuidados com alimentação e prevenção de doenças e parasitas, o cavalo belga é uma raça equina que requer atenção e dedicação do criador. Por apresentar uma personalidade sensível, esse cavalo precisa de carinho. Por outro lado, retribuem a gentileza oferecendo sua cumplicidade.

Cavalo belga

Por falar em alimentação, o belga é conhecido por seu apetite voraz. Isso porque eles consomem grandes quantidades de calorias durante o trabalho. Os criadores devem ficar atentos para evitar que o animal exagere, no entanto, se o cavalo trabalha no campo, deve receber uma ração diária adicional de aproximadamente dois quilos. Em alguns casos, a dieta pode ser complementada com vitaminas e minerais.

O cavalo belga, como as outras raças usadas para tração, o belga pode apresentar feridas superficiais. Essas lesões devem ser tratadas com cuidado para evitar danos maiores ao animal, como infecções.

Tags: ,

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo