Bactéria Escherichia coli pode contaminar e levar animais à morte

Inicio » Veterinária » Bactéria Escherichia coli pode contaminar e levar animais à morte
26/03/2021 Por
Bactéria Escherichia coli pode contaminar e levar animais à morte

Existem diversos tipos de bactérias que entram em contato com os animais, de diferentes maneiras. Quando o animal apresenta uma boa imunidade, o próprio organismo pode combater o agente e não resultar em problemas de saúde. No entanto, isso nem sempre acontece e o bem-estar do animal é afetado, gerando problemas sérios como aqueles causados pela bactéria Escherichia coli.

A bactéria, que também é conhecida por E coli, causa uma doença chamada colibacilose, que se desenvolve em diversos tipos de animais. A bactéria Escherichia coli é encontrada no trato intestinal de diferentes espécies de animais e desenvolve um quadro de infecção que pode levar o animal à morte.

Riscos da Escherichia coli para a saúde pública

Quando falamos em contaminação por Escherichia coli, não estamos tratando apenas de um agente que gera doenças em animais. Apesar de produtores sofrerem impactos econômicos com animais infectados e doentes, é preciso pensar além.

Sobretudo quando o assunto é gado de corte, em que há riscos de contaminação da carne bovina. Não apenas a saúde animal corre risco, mas a saúde pública também fica em alerta.

A segurança dos alimentos é fundamental para a promoção da saúde de maneira geral. Afinal, o consumo de produtos de origem animal contaminados gera uma série de desconfianças sobre a produção dos alimentos. Dessa forma, toda a cadeia produtiva sofre impacto.

carne vermelha moída com Escherichia coli

Carne contaminada

É possível a contaminação da carne no processo de moagem. Isso acontece porque os cortes deixam a carne com áreas superficiais mais expostas, possibilitando que tecidos gordurosos contaminados possam liberar a bactéria.

Falhas na refrigeração de carnes bovinas também viabilizam a contaminação por E coli, indicando problemas existentes no transporte e armazenamento desses alimentos. Condições precárias de higiene são favoráveis, além de embalagens inadequadas para o produto.

Para evitar este problema, é fundamental a fiscalização da Vigilância Sanitária. O órgão é capaz de fazer orientações, treinamentos para manipulação dos alimentos e fiscalizar boas práticas essenciais para evitar contaminações.

Diversos sintomas causados por E coli são percebidos em pessoas que ingeriram alimentos contaminados. Por exemplo, nota-se dor abdominal, urina escura, diarreia, sangue nas fezes e urina, febre persistente. O tratamento contra a E coli é feito com antibióticos, em alguns casos, e probióticos.

Colibacilose

A Colibacilose é uma doença desenvolvida a partir da E coli, percebida em bovinos, por exemplo, principalmente pela presença de diarreia. No entanto, a doença é mais identificada em bezerros, gerando grandes perdas ou sequelas.

Alguns sintomas da Colibacilose ficam evidentes, como:

  • Perda de apetite e aspecto abatido do animal
  • Perda de peso de forma gradual
  • Diarreia com cor esbranquiçada, além de um cheiro muito forte e ruim
  • Animal com aspecto apático, que parece indiferente ao ambiente
  • Morte repentina 

A doença também se desenvolve em aves e suínos, ambos apresentam alta mortalidade.

Prevenção e saúde de qualidade

Os produtores rurais que lidam diariamente com a criação de animais sabem que, quando os animais estão com saúde, a produção vai de vento em popa. Afinal, animais doentes geram grandes gastos e não conseguem atingir todo o seu potencial de desenvolvimento.

A prevenção da infecção por E coli é uma alternativa para evitar problemas de grandes proporções. Dentre os métodos preventivos está a aplicação de vacina específica para a doença.

Além disso, é preciso garantir que o manejo dos animais seja seguro, com alimentos de qualidade e água limpa. Em outras palavras, garantir a biosseguridade dos animais colabora para que bactérias como a Escherichia coli não afetem a saúde dos rebanhos.

Imagem: Angele J/Pexels

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo