Ervas aromáticas tornam preparações culinárias muito especiais

Inicio » Agricultura » Ervas aromáticas tornam preparações culinárias muito especiais
04/11/2020 Por
Ervas aromáticas tornam preparações culinárias muito especiais

Embora sejam muito usadas na culinária, ervas aromáticas também são apreciadas na indústria cosmética e farmacêutica. Muitas pessoas conhecem e utilizam ervas aromáticas em seu dia a dia. Esses tipos de plantas também são conhecidos como ervas-de-cheiro exatamente por conta do forte odor que exalam sob infusão ou quando misturadas em outros pratos.

A hortelã-pimenta é um bom exemplo de ervas aromáticas que possuem aplicações na indústria, mas que são muito usadas domesticamente.

Ervas aromáticas

O que são ervas aromáticas?

Ervas aromáticas é o nome dado aos tipos de plantas, normalmente de pequenas dimensões, cujas folhas e outras partes do vegetal soltam aromas bem característicos.

Algumas ervas aromáticas são muito conhecidas e utilizadas desde tempos imemoráveis em nossa sociedade.

As mais conhecidas são:

  • Absinto;
  • Citronela;
  • Cravo;
  • Crisântemo;
  • Endro;
  • Erva-doce;
  • Eucalipto;
  • Hortelã;
  • Jasmim;
  • Manjericão;
  • Melissa;
  • Orégano;
  • Zimbro.

Essa lista poderia se estender de forma quase indefinida, dado o uso frequente desses tipos de plantas. Isso pode variar bastante, especialmente dependendo da região e do clima de determinado local.

As ervas aromáticas possuem diversos usos em diversos segmentos da indústria. Na cozinha, usadas domesticamente, essas plantas também são muito apreciadas como temperos, conservantes de alimentos e até para o consumo.

Os tipos de plantas e ervas aromáticas

As plantas aromáticas podem se enquadrar em diversas categorizações. Afinal, estamos falando de vários tipos de plantas diferentes.

A já mencionada hortelã-pimenta, por exemplo, é resultado do cruzamento de diversas espécies.

O cravo da Índia, cultivado em várias partes do mundo, faz referência ao botão da flor da planta. Quando seco, ele é empregado na culinária, como especiaria e na fabricação de medicamentos.

Já o eucalipto, um dos tipos de ervas aromáticas mais consumidas em nosso país, é uma planta cujas diversas partes são utilizadas, como o tronco, as folhas e a flor.

Portanto, as ervas aromáticas podem fazer referência a diversas partes da planta.

Se você não sabe o que são ervas aromáticas, agora você tem alguns bons exemplos para conhecer. Ainda assim, elas guardam muitas outras características importantes.

Ervas aromáticas

Os diversos usos das ervas

Como já foi explicado, as ervas aromáticas são plantas bastante versáteis. Elas são usadas em diversos segmentos da indústria, mas são muito apreciadas para uso doméstico, especialmente na cozinha.

Conheça o uso e benefícios de algumas das principais ervas aromáticas:

  • Hortelã: usado no preparo de pratos (salgados e doces), além de ser usado na indústria para a fabricação de balas, cremes dentais, desodorantes e outros produtos; possui ação analgésica, estimulante, antioxidante e também ajuda a aliviar problemas digestivos;
  • Orégano: além de ser usado como tempero (especialmente em pizzas), essa erva aromática é apreciada por possuir propriedades antioxidantes, ajudar a combater vírus e bactérias e diminuir a inflamação;
  • Erva-doce: na indústria, essa planta é usada para dar aroma a perfumes, bebidas e também pratos doces; feita como chá, essa erva possui propriedades que favorecem a digestão, reduzem gases e diminui o inchaço;
  • Jasmim: conhecida como uma poderosa planta medicinal, a jasmim é muito apreciada por reduzir o estresse por conta do seu efeito relaxante; na indústria, quando aplicada em cremes e loções, a planta ajuda a tratar coceiras, aliviar dores de cabeça, depressão, tensões musculares e irritação;
  • Melissa: popularmente conhecida como erva-cidreira, essa planta também é muito usada na indústria, especialmente para conferir um aroma agradável a diversos produtos na forma de extrato; de forma doméstica, servida como um chá, a erva possui propriedades relaxante, ansiolítica, carminativa e antiespasmódica.

Diferença entre ervas aromáticas e especiarias

Muitas pessoas fazem confusão entre essas duas classificações. Embora não exista prejuízo em trocar esses dois termos, há diferença entre ervas aromáticas e especiarias.

As especiarias fazem referência a diversos produtos de origem vegetal. Podemos incluir nessa categoria o fruto, as flores, a casca, o caule e a raiz. Elas geralmente possuem aroma ou saber bem acentuados e com frequência são utilizadas secas e reduzidas a pó.

A princípio, as ervas aromáticas se caracterizam por serem consumidas frescas. Essa é a principal diferença com as especiarias. As ervas mais comuns também são as plantas e flores, raramente fazendo referência a outras partes da planta.

Ervas aromáticas

Como plantar ervas aromáticas?

Antes de pensar no solo ou no cultivo sobre como plantar ervas aromáticas, primeiro é preciso pensar em quais plantas serão usadas.

Afinal, de nada adianta cultivar plantas que não serão utilizadas. Pense nos preparos, alimentos e temperos que costuma utilizar na cozinha. Depois disso, invista em sementes das ervas que planeja plantar. Felizmente elas não custam caro.

As ervas aromáticas são plantas bastante versáteis no cultivo também. Além disso, elas podem ser armazenadas diretamente no solo e em vasos de diversos tamanhos. Uma mesma área ou vaso pode conter diversas espécies de plantas, o que de fato facilita o cultivo.

Para plantar, não há segredo: é só espalhar as sementes no solo, no vaso ou transplantar as ervas e ir regando. Mas dê preferência a um borrifador, especialmente enquanto elas não brotarem.

A partir do momento que elas estiverem prontas para serem usadas, a rega pode ser realizada somente nos dias quentes ou a cada dois dias. Depois da colheita, ela pode ser feita de forma sucessiva, pois as ervas continuarão a crescer.

O tempo de cultiva varia bastante de uma planta para outra, mas nenhuma delas ultrapassa algumas semanas. A melissa, por exemplo, demora cerca de 21 dias para nascer. Já a jasmim demora um pouco menos. Em 14 dias, já podemos ver os primeiros brotinhos.

Versatilidade das ervas aromáticas

Em conclusão, como podemos ver, as ervas são plantas extremamente versáteis e são usadas em diversos segmentos da indústria.

Domesticamente falando, elas são muito apreciadas, especialmente por conta de suas propriedades medicinais. Muitas pessoas adoram fazer chás utilizando as ervas aromáticas, que podem ajudar a combater uma série de sintomas, como dores de cabeça, inchaços e outros males.

Na indústria, muitos segmentos usam as ervas de forma consistente. A produção de perfumes, cosméticos e outros produtos para cuidados da pele e beleza são bastante utilizados.

Portanto, as ervas aromáticas são muito úteis e apreciadas. Não subestime o valor dessas plantas e procure entender como você pode se beneficiar de seus usos.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo