Cotonicultura: produção de algodão vem se destacando no Brasil

Inicio » Agricultura » Cotonicultura: produção de algodão vem se destacando no Brasil
21/10/2020 Por
Cotonicultura: produção de algodão vem se destacando no Brasil

Quinto maior produtor de algodão do mundo, o Brasil dá cada vez mais espaço para a cotonicultura. Essa atividade no Brasil remonta entre o fim do século XVIII e começo do século XIX. Essa produção de algodão era destinada a exportação para a Inglaterra.

Atualmente, o Brasil é o quinto maior produtor de algodão do mundo e, em 2019, conquistou a segunda posição em exportação, tornando a cotonicultura uma atividade de destaque no país.

Planta de algodão na lavoura, esse cultivo é chamad de cotonicultura

O que é cotonicultura?

Cotonicultura é o cultivo do algodão. Muito utilizado no mundo todo, o cultivo do algodão já caia nas graças dos povos antigos, com os egípcios e incas, que, inclusive, já dominavam técnicas não só da extração do algodão, mas também de tecelagem. Há registros de que essa fibra já era utilizada há 4 mil anos antes de Cristo em países do Oriente Médio, Ásia, África e Américas.

O algodão é utilizado para confecção de roupas e ainda serve como matéria – prima para filtros de café, óleos de cozinha, produtos de higiene e beleza, dentre tantas outras utilidades.

Atualmente, o cultivo do algodão tem uma participação importante na economia brasileira e na vida dos produtores. Em 2019, o país assumiu uma colocação importante no setor, sendo o quinto maior produtor mundial de algodão e conquistando o segundo lugar no ranking de maiores exportadores mundiais da fibra. Só no último ano, o Brasil exportou para mais de 30 países. Na última safra por exemplo, de acordo com dados da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), foram mais de 2,5 milhões de toneladas de algodão produzidas no Brasil. Desses, cerca de 1,7 milhão seguiram para exportação.

Cotonicultura no Brasil

O algodão é produzido hoje em mais de 60 países em todos os cinco continentes. No ranking da produção do algodão no mundo, estão, respectivamente, a Índia, China, Estados Unidos, Paquistão e Brasil. Esses países concentram cerca de 90% da produção mundial desse setor que chega a movimentar 12 bilhões de dólares por ano. Assim, a cotonicultura envolve mais de 350 milhões de pessoas em sua produção, gerando emprego e renda. Nos últimos anos, cerca de 35 milhões de hectares de algodão são plantados em todo o mundo.

Cultivo de lavoura de algodão, chamado de cotonicultura

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) o algodão é a quarta cultura mais importante do país, atrás apenas da soja, cana-de-açúcar e milho.
A produção do algodão concentra a maior parte em Mato Grosso, seguido na Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Maranhão.

Além das exportações, o cenário interno também é promissor, pois, de acordo com a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), o Brasil está entre os maiores consumidores do mundo do algodão em pluma. Ainda de acordo com a entidade, o país deve colher nesta safra 2019/20, cerca de 2,8 milhões de toneladas. Contudo, o setor ainda terá o desafio de exportar 1,95 milhão de toneladas.

Assim, a expectativa dos contonicultores e especialistas do mercado de algodão é de que será um bom ciclo para a fibra, repetindo o sucesso que o setor obteve na safra 2018/2019.

Assim, a cotonicultura brasileira deve seguir crescendo, com consumo interno aumentando, bem como a demanda mundial e exportações se mantendo em alta.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo