Diferentes tipos de solo exigem manejo diferenciado na agricultura

Inicio » Meio Ambiente » Diferentes tipos de solo exigem manejo diferenciado na agricultura
28/11/2019 Por
Diferentes tipos de solo exigem manejo diferenciado na agricultura

Existem quatro principais tipos de solo e cada um requer um tipo de manejo específico

Para identificar, entender e gerenciar solos, os cientistas especializados no assunto desenvolveram um sistema de classificação de tipos de solo, chamado “taxonomia do solo”.

Como os sistemas de classificação para plantas e animais, o sistema de tipos de solo contém vários níveis de detalhes, dos mais gerais aos mais específicos. Ficou curioso? Conheça mais sobre o assunto a seguir.

tipos de solo

O que são tipos de solo?

Tipos de solo são um grupo que abrange diversas classificações baseadas em um sistema chamado taxonomia. Em suma, solos são misturas complexas de minerais, água, ar, matéria orgânica e inúmeros organismos. Esses organismos são, de fato, restos decompostos dos seres que antes viviam no solo.

Todos os tipos de solo se formam na superfície da terra, assim, sendo uma espécie de “pele” para a terra. Sem dúvida, o solo é muito importante, pois é capaz de suportar a vida das plantas, sendo vital para a vida na terra.

As definições de solos e tipos de solo no dicionário são:

  • O material mineral ou orgânico não consolidado na superfície imediata da terra, que serve como meio natural para o crescimento das plantas terrestres;
  • A matéria mineral ou orgânica não consolidada na superfície da terra que mostra efeitos de fatores genéticos e ambientais de: clima (incluindo efeitos de água e temperatura) e macro e microorganismos.

De fato, à medida que o solo envelhece, ele começa gradualmente a parecer diferente do composto original. Isso ocorre porque o solo é dinâmico, ou seja, seus componentes – minerais, água, ar, matéria orgânica e organismos – mudam constantemente.

Alguns componentes podem ser adicionados, enquanto outros podem ser perdidos. Além disso, alguns se deslocam de um lugar para outro no solo, e outros são transformados em componentes novos. Por essa razão, podem existir vários tipos de solo.

Para que serve o solo?

Sem dúvida, o solo desempenha muitas funções importantes em quase todos os ecossistemas, seja em fazendas, florestas, pradarias, pântanos ou bacias hidrográficas.

Em todos esses casos, os tipos de solo desempenham papéis de suma importância e serventia. Alguns destes são:

  • Os solos servem como meio para o crescimento de todos os tipos de plantas;
  • Eles modificam a atmosfera, emitindo e absorvendo gases (dióxido de carbono, metano, vapor e outros) e poeira;
  • Os solos fornecem habitat para animais que vivem no solo (como marmotas e camundongos) e para organismos (como bactérias e fungos), sendo responsáveis ​​pela maior parte dos seres vivos da Terra;
  • Eles absorvem, retêm, liberam, alteram e purificam a maior parte da água nos sistemas terrestres;
  • Os solos processam nutrientes reciclados, incluindo carbono, para que os seres vivos possam usá-los repetidamente;
  • Eles servem como meio de engenharia para a construção de fundações, leitos de estradas, represas e edifícios;
  • Os solos atuam como um filtro vivo para limpar a água antes que ela se transforme em um aquífero.

tipos de solo

Importância do solo na agricultura

De fato, o solo é muito mais do que terra ou poeira. O solo é uma mistura de minerais, ar, água e microorganismos que se formam na superfície da terra. O solo suporta, direta ou indiretamente, toda a vida na terra!

Isto é, ele fornece às plantas os nutrientes que elas precisam para crescer. Por essa razão, solos saudáveis ​​são a base de fazendas produtivas. Os tipos de solo, as texturas e as disponibilidades de nutrientes são, sem dúvida, componentes essenciais para a produção agrícola.

Como dito, solos de alta qualidade e solos saudáveis fornecem os nutrientes essenciais de que as plantas precisam para sobreviver. Enquanto isso, solos pobres e inférteis exigem alterações para sustentar a produção de modo eficiente.

O solo saudável possui as propriedades físicas, químicas e biológicas corretas para sustentar plantas e animais, por isso é tão importante para a agricultura. A ciência responsável por estudar a formação, desenvolvimento e composição dos tipos de solos é conhecida por Pedologia.

De tão importante, o solo tem até um dia próprio que merece ser comemorado: o dia 3 de maio.

Quais são os tipos de solo?

Podemos encontrar uma série de tipos de solo na superfície da Terra. Abaixo, você conhecerá os quatro tipos de solo principais do Brasil e suas características singulares.

Solo argiloso

O solo argiloso possui uma fina consistência, sendo impermeável ao que diz respeito à água. A terra roxa é um dos principais tipos de solos argilosos. Esse gênero de terra é encontrado em particular nos estados de Santa Catarina, Paraná e São Paulo.

Esse tipo de solo é indicado para as práticas agrícolas, sobretudo para as culturas do café. O subgênero massapé, encontrado nas regiões litorâneas nordestinas, são também muito férteis, possuindo uma coloração escura.

Para um solo ser considerado argiloso, é necessário que em sua composição haja no mínimo 30% de argila. As partículas desse solo são pequeníssimas, e como o espaço entre um grão e outro também é limitado, os solos argilosos retêm um maior volume de água.

Assim, é comum que os solos argilosos encharquem após serem expostos à chuva. Algo que, de fato, melhora consideravelmente o seu manuseio. Além disso, esse tipo de solo também é usado como uma matéria-prima em fabricações tais como adornos, itens de arte, cerâmicas e utensílios.

tipos de solo

Solo arenoso

O solo arenoso, como o nome adianta, possui uma consistência granulosa tal qual a areia. O solo é comum no Nordeste brasileiro, sendo um tipo permeável à água.

Na composição total de partículas sólidas, a areia representa aproximadamente 40%. Uma vez que os poros entre os grãos de areia são grandes, tanto o ar quanto a água circulam por ele com uma facilidade relativa.

Solo humoso

O solo humoso é um terceiro tipo de solo, sendo chamado também de terra preta. Esse tipo é composto por estimadamente 70% de húmus, ou seja, organismos vivos, seres em decomposição, ar e água.

O húmus é perfeitamente indicado para o cultivo, afinal, fornece sais minerais essenciais e é permeável e arejado.

Solo calcário

O solo calcário, por sua vez, é contraindicado para a agricultura. Entre os tipos de solo, esse é mais comumente encontrado em regiões com características desérticas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo