Dendê vai além do uso culinário e religioso no Brasil

Inicio » Agricultura » Dendê vai além do uso culinário e religioso no Brasil
20/02/2019 Por
Dendê vai além do uso culinário e religioso no Brasil

Como o dendê pode ser usado e quais suas maiores vantagens?

O fruto dendê é um dos mais conhecidos por sua utilização nos pratos de origem africana e pela confecção do óleo beneficente.

O óleo feito a partir do dendê, por exemplo, possui diversos benefícios tanto para preparo de pratos culinários quanto para a saúde, principalmente por ter ser ricos em diversas vitaminas.

Amêndoa do dendê

O que é dendê?

Dendê é um fruto originário do dendezeiro, que consiste em uma árvore da família de palmeiras, natural do continente africano. Dendezeiro é também conhecido como coqueiro-de-dendê.

A árvore foi trazida ao Brasil em meados do século XVI, por escravos africanos. Dessa forma, foi sendo cultivada em lugares específicos como na Amazonas, no Pará e, principalmente, na Bahia.

Assim, ela é muito conhecida por suas diversas possibilidades de uso, como a utilização das folhas na confecção de objetos de decoração e a utilização do palmito comestível extraído do caule. Além disso, em especial, o óleo de dendê feito a partir do fruto da árvore.

Características do dendezeiro

O dendezeiro tem algumas particularidades em relação às demais árvores da família de palmeira. Portanto, as principais características são:

  • A árvore pode chegar à 15 metros de altura;
  • É frutífera apenas quatro anos depois da plantação;
  • Ao ter 70 anos, sua produção começa a cair;
  • É uma das árvores oleaginosas mais produtivas;
  • 1 hectare de dendê gera 5 toneladas de óleo por ano;
  • Necessita de água do solo constantemente para ser mais produtiva;
  • Precisa de ao menos 5 horas por dia exposta ao brilho solar;
  • A temperatura ideal é de 25°C a 27°C, fator necessário para seu crescimento;
  • O solo a ser plantado precisa ser argiloso / barrento, ter elevação plana e permeabilidade regular;
  • Necessita de tratos de plantio como adubação, irrigação, controle de pragas e erradicação de ervas daninhas.

Além disso, a árvore possui três variações de acordo com as espessuras que possuem:

  • Tenera: casca com menos de 2mm de espessura, gerada através do cruzamento das outras duas (dura e pisifera);
  • Dura: casca com mais de 2mm de espessura e fibras presentes na polpa;
  • Pisifera: não possui casca separando o fruto da polpa.

Óleo de dendê

Fruto do dendê

O óleo de dendê é produzido através do fruto do dendezeiro, possui um doce sabor e é muito utilizado na culinária afro-brasileira, além de ser usado por religiões de matriz africana, como o candomblé. Acarajé, moamba de galinha, bobó de camarão e vatapá, por exemplo, são os principais pratos feitos com o uso do óleo.

Além do uso religioso e culinário, o óleo de dendê pode ser utilizado substituindo o óleo diesel e, também, na fabricação de lubrificantes, graxa, detergente, amaciante, sabão, remédio e margarina.

No entanto, por ter alto teor de vitamina A, o óleo ajuda na revitalização da pele, dos olhos, no funcionamento dos órgãos reprodutores e na hidratação do cabelo. Por outro lado, deve ser consumido em quantidade mínima, pois possui alto teor de gorduras nocivas a saúde, aumentando a possibilidade do colesterol ruim.

Dessa forma, a comercialização do dendê como óleo tem fatores contribuintes para o economia dos países, por ser um dos óleos mais consumidos e produzidos em todo o mundo. Além disso, a fabricação do óleo auxilia no crescimento de renda das regiões e possibilita novas oportunidades de emprego, podendo ser considerado como parte dos produtos de subsistência.

Agro20 | Portal Vida No Campo