Vacina é tão importante quanto boa alimentação e manejo adequado

Inicio » Veterinária » Vacina é tão importante quanto boa alimentação e manejo adequado
18/10/2019 Por
Vacina é tão importante quanto boa alimentação e manejo adequado

Administração correta de vacina evita prejuízo econômico

Uma das perguntas mais comuns na produção de gados é qual vacina é necessária anualmente para manter o rebanho saudável. Ela é um fator tão importante quanto o manejo adequado e a alimentação balanceada.

Sem dúvida, a vacina pode prevenir uma ampla gama de doenças que causam redução na produção, fertilidade ou morte em bovinos, resultando assim em perdas econômicas para os produtores do Brasil. Portanto, é importante administrar as vacinas corretamente. Conheça a seguir a série de doenças que as vacinas combatem e como seu rebanho tem a ganhar com essa atenção à saúde.

vacina

O que é vacina?

Vacina é uma espécie de substância, isto é, uma bactéria ou um vírus, introduzida no corpo de uma pessoa de um animal.

Em suma, a substância serve para gerar imunidade a uma doença específica ou, em outros casos, para curar uma doença ou infecção que já se instalou no corpo.

Em geral, a aplicação de injeção pode ser feita de diferentes formas, incluindo via intramuscular, via subcutânea, via cutânea, via intradérmica.

No caso do gado, a vacina é de extrema importância para mantê-lo saudável e produtivo, evitando prejuízos.

Quais doenças a vacina de bovinos previne?

De fato, as vacinas podem prevenir uma ampla gama de doenças que causam redução na produção, fertilidade ou morte em bovinos.

Em geral, a vacina de bovinos pode proteger o gado contra doenças tais como clostridiose reprodutiva e respiratória. Além disso, pode proteger os animais do Ephemerovirus, vírus causador da febre efêmera bovina e peste do olho.

Dito isto, sempre siga as instruções do rótulo da vacina para garantir que o programa de vacinação seja eficaz. Além disso, uma aplicação de vacina adequada é importante para evitar resíduos em animais abatidos.

Ademais, junto a especialistas, o produtor deve avaliar qual vacina é valiosa para manter a saúde e a lucratividade de seu rebanho.

Vacinas contra doenças clostridiais

Sem dúvida, as enfermidades clostridiais podem causar sérias perdas de gado. Estas doenças são causadas por bactérias do gênero Clostridium. Estas bactérias, por sua vez, estão normalmente presentes no estômago, trato intestinal e músculos do gado.

Eles podem viver até vários anos em solo, água ou em decomposição de plantas e animais. Para causar doenças, as bactérias clostridiais precisam de uma oportunidade para se multiplicar, ou seja, isso pode ocorrer quando músculos ou outros tecidos são machucados ou cortados ou quando a bactéria é consumida.

Assim, as bactérias liberam toxinas que causam sinais visíveis de doença no gado. As doenças clostridiais de maior relevância são:

  • Carbúnculo sintomático;
  • Edema maligno;
  • Enterotoxemia;
  • Botulismo;
  • Tétano.

A Hepatite Infecciosa Necrosante também está incluída em algumas vacinas.

vacina

Vacina para doenças reprodutivas e de infertilidade

De fato, algumas doenças que causam aborto em vacas também podem causar doenças em pessoas. Um desses exemplos é a leptospirose, que veremos abaixo.

Em suma, essas doenças são conhecidas como doenças zoonóticas. Para protegerem seus rebanhos, os produtores devem praticar uma boa higiene ao parir vacas.

Além disso, é importante lembrar de sempre cobrir todos os cortes e lavar bem as mãos após manusear material abortado e vacas afetadas.

Existem vacinas comerciais disponíveis para prevenir campilobacteriose genital bovina, diarreia viral bovina e leptospirose, isto é, doenças que afetam a fertilidade em bovinos.

Campilobacteriose genital bovina

A campilobacteriose genital bovina é uma doença venérea do gado causada pela bactéria Campylobacter. A enfermidade pode causar infertilidade e/ou aborto.

Diarreia viral bovina

O vírus da diarreia viral bovina ou o pestivírus bovino tipo 1 é um vírus complexo. Assim, o vírus é capaz de causar muitos problemas diferentes em bovinos.

Portanto, é importante entender a doença e entrar em contato com o veterinário. Essa consulta é imprescindível antes de vacinar seu rebanho para DVB.

Leptospirose

No Brasil, a leptospirose é causada por Leptospira. De fato, a bactéria pode causar doenças e abortos significativos em rebanhos bovinos.

Os principais sinais no gado são o retorno ao estro devido à perda embrionária precoce, embotamento, letargia e febre. Também pode infectar o trato reprodutivo de vacas e novilhas.

A doença é altamente contagiosa e os animais infectados liberam altos níveis de leptospiras na urina. Gado e pessoas podem contrair leptospirose a partir do contato com fluidos corporais de animais infectados, tais como bovinos, porcos, ratos e camundongos.

É importante vacinar contra leptospirose em bovinos, pois a doença nas pessoas pode causar meningite, insuficiência renal e hepática se não for tratada precocemente.

Vacinas contra doenças respiratórias

Em suma, existem duas vacinas disponíveis para prevenir e controlar doenças respiratórias em bovinos.

Os dois agentes infecciosos contemplados por essas vacinas são o vírus da rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR) e a Mannheimia haemolytica.

Vírus da rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR)

A rinotraqueíte infecciosa bovina (IBR) é uma doença respiratória causada pelo Herpesvírus Bovino tipo 1 (HVB-1). Em suma, ocorre frequentemente em bovinos confinados, embora às vezes seja observada em pastagens.

Os sinais incluem respiração difícil, tosse e distúrbios nos olhos e nariz. Além disso, também pode haver sinais de embotamento e letargia, além de febre.

O gado mais jovem pode morrer de pneumonia se infectado com uma infecção bacteriana secundária como Mannheimia haemolytica.

vacina

Mannheimia haemolytica

Essa bactéria geralmente contribui para pneumonia grave em bovinos infectados com IBR ou outro vírus respiratório.

Bezerros e vacinação

Se houver escoriações nos bezerros, entre em contato com o veterinário particular para investigar a causa das mesmas. Afinal, o desgaste da panturrilha pode ser um problema complexo com muitas causas.

É importante reunir o máximo de informações possível para que um plano de gerenciamento de bezerros possa ser criado. Afinal, é improvável que a vacinação de gado por si só resolva os problemas com os bezerros.

As vacinas estão disponíveis em diferentes combinações para variadas causas de lesões na panturrilha. Isso inclui proteção contra rotavírus, coronavírus, Clostridium perfrigens, Escherichia coli, Salmonella enterica e Salmonella.

Na maioria dos casos, a vaca precisa tomar vacina durante a gravidez para aumentar os anticorpos no colostro a fim de fornecer proteção precoce contra escoriações em bezerros. Essas vacinas geralmente só são eficazes se já houver um bom manejo do colostro no grupo de bezerros.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo