Floema é tecido que abastece e repõe nutrientes das plantas

Inicio » Meio Ambiente » Floema é tecido que abastece e repõe nutrientes das plantas
21/03/2019 Por
Floema é tecido que abastece e repõe nutrientes das plantas

O floema é encontrado em todas as estruturas do vegetal: flores, caule, raiz e folhas

Uma série de complexas células compõem o floema. Ele está presente, assim, em todas as fases da vida da planta: desde a juventude até à maturidade.

O floema é composto de vasos que fazem a irrigação interna da planta distribuindo, assim, os produtos resultantes da fotossíntese.

Floema

O que é floema?

Floema é chamado o tecido das plantas vasculares e ele é responsável por algumas funções vitais no vegetal. É sua função, por exemplo, carregar a seiva elaborada (ou produtos fotoassimilados) pelo caule, até chegar na raiz da planta.

Estes produtos são transportados dos órgãos que fazem a fotossíntese, como as folhas maduras, para os órgãos que necessitam de energia, como caules, brotos, flores e frutos.

Também chamado de líber, os vasos do floema são compostos por um complexo conjunto de células vivas.

Onde está o floema?

O floema está presente em todas as partes da planta, durante todo o seu ciclo de vida – desde a juventude até à idade adulta. As estruturas da planta que contêm o tecido, portanto, são:

  • Caule
  • Raiz
  • Folha
  • Flores
  • Frutos

Como o floema é composto?

O tecido é composto por principalmente cinco células:

  1. Tubo Crivado: são células vivas que formam os tubos crivosos. Cada crivo é revestido de calose – no inverno pode obstruir os vasos. Quando isso ocorre, a calose se dissolve sempre na primavera.
  2. Crivadas: são células alongadas e suas paredes são compostas de poros.
  3. Companhia: também chamadas de células companheiras, elas estão intimamente ligadas ao tubo crivado. Liberam substâncias para ele e, portanto, atuam em conexão.
  4. Parênquima Liberino: são células que basicamente exercem funções de reserva.
  5. Fibras liberinas e esclereídes: as primeiras são células mortas, existem em abundância no floema. Elas podem armazenar substâncias. Já as segundas podem estar associadas às fibras ou serem isoladas.

Como a seiva circula pela planta?

A seiva orgânica, também chamada de seiva elaborada, é o produto resultante da fotossíntese. Ela é lançada nos tubos crivados do floema e, a partir de então, conduzida às estruturas do vegetal.

Geralmente a seiva é encaminhada principalmente para a raiz. Entretanto, também pode ser distribuída para outras partes que não são auto-suficientes, como caule e folhas em desenvolvimento.

A seiva, então, serve como fonte de energia para as estruturas que necessitam de desenvolvimento e manutenção.

Floema

Relação entre o xilema e o floema

Ambos são tecidos responsáveis pela condução da seiva no interior do vegetal. Entretanto, existe uma grande diferença entre eles: o xilema transporta a água para as estruturas da planta, ou seja, a seiva bruta.

Já o floema distribui a seiva elaborada, ou as substâncias orgânicas originadas pelo processo de fotossíntese.

Neste caso o xilema, portanto, é o principal condutor de água entre as plantas vasculares. Também chamado de lenho, é o tecido pelo qual a planta conduz água e minerais para suas estruturas.

Apesar de exercerem funções diferentes, xilema e floema são fundamentais para que a planta mantenha suas funções vitais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo