Escondidinho de carne seca tem várias formas de preparo

Inicio » Agronegócio » Escondidinho de carne seca tem várias formas de preparo
03/10/2020 Por
Escondidinho de carne seca tem várias formas de preparo

Escondidinho de carne seca é amplamente consumido no Nordeste. O prato escondidinho de carne seca é popular em todo o país, principalmente no Nordeste, onde o consumo de charque e carne de sol é um hábito. Historiadores apontam que seria nesta região brasileira que a receita teria surgido, mas há discordâncias.

Muitos apontam que o escondidinho de carne seca tenha chegado ao Brasil via portugueses, que já dominavam o processo de dessalgar carne. Independente da origem, o fato é que o prato virou receita indispensável na culinária nordestina e popular em todo o país.

Escondidinho de carne seca

O que é escondidinho de carne seca?

Escondidinho de carne seca é uma receita de carne seca desfiada entre camadas de purê de mandioca e batata. A cobertura é de purê, a qual esconde a carne da vista de seus apreciadores, por isso, o nome do prato.

A ideia é gerar uma pequena surpresa ao consumidor que pensa se tratar apenas de mais um purê convencional, quando é então surpreendido por um sabor inesperado.

O escondidinho de carne seca é a forma mais tradicional desse prato, mas existem diversas variações: com camarão, frango, verduras, legumes, peixes e muito mais.

A versão consagrada teria surgido no Nordeste, pois o consumo de charque e carne de sol nessa região já era um costume enraizado há muitos anos na ocasião da data de sua origem.

Ademais, o acesso à boa comida sempre foi tido como um traço cultural, um símbolo de status, fartura e poder. Era considerado um prato nobre e sempre guardado para o final da refeição.

Entretanto, não há unanimidade que tenha sido o Nordeste o responsável pela criação desse prato que ficou tão conhecido Brasil afora.

Alguns defendem que o Nordeste foi sim o local de exportação da receita e a principal região de consumo, inclusive nos dias atuais, mas que teria aprendido a receita com os portugueses colonizadores.

O fato é que, independente de autoria, o escondidinho de carne seca está associado indelevelmente à culinária nordestina e, por tabela, à culinária brasileira.

Receita de escondidinho de carne seca

A receita de escondidinho de carne seca é relativamente simples e rápida de fazer. Leva não mais que 1 hora para ficar pronto.

Os ingredientes que você precisará para fazer esse delicioso prato salgado são:

  • Duas (02) colheres de margarina;
  • Uma (01) lata de creme de leite com soro;
  • Uma (01) cebola média picadinha;
  • Um (01) kg de mandioca cozida;
  • Meio (1/2) kg de carne seca cozida e dessalgada;
  • Dois (02) tomates sem casca e picados;
  • Queijo ralado (a gosto);
  • Quatro (04) dentes de alho esmagados;
  • Sal e pimenta (a gosto).

Escondidinho de carne seca

Como fazer escondidinho de carne seca?

Para saber como fazer escondidinho de carne seca, veja essas instruções:

  1. Reserve uma panela com margarina e sal;
  2. Esprema a mandioca e, então, transfira ainda quente para a panela;
  3. Misture bem e, quando estiver bem misturado, adicione o creme de leite. Faça nova mistura e deixe reservando;
  4. Em um fio de azeite, refogue a cebola e o alho;
  5. Coloque a carne fresca desfiada e deixe fritando um pouco;
  6. Agora é a hora de introduzir os tomates. Deixe-os cozinhando até ficarem murchos. Depois, salgue se achar necessário;
  7. Em uma vasilha untada com azeite, coloque o purê de mandioca: apenas uma camada. Coloque junto à carne seca e ponha o restante do purê;
  8. Com queijo parmesão ralado, polvilhe e leve ao forno para gratinar.

Variações de escondidinho de carne seca

Vimos a receita do escondidinho de carne seca original, contudo, como bem sabemos, o brasileiro é muito criativo e adora inventar variações de um mesmo prato.

Existem escondidinhos com carne moída como recheio, bem como:

  • Escondidinho de frango;
  • Escondidinho de rabada;
  • Recheio de camarão;
  • Recheio de frango com batata doce.

A seguir, apresentamos uma receita variante de escondidinho de carne seca que é a de carne moída.

Escondidinho de carne moída

Os ingredientes da versão com carne moída são:

  • Um (01) kg de batata;
  • Azeite;
  • Uma (01) cebola;
  • Quinhentas (500) gramas de carne moída;
  • Um (01) dente de alho amassado;
  • Duzentas (200) gramas de queijo mussarela;
  • Sal (a gosto);
  • Duas (02) colheres de manteiga;
  • Pimenta branca (a gosto);
  • Meio (1/2) copo de leite;
  • Cheiro verde (a gosto).

Modo de preparo

  1. Corte as batatas ao meio depois de descascá-las. Depois, cozinhe com água e sal
  2. Em segundo lugar, cozinhe as batatas e então amasse-as muito bem. Misture com leite e a manteiga;
  3. Mexa até formar um purê e depois reserve;
  4. Adicione 1 fio de azeite em uma panela. Logo após, coloque o alho, a cebola e a carne moída;
  5. Depois de refogar, tempere com sal, pimenta branca e o cheiro verde;
  6. Então, cozinhe a carne até a água que formar na panela secar por completo;
  7. Em uma forma, coloque metade do purê de batatas;
  8. Sobre essa camada, ponha o queijo e a carne moída;
  9. Repita o processo e finalize acrescentando queijo ralado por cima;
  10. Por fim, leve ao forno por pelo menos 40 minutos.

Escondidinho de carne seca

Diferença entre charque e carne de sol

A famosa carne seca do escondidinho, no Nordeste, é chamada também de charque ou carne de sol. Trata-se de carnes bovinas submetidas a processos de salga e secagem.

No entanto, apesar de serem o mesmo tipo de carne e passarem por processos parecidos, é um erro classificá-las como sinônimos, pois não são.

Há diferença. E a diferença se encontra no processo de secagem e salga.

Para chegar à carne de sol, a carne bovina passa por desidratação e salga que leva tempo de 72 a 96 horas em temperatura ambiente.

Já o charque tem processo de secagem e de salga bem mais intensos. O tempo de armazenamento pode levar de 3 a 4 meses, também em temperatura ambiente. Por isso, o seu sabor é mais acentuado.

Portanto, a principal diferença entre carne seca e carne de sol é a intensidade do processo de salga e secagem.

Gado no Brasil

O Brasil tem mais gado do que pessoas, segundo dados do IBGE. Nosso país conta com o maior rebanho comercial do mundo, ou seja, algo em torno de 213,5 milhões de animais.

Certamente, matéria-prima para o escondidinho de carne seca não irá faltar em terras brasileiras.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo