Cavalo campolina se destaca entre os principais equinos domésticos

Inicio » Agronegócio » Cavalo campolina se destaca entre os principais equinos domésticos
20/03/2019 Por
Cavalo campolina se destaca entre os principais equinos domésticos

Cavalo campolina ajuda no crescimento da equinocultura e Brasil torna-se um dos países mais importantes do setor

De acordo com dados da Comissão Nacional de Equinocultura – CNA, o Brasil está no ranking de territórios mais importantes no setor da equinocultura, mercado que está com cada vez mais visibilidade em todo o mundo. Entre as raças mais populares do setor de equinos é possível encontrar nomes como cavalo campolina, mangalarga, crioulo, quarto de milha e appaloosa. Juntos, eles somam um número próximo de 5,8 milhões de equinos espalhados por todo o território nacional.

Ainda de acordo com a comissão nacional, a concretização de negócios para o setor é algo extremamente evolutivo, uma vez que o país teve saltos produtivos no comércio de equinos como o cavalo campolina. Durante os últimos anos, o setor negociou cerca de 3 mil animais, somando mais de US$ 2 milhões em transações.

cavalo campolina

O setor econômico brasileiro tem total interesse no aumento das exportações de equinos brasileiros, incluindo a raça de cavalo campolina. Visto esse interesse na expansão de mercado, os negociadores nacionais precisam entender como mostrar melhor este setor aos importadores. Visto isso, negociadores estrangeiros estão mostrando certos caminhos que são importantes para entrar e se consolidar no mercado mundial da equinocultura. Entre os países estão:

  • Alemanha
  • Estados Unidos
  • México
  • Venezuela

Criação de cavalo campolina

O cavalo brasileiro que surgiu durante o período do século XIX, em Minas Gerais, é reconhecido por ser um animal doce e de grande estatura. Iniciada pelo criador de equinos Cassiano Campolina, a criação da raça passou por inúmeros testes e cruzamentos.

Dessa forma, ganhou os os atributos que hoje são vistos. Isso porque a raça de cavalo é resultado do cruzamento entre a fêmea da raça marchadora e o cavalo europeu, andaluz.

Características da raça campolina

Algumas das características da raça campolina mais reconhecidas são o corpo harmônico e a pelagem, que possui diferentes tonalidades. No que diz respeito ao seu peso, para o macho a média é de 550 a 600 kg; enquanto a fêmea varia o peso entre 350 e 450 kg.

A altura média do macho para a fêmea também tem certa variação. Enquanto o macho tem altura próxima a 1,62, a fêmea geralmente mede até 1,54 m.

Os cavalos da raça campolina mais conhecidos são:

  • Alazão: sua pelagem é vermelho clara, com tons puxando levemente para o alaranjado.
  • Baio: nome dado aos cavalos campolina que têm a cor de café com leite, numa tonalidade mais próxima ao caramelo.
  • Pampa: o nome se dá a todo cavalo da raça que tiver a cabeça originalmente branca e no máximo duas manchas no corpo.

Cavalo campolina

Preço do cavalo campolina

Em um leilão, um cavalo campolina pode custar a partir de cerca de R$ 2.000. No entanto, esse valor pode chegar a atingir incríveis R$ 4 milhões de reais. Para quem tem interesse em arrematar este tipo de cavalo, o investimento inicial é de R$ 150 mil a R$ 1 milhão para compra de matrizes e de sêmen. Isso, sem contar o montante necessário para investir em propriedades e instalações adequadas para a criação da raça.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo