Frete é elemento importante que determina lucros no agronegócio

Inicio » Agronegócio » Frete é elemento importante que determina lucros no agronegócio
07/10/2020 Por
Frete é elemento importante que determina lucros no agronegócio

A utilização do frete é uma prática comum entre as trasportadoras. Dentre todas as características, o frete é uma das principais para interferir ou ajudar na decisão de compra de um cliente.

Para quem produz algo que necessita do frete, é sempre válido estar atento aos valores e em realizar uma gestão eficiente em relação ao assunto.

frete

O que é frete?

Frete é algo realmente muito comum no país. O frete é sempre o preço que é pago pelo uso de um meio de transporte que pertence a outra pessoa. Além disso, o freta também é o valor que o cliente paga para receber a mercadoria encomendada. É muito comum o valor do frete variar de acordo com o peso, volume e tipo do produto que será enviado.

Além disso, a distância que será percorrida, ponto de entrega e o tempo que levará também são fatores determinantes para alterar o preço do fretamento.

Esse é o significado de frete de mais fácil explicação. Para maiores dúvidas, é sempre válido consultar a tabela de frete do fornecedor em questão.

O frete e o agronegócio

Muitos profissionais repudiam e rejeitam o tabelamento do frete e, justamente por isso, acabam por adotar uma segunda opção para continuar com os serviços. Muitas empresas do agronegócio acabaram por adquirir a própria frota para fugir do custo gigantesco do frete.

Isso ocorre pois desde 2010 os fretes rodoviários estão tendo uma crescente sem probabilidade de terminar, principalmente no que diz respeito aos grãos, fertilizantes e açúcar. Com base nessas informações, há chances de uma vulnerabilidade nas atividades do agronegócio.

Portanto, a decisão de comprar veículos para realizar o próprio sistema de fretamento acaba por ser uma estratégia extremamente inteligente e que produz maior consistência na logística das empresas participantes do agronegócio.

Frete CIF e frete FOB

Com certeza, o controle do sistema de fretes dentro do agronegócio é uma das mais importantes atividades da empresa, afinal, a logística agro é uma área que depende de cada vez mais estratégias eficazes para conseguir que o negócio tenha um bom andamento. Isso ocorre pois o cliente quer receber seu produto de forma ágil e a empresa quer que a entrega seja feita também de forma ágil, porém, sem grandes gastos.

Por isso, a contratação de uma frota própria está tomando conta do agronegócio. Independente de o frete ser CIF ou FOB, é possível estabelecer preços melhores para ambos os lados. Para entender melhor, acompanhe a diferença entre os tipos de frete CIF e FOB.

CIF

Já traduzindo para o português, CIF significa “custo, seguro e frete”. É uma modalidade paga pelo vendedor e fornecedor dos produtos. Geralmente, o cliente final prefere usar o frete CIF, mesmo sendo mais caro. Isso acontece pois, caso haja algum imprevisto, ele não precisa se estressar em correr atrás dos prejuízos e lidar com outros detalhes desconfortáveis.

frete

FOB

Fazendo uma tradução livre, o FOB quer dizer “livre a bordo”. Ou seja, o vendedor só é responsável até o despachamento dos produtos. Logo, é o cliente que fica responsável pelo valor e pelos riscos do envio, desde o momento em que a mercadoria é embarcada.

É uma alternativa mais favorável e cômoda para as empresas. Porém, as mesmas devem estar cientes de realizar todas as solicitações e informações da forma correta, para evitar transtorno para ambos os lados.

De qualquer forma, ambas as modalidades possuem segmentos diferenciais e circunstâncias também. O CIF é mais comum quando há um alto volume de mercadoria para diferentes clientes, o que torna o FOB desfavorável. Ou seja, o CIF pode ser usado no e-commerce onde o consumidor arca com os custos do produto e do envio de uma vez só.

Em contrapartida, o FOB é o preferido quando indústrias adquirem mercadorias de diferentes fornecedores e que, geralmente, já possuem uma transportadora predileta.

Para resumir, quem vende para um cliente final, ou seja, um cliente do dia a dia, a melhor opção é o CIF, ainda se o valor do produto for mais elevado. O FOB é para as empresas e profissionais que já conhecem os processos de carga e que geralmente possuem parcerias com transportadoras, pois as mesmas oferecem condições de pagamento facilitadas e, muitas vezes, descontos.

Frete rodoviário e frete ferroviário

Muitas empresas, em vez de optarem por adquirir a frota própria, chegaram a cogitar a ideia de escolher o frete ferroviário ou continuar com o rodoviário. Porém, ambos possuem ônus e bônus bem diferentes entre si. Para saber qual é a melhor escolha, basta analisar.

Frete Rodoviário

Não é o tipo mais antigo de frete, mas é um dos pioneiros, já que é datado desde a década de 50 e talvez até um pouco antes. Esse método de transporte para cargas cresce de forma constante e apresenta vantagens e desvantagens.

Vantagens:

  • Acessibilidade, pois alcança a maioria dos lugares dentro do território brasileiro;
  • Facilidade em organização e contratação de terceirizados;
  • Flexibilidade na hora de organizar as rotas.

Desvantagens:

  • Baixa capacidade de carga;
  • Alcança pouca distância em relação ao tempo gasto na estrada;
  • Maior chance de estragar a carga.

frete

Frete Ferroviário

A gestão desse tipo de transporte acaba sendo um pouco mais complexa do que os demais. Afinal, para que tudo ocorra como o esperado, muitas vezes é necessário usar um software de rotas e gestão de transporte.

Porém, ele acaba sendo ótimo para transportar volumes grandes em relação à carga. Além disso, apresenta um custo menor se for comparado com o rodoviário e outras modalidades.

Vantagens:

  • Custo benefício e combustível em conta;
  • Capacidade para carregar grande quantidade de carga;
  • Maior segurança e menor probabilidade de acidentes.

Desvantagens:

  • Inflexível, pois apresenta rotas específicas a serem traçadas;
  • Pode haver a necessidade de outras modalidades de transporte para finalizar a entrega;
  • Pouco investimento Governamental.

Independente da modalidade escolhida, é importante haver sempre um controle eficiente em relação a esse assunto. Dessa forma, é possível evitar transtornos antes mesmo que eles aconteçam. Inclusive, possuir um frete bem estabelecido na empresa faz com que os clientes estejam sempre em contato para comprar e consumir o produto.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo