Conversão alimentar é uma forma de aumentar a produtividade animal

Inicio » Agronegócio » Conversão alimentar é uma forma de aumentar a produtividade animal
03/10/2020 Por
Conversão alimentar é uma forma de aumentar a produtividade animal

Manter uma conversão alimentar eficiente é o desafio para as próximas décadas. Para os mercados agricultores do país, nos últimos anos, a taxa de conversão alimentar tem se tornado um dos mais importantes indicadores econômicos. Até porque a alimentação de criações e rebanhos pode representar mais da metade do investimento.

De olho nessa técnica, nas últimas décadas, a evolução da conversão alimentar tem sido constante. Afinal, a produtividade no campo só tem níveis elevados quando o processo conta com a aplicação de boas práticas de manejo em todas as etapas da criação.

Conversão alimentar

O que é conversão alimentar?

Conversão alimentar é um dos mais confiáveis indicativos econômicos de uma criação. Isso porque ela pode ser definida como uma forma de medir o nível de produtividade de rebanhos e criações. Ou seja, o consumo total de ração de um animal dividido pelo seu peso médio.

No entanto, ainda existem alguns fatores que contribuem para a obtenção de bons resultados, como as boas práticas de produção, ventilação, qualidade da água e da ração e até temperatura.

Enfim, o conceito de o que é conversão alimentar pode ser definido, em geral, como uma fórmula que tem relação direta com o peso de abate.

A conversão alimentar de peixes

Também na piscicultura, a conversão de peixes é um indicador essencial para manter a produtividade sempre em alta. Para isso, produtores do segmento apostam na eficiência de boas práticas para ganhar mercado.

Ou seja, a ideia é usar técnicas e matéria-prima de qualidade visando investir menos quantidade de ração para obter-se os maiores resultados.

Mesmo assim, na piscicultura, esses índices alimentares variam com algumas diferenças em relação aos demais animais, como:

  • Qualidade da água;
  • Espécie;
  • Sistemas de produção;
  • Técnicas de alimentação;
  • Qualidade da ração.

Conversão alimentar

A conversão alimentar de bovinos

Outro grande indicador de performance para a pecuária nacional, a conversão de bovinos é uma das várias estratégias empregadas pelos produtores rurais para deixar o boi gordo a baixos custos.

Como resultado imediato, veja abaixo as principais vantagens que sua eficiência traz à pecuária:

  • Melhoria nas práticas de produção de carne mediante leis de sustentabilidade ambiental;
  • Diminuição da área para produção de bovinos de corte (demanda de grandes áreas);
  • Diminuição dos custos com a alimentação animal.

De qualquer forma, existem várias tecnologias e técnicas que podem auxiliar o pecuarista a produzir mais, investindo menos. Como exemplos comuns, temos a integração de lavoura-pecuária, o aumento da taxa de lotação e até as pastagens rotacionadas.

Conversão alimentar

A conversão alimentar de aves

Para os produtores desse setor, o peso médio e a conversão alimentar de aves são dois índices diretos que têm grande impacto econômico quando o assunto é a produção avícola. Vale destacar que alguns cuidados precisam ser tomados.

Afinal, quaisquer fatores que possam reduzir o crescimento, prejudicar a saúde das aves ou diminuir o consumo de ração garante impactos negativos sobre a taxa de conversão alimentar de um lote todo. Isso porque, ao analisar o alto custo demandado pela alimentação animal, esse processo vira um parâmetro vital para o investimento na criação de aves para o mercado do agronegócio.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo