Cavalo nordestino: conheça as características da raça brasileira

Inicio » Pecuária » Cavalo nordestino: conheça as características da raça brasileira
24/03/2021 Por
Cavalo nordestino: conheça as características da raça brasileira

 A equinocultura é um braço forte no agronegócio brasileiro. Isso é o que diz a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), considerando que a criação de cavalos está em ritmo de crescimento, assim como todo o setor do agronegócio no país. Existem diversas raças de cavalos circulando no país. Animais que têm origem estrangeira, de nações distantes, mas também aqueles que são naturalmente brasileiros. Neste artigo vamos discutir sobre o cavalo nordestino, ou seja, o cavalo de raça formada no Brasil há mais de 400 anos.

O cavalo nordestino – também conhecido como cavalo sertanejo – é considerado um animal que se adapta muito bem a climas diversos, incluindo altas temperaturas. Além disso, também suporta escassez de água e de alimentos. Conheça sua história e características.

Origem do cavalo nordestino

Os registros que contam a história do cavalo indicam que a raça chegou ao Brasil no período colonial, trazida pelos portugueses, por volta dos anos 1530. De acordo com a Associação Equestre e de Preservação do Cavalo Nordestino (AEPCN), o cavalo tem origem da raça Barbo – chamado também de Bérbere – , utilizado em batalhas.

Os dados a respeito da origem da raça são diversos. Uma pesquisa desenvolvida na Universidade Federal Rural de Pernambuco, Paraíba e Ceará, em 2011, indica que a origem do cavalo nordestino não é certa. Apesar disso, se trata de uma raça descendente do Barbo-árabe, de origem portuguesa e espanhola.

cavalo nordestino marrom e branco

Quais são as características do cavalo nordestino?

Estes animais são muito resistentes e bons para o trabalho no campo. Além disso, também são dóceis e de musculatura forte. Sua pelagem é diversa, ou seja, existem cavalos nordestinos de diversas cores. A exceção está apenas que o cavalo nordestino não possui características albinas.

É um cavalo que não passa de 1,50m de altura, atingindo a média de 1,35m para animais machos e 1,30m para fêmeas. Tem uma cabeça considerada pequena e larga na frente, além de pescoço proporcional.

Por que preservar o cavalo nordestino?

Quando o tema está relacionado a este cavalo, é possível identificar um movimento de preservação nas discussões sobre a raça brasileira. A iniciativa dos criadores dos cavalos é vista como uma ação muito importante e essencial na conservação dos animais.

Aliás, diversas associações envolvendo o tema já foram criadas. A Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Nordestino é uma delas e faz a divulgação de imagens e informações de diversos animais, a fim de estimular a criação e evitar a extinção da raça.

O projeto de preservação e seleção do cavalo nordestino reúne uma série de fotos e relatos, ajudando a compreender aspectos históricos da raça. Além disso, também se discutem aspectos econômicos e zootécnicos, com o intuito de preservar a raça no país.

Por fim, a preservação da raça é vista também como a preservação cultural da região. O objetivo é fazer a seleção do cavalo, sem a mistura de outras raças, com o intuito de manter as características naturais do animal. Isso porque o cavalo nordestino é considerado parte da preservação da história da região, além de ser resistente e de criação econômica.

Imagem: PxHere

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo