Edafologia é a ciência que estuda a utilização e influência do solo

Inicio » Meio Ambiente » Edafologia é a ciência que estuda a utilização e influência do solo
13/10/2020 Por
Edafologia é a ciência que estuda a utilização e influência do solo

A ciência chamada de edafologia estuda o solo desde sua origem até sua utilização no dia a dia. O solo é um fator indispensável para a vida e sua degradação traz prejuízos e impacta nossa qualidade de vida. Por isso, ciências como a edafologia se dedicam a estudar este recurso natural que deve ser preservado.

A edafologia estuda a utilização do solo em várias linhas de conhecimento, como sua física, química, biologia e seu manejo métodos de conservação.

Solo árido também é estudado pela edafologia

O que é edafologia?

A edafologia é a ciência que estuda a influência dos solos em seres vivos, especialmente nas plantas. O solo, por sua vez, é um material que recobre a superfície da terra e são formados pela decomposição de rochas com o tempo.
A influência do solo inclui o uso do solo para fins agronômicos, ou seja, de cultivar plantas de todas as espécies. Por isso, também é uma ciência que integra as grades curriculares de cursos como agronomia e engenharia ambiental.

Essa ciência estuda o solo desde a origem e evolução bem como todos os seus processos. Assim, existe uma variada metodologia para analisar perfis geológicos e análises químicas, físicas, dentre outros processos que podem ocorrer com o solo.

Os solos apresentam características variadas, de acordo com cada região e clima. Eles apresentam variações quanto, por exemplo, à espessura (que vai desde a superfície até a rocha mais profunda que o originou); quantidade de materiais que compõe o solo, como argila e areia; fertilidade para produzir alimentos (que pode ser melhorada com a ajuda do homem); porosidade, dentre outras tantas características que compõe os solos.

Dentre algumas ferramentas mais comuns na edafologia, estão taxonomias específicas para cada tipo de solo, ou seja, a classificação taxonômica é o que permite entender alguns processos que levam um solo com determinadas características a transformar-se em outro. A taxonomia leva em consideração as características de cada região.

Solo agricultável é um dos focos da edafologia

Edafologia do solo

A Embrapa lista algumas práticas edáficas, que são práticas para melhorar a fertilidade e condições morfológicas do solo, principalmente no que se refere a plantio e manejo de lavoura. Essas práticas possibilitam um melhor desenvolvimento das plantas e um cuidado com o solo ao mesmo tempo por promover uma maior cobertura de solo.

Algumas dessas práticas são:

  • Fertilização do solo: em áreas de plantio é preciso manter a fertilidade do solo, fazendo sua correção e nutrição com fertilizantes orgânicos ou minerais;
  • Plantio: dê preferência ao sistema de plantio direto com rotação de culturas, é saudável para as plantas e para o solo;
  • Compostagem e controle de queimadas também fazem parte do conjunto de estratégias para cuidar do solo.

A conservação do solo aliás, está ligada diretamente às condições de produtividade, sedo essencial para melhorar a produção no campo. Um dos desafios da edafologia, aliás, é estudar maneiras de se aproveitar melhor o solo, sem aumentar áreas produtivas.

O solo contém matéria viva e cada região possui um solo diferente. Por isso, a importância de se estudar os solos e suas necessidades, bem como formas de conservá-lo, através da ciência chamada edafologia.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo