Evitar o desperdício de alimentos é fundamental para todos

Inicio » Agronegócio » Evitar o desperdício de alimentos é fundamental para todos
29/09/2020 Por
Evitar o desperdício de alimentos é fundamental para todos

O desperdício de alimentos é um grande desafio que não pode mais esperar para ser enfrentado. As questões referentes ao desperdício de alimentos são de enorme importância, desde um ponto de vista global, nas iniciativas que visam erradicar a fome, elevar a renda e aprimorar a segurança alimentar.

Em nosso cotidiano, essa preocupação também deve estar presente, à medida que é possível evitar o desperdício de alimentos por meio do aproveitamento integral de alimentos. Com efeito, ações simples como a preparação de receitas com talos, cascas e folhas podem fazer toda a diferença.

desperdício de alimentos

O desafio de evitar os desperdícios

A partir do aumento crescente da população mundial, as produções de alimentos se massificaram, na tentativa de suprir essas demandas. Porém, segundo um estudo recentemente publicado, os atuais níveis de produção e consumo impactarão significativamente a oferta de alimentos em um futuro próximo.

Felizmente, há boas estratégias par ter como evitar desperdício de alimentos, proteger o meio ambiente e, de quebra, poupar dinheiro. As grandes mudanças podem (e devem) começar em nossas próprias casas, com a mudança de hábitos cultivados no cotidiano.

O planejamento das compras

Uma das iniciativas mais relevantes para evitar desperdícios consiste em planejar as refeições de toda a semana. Nesse sentido, é altamente recomendável levar listas de compras e segui-las à risca, garantindo a aquisição de produtos que sejam realmente necessários para a alimentação.

Boa parte dos desperdícios domésticos diz respeito a verduras, legumes e frutas – itens característicos de compras semanais.

A verificação das datas de validade

Os prazos de validade de cada produto são um elemento fundamental que, como tal, não deve ser negligenciado por quem não deseja desperdiçar comida antes de ter o tempo necessário para consumi-la.

Enquanto consumidor, verificar os prazos deve ser uma atitude incorporada aos seus hábitos. As menções de “consumir até” indicam a periculosidade de consumir determinados alimentos após o vencimento de seu prazo de validade.

As menções do tipo “consumir preferencialmente antes de”, por sua vez, indicam somente as datas até as quais os produtos estão em perfeitas condições. Sem embargo, eles ainda podem ser consumidos após o prazo indicado, sem que isso traga maiores riscos.

desperdício de alimentos

A preferência por alimentos da estação

Desperdiçar alimentos implica em desperdiçar dinheiro. Sendo assim, o planejamento nas compras pode, conforme mencionado, contribuir significativamente para evitar o desperdício.

Logo, o ideal é dar preferência às verduras e às frutas da estação, à medida que elas possuem maior qualidade (menos agrotóxicos e mais durabilidade e teor nutricional) e tendem a apresentar preços mais acessíveis. As compras por impulso também devem ser evitadas.

Ademais, saber como aproveitar alimentos, com a preparação de receitas inusitadas, por exemplo, é outra prática que deve ser levada em consideração.

A manutenção da temperatura ideal

Controlar a temperatura de geladeiras e refrigeradores é essencial para impedir que os alimentos venham a se estragar. Eles devem ser conservados em temperaturas que variem entre 0°C e 5°C, a fim de manter sabor e frescura.

O mais indicado é manter sua geladeira e/ou freezer devidamente organizado, isto é, em conformidade com as características principais de cada alimento e a ordem de consumo dos produtos.

É crucial armazenar as sobras em seu congelador ou, em alguns casos, no refrigerador, para prepará-los nas próximas refeições, em recipientes apropriados e, sobretudo, em porções individuais.

A conservação adequada dos alimentos

Seus alimentos devem ser corretamente armazenados em locais higienizados e com temperaturas adequadas, como indicamos acima. Ao seguir as orientações das embalagens dos produtos, será mais fácil tomar boas decisões, como deixá-los em saquinhos hermeticamente fechados na geladeira. Lembre-se que, em uma boa cozinha, nada pode ser desperdiçado.

A periodicidade de suas compras

Se você faz apenas uma compra no mês, que tal ir mais vezes ao mercado e comprar menos produtos? Essa é uma excelente forma de evitar desperdícios. Além disso, quando comprar menos coisas por vez, você terá de carregar menos pesos ou, até mesmo, efetuar compras em mercados locais.

Desse modo, você não terá de passar por longos deslocamentos ou utilizar o seu automóvel, favorecendo e estimulando o desenvolvimento da economia local.

desperdício de alimentos

O congelamento de sobras

Se comprar alimentos frescos em demasia ou cozinhar demais, é conveniente congelar todas as sobras ou, ainda, empregar o método de branqueamento para congelar verduras, frutas e legumes.

Os queijos

Queijos possuem uma peculiaridade interessante: não estragam de 5 dias a 1 mês (caso sejam bem conservados em geladeira). Os queijos mais “moles”, como os do tipo “minas” e a ricota, não passam de 5 dias, ao passo que os mais “duros”, como o parmesão e o provolone, têm um tempo maior de conservação.

Não se esqueça de dispensar os queijos quando verificar a existência de pontos esverdeados na superfície e alteração de cor. Portanto, fique atento quanto aos prazos específicos de cada tipo.

Os vinhos

Para que os vinhos sejam consumidos como bebida, é crucial que, após terem sido abertos e não forem inteiramente consumidos em 1 dia, você passe a usá-los como tempero.

Depois das primeiras 24 horas, os vinhos passam pelo processo de oxidação, ou seja, o oxigênio que entra na garrafa começa a reagir com a bebida, alterando significativamente seu aroma e sabor. Caso preferir, congele o vinho restante em forminhas de gelo para reutilizá-lo em temperos e molhos.

Legumes, frutas e verduras

Se estes alimentos forem higienizados (sem a utilização de água) antes de serem levados à geladeira, poderão durar até 5 dias. Frutas tropicais, como abacate e banana, são uma exceção a essa regra pois, quando levados à geladeira, escurecem em pouco tempo.

O fermento

Os fermentos químicos em pó duram até 6 meses na geladeira, sem comprometer o crescimento de bolos e tortas. Os fermentos biológicos (mais utilizados na fabricação de pães), não duram mais que 3 dias após sua abertura, devido à existência de leveduras. Ao morrerem, elas fazem com que os fermentos parem de funcionar.

As comidas prontas

Após cada refeição, guarde, no refrigerador, todas as sobras possíveis de alimentos em invólucros fechados ou recipientes com tampa. Feito isso, a sua comida pronta durará, em média, por mais 3 dias. Essa é uma medida simples e prática de evitar o desperdício de alimentos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo