Flamboyant, a árvore que é símbolo da capital do Brasil

Inicio » Meio Ambiente » Flamboyant, a árvore que é símbolo da capital do Brasil
05/06/2019 Por
Flamboyant, a árvore que é símbolo da capital do Brasil

Conheça o que há por trás das cores da flamboyant e de sua beleza intensa

A flamboyant é uma árvore resplandecente e flamejante. É cheia de vida e de cor. De nome francês, mas que é de origem africana, tem frutos semelhantes à vagem e flores parecidas com cálices. Esta árvore cria raízes fortes onde é plantada, nada consegue derrubá-la. Por ser muito grande, consegue proporcionar sombras extensas, ideal para quem deseja um descanso rápido livre dos raios solares.

A árvore flamboyant é muito usada para fins ornamentais e paisagísticos, por conta da beleza de suas cores que encantam e dão vida aos locais. No entanto, quem deseja plantá-la deve estar atento à algumas informações básicas e características particulares desta vegetação.

Flamboyant

O que é flamboyant?

A flamboyant – também chamada de flamboiã, flamboaiã ou acácia rubra – é uma árvore pertencente à família Fabaceae, a mesma das leguminosas. Ela tem sua origem na ilha de Madagascar e, em seguida, foi espalhada por toda a zona tropical da África Continental. Posteriormente, devido sua beleza extravagante, foi levada a outros continentes, como as Américas e a Europa. É uma árvore comumente utilizada para fins ornamentais nas regiões subtropicais e tropicais espalhadas pelo mundo.

Origem da árvore flamboyant

Flamboyant tem origem francesa e significa “flamejante”, por conta da sua forte e intensa coloração vermelha nas flores. A árvore tem origem na costa leste da África, na ilha de Madagascar e nas ilhas do Oceano Índico. No entanto, ela foi traga ao Brasil em forma de mudas, logo no começo do século XIX, na mesma época do reinado de D. João VI.

Nas terras brasileiras essas mudas se adaptaram facilmente ao solo e ao clima. Hoje elas podem ser encontradas em qualquer parte, mas tem maior prevalência na região Sudeste do Brasil.

Características da flamboyant

As flores da árvore flamboiã possuem cores intensas, a maioria de coloração vermelha forte. Ela dá ramos cheios e volumosos, seus galhos são extensos e de crescimento desarmônico.

Embora a cor avermelhada flamejante seja a principal característica desta árvore, ela também têm outras variedades de coloração. Há flores com tonalidades mais suaves, como, por exemplo, o alaranjado claro e o salmão amarelado. No entanto, a árvore flamboiã com flores amareladas é chamada de Flavida.

Cada flor possui cinco pétalas, sendo que uma delas é maior do que as outras. A face superior é vermelha ou alaranjada sobre um fundo branco. Sua época de floração é de outubro a dezembro. O fruto desta árvore é do tipo vagem, ou seja, é um legume. Tem uma cor castanho-escura e dura na árvore por mais de dois meses. Sua semente é dura, com média de 1,70 centímetro de comprimento e de cor castanho-clara.

Além disso, sua copa é semelhante a um guarda-sol, uma vez que seus galhos são caídos e todos espalhadas. Eles têm uma forte tendência a se inclinarem para baixo, fazendo com que em alguns períodos podas sejam necessárias.

Sua altura média é de 7 a 10 metros. Suas folhas são caducifólios, com em média 30 a 60 centímetros de comprimento, têm hastes e são cobertas por pelos curtos e finos. Além disso, são recompostas com folíolos (divisões) pequenos que medem cerca de 1 a 1,5 centímetros de comprimento.

Árvore flamboyant

Onde plantar flamboyant?

Se, por exemplo, esta árvore estiver localizada próxima a vias de tráfego de veículos altos, como caminhonetes ou carros com o capô elevado, seus galhos podem atrapalhar a passagem deles. O ideal é que ela seja plantada em:

  • Campos abertos;
  • Jardins;
  • Parques;
  • Praças Públicas.

Esta árvore é utilizada principalmente em projetos paisagísticos ou em arborização em vias públicas, como, por exemplo, calçadas, jardins botânicos, praças e orquidários. Ela é totalmente indicada para áreas que são abertas com espaços grandes que podem facilitar seu crescimento e desenvolvimento. Isso é necessário por conta das suas extensas e largas raízes.

Calçadas e áreas cimentadas não são os lugares ideais para o seu plantio, uma vez que suas raízes podem ultrapassá-las e sair para fora, afetando construções que estão em volta.

Informações botânicas da flamboyant

  • Nome científico: Delonix regia;
  • Nomes populares: acácia rubra, árvore flamejante, flamboiant, flor do paraíso e pau rosa;
  • Família: Fabaceae;
  • Sub-família: Caesalpinioideae (a mesma do pau brasil);
  • Categoria: árvores ornamentais;
  • Ciclo de vida: perene;
  • Tempo de vida: depende das condições climáticas e do tipo de solo em que é plantada, podendo chegar a mais de 70 anos;
  • Luminosidade: sol pleno;
  • Clima: tropical, subtropical e equatorial.

Cultivo de flamboyant

A flamboyant deve ser cultivada em solo fértil, sob sol pleno, com irrigações de períodos determinados no primeiro ano. Ela é tolerante à estiagem, no entanto, não tolera o frio intenso, por isso é apropriada para clima equatorial, tropical e subtropical.

Sua multiplicação é dada por estacas semilenhosas ou sementes. As sementes têm uma leve dormência que pode ser quebrada com escarificação em uma das extremidades ou por imersão em água quente (80°C) por 5 a 10 minutos. A germinação acontece mais ou menos duas semanas depois do plantio.

Como plantar flamboyant?

Os principais cuidados a serem tomados ao plantar a flamboyant são:

  1. Cultivo: pode ser cultivada em terreno seco e úmido, mas o ideal é que a terra tenha boa drenagem e seja bem porosa;
  2. Crescimento: para que ele seja bem favorecido é importante colocar adubo no fundo da cova onde a muda será plantada;
  3. Clima: por ser natural de lugares quentes, esta árvore precisa de muito sol para se desenvolver, mas também é capaz de suportar frio intenso;
  4. Adaptação: ela é uma árvore tolerante à salinidade do solo, então, consegue se adaptar facilmente em regiões litorâneas;
  5. Estação: sua desfolha ocorre no inverno e suas flores caem no outono;
  6. Trabalho: para quem quer manter o ambiente sempre livre de folhas no chão, esta árvore não é a mais recomendada;
  7. Frutos: vagens grandes com sementes graúdas;
  8. Floração: a primeira florada ocorre de três a quatro anos depois do plantio;
  9. Sementes: como dito anteriormente, é necessário fazer a quebra da dormência para que elas germinem;
  10. Crescimento: ela cresce rapidamente, chegando a 1,5 metro anualmente até a fase adulta.

Indicações de plantio

Por ser uma árvore de grande porte que tem um sistema radicular extenso, intenso e agressivo, há algumas restrições para o seu plantio nas grandes zonas urbanas. Além disso, suas raízes são aéreas e podem danificar diretamente as calçadas, os muros, as redes de esgoto e as construções.

Uma forma de contornar esse problema com as raízes agressivas é plantar as mudas dentro de grandes e largos tubos de concreto. Isso forçará o desenvolvimento do sistema radicular, levando-o em direção ao subsolo.

Não há necessidade de fertilização. No entanto, se o solo for muito pobre em nutrientes, pode abrir covas de em média 40 x 40 x 40 centímetros e fazer uma mistura do solo misturado com cerca de 20 a 30 litros de esterco de animal. O esterco deve estar bem curtido, ou então, pode-se usar dez colheres de sopa de adubo químico.

Utilização da árvore flamboyant

Esta é uma árvore utilizada principalmente na arborização e na ornamentação de locais grandes e amplos. Além disso, ela pode servir para dar sombra ao gado nos campos de pastagem e em casas de praia. Já as suas sementes e vagens podem ser usadas para a fabricação de bijuterias e artigos de artesanato.

Flamboyant pelo mundo

É notório que a árvore flamboyant embeleza e dá vida aos lugares, como praças e avenidas. Por isso, ela marca forte presença em muitos lugares do mundo.

  • África do Sul
  • Bermudas
  • Bornéu
  • Egito
  • Jamaica
  • México
  • Mianmá
  • Moçambique
  • Nigéria
  • Sri Lanka
  • Sul da Flórida e da Califórnia
  • Tanzânia
  • Uganda

Já no Brasil ela pode ser encontrada facilmente:

  • Na ilha de Paquetá, na Baáa de Guanabara. Lá, as paisagens com flamboyant foram postas em telas pelo pintor brasileiro Pedro Bueno;
  • Em Cachoeiro de Itapemirim, no Estado do Espírito Santo.

Além disso, a flamboyant é a árvore símbolo de Brasília.

Flamboyant

Na Espanha a árvore é conhecida como “Arbol del fuego”, por conta da sua aparência e da coloração viva e intensa das flores, que permite então um visual peculiar na época de floração e um visual bem exuberante.

Já na América Central, a espécie é conhecida e chamada pelo nome de Malinche. Segundo as histórias da região, La Malinche era uma mulher de beleza extravagante, amante e conselheira do espanhol Hernán Cortéz (seu amante).

Entretanto durante a conquista do México, a moça, por influência de sua beleza, teria o convencido de livrar seu povo do extermínio que estava sendo planejado.

A importância da flamboyant

Todos sabem o quão as árvores são importantes para a vida na Terra. Além de serem lindas, paisagísticas, terem inúmeros benefícios, elas ajudam no equilíbrio da biodiversidade e da saúde do meio ambiente.

Isso não é diferente com a Flamboyant. Como citado anteriormente, suas sombras extensas conseguem servir de abrigo para o gado em pastagens e, até mesmo, para as pessoas que querem um momento para relaxar.

Por ser uma árvore que faz muita “sujeira”, é importante pesquisar suas características antes mesmo de plantar. Uma vez que plantada, a flamboyant é muito difícil de ser derrubada e isso pode impactar diretamente no solo e nos benefícios que ela oferece ao local.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo