Ações de gestão ambiental podem ser vistas em técnicas sustentáveis

Inicio » Meio Ambiente » Ações de gestão ambiental podem ser vistas em técnicas sustentáveis
18/04/2019 Por
Ações de gestão ambiental podem ser vistas em técnicas sustentáveis

Os cuidados da gestão ambiental

A gestão ambiental nada mais é do que a preocupação e administração dos meios de preservação e conservação do meio ambiente. Ela parte das premissas incluídas em órgãos públicos e privados que decidiram aderir a atividades com fins mais sustentáveis.

As ações da gestão ambiental têm resultados claros, tanto nas empresa quanto nas relações entre os meios corporativos, os funcionários e a população. Assim, a aplicação de técnicas e métodos em prol do meio ambiente é benéfica em todos os sentidos e auxilia diretamente as produções.

Gestão ambiental: cuidado com o meio ambiente

O que é gestão ambiental?

conceito de gestão ambiental diz respeito ao sistema de administração e organização empresarial com destaque para as questões sustentáveis. Ela visa a utilização de métodos e práticas administrativas para que o impacto ambiental negativo das atividades econômicas nos recursos disponíveis na natureza seja reduzido.

A gestão ambiental pode ser aplicada tanto no âmbito privado quanto no público. No âmbito privado, por exemplo, sua prática engloba o planejamento empresarial, permitindo a redução de custos e de desperdícios.

Ela almeja a saúde e preservação da água, do solo, do ar e de todos os recursos naturais do meio ambiente. Além disso, também dá ênfase à saúde dos funcionários e da população próxima aos setores empresariais.

Origem da gestão ambiental

Após o período de desenvolvimento da chamada Revolução Industrial, problemas como, por exemplo, a poluição do solo, das águas, problemas de saúde e a geração do lixo passaram a ficar cada vez mais intensos.

Toda essa poluição começou a gerar graves consequências; que passaram a ser denunciadas através de livros, documentos oficiais e outros meios de comunicação da época. Então, isso fez com que muitos líderes políticos iniciassem uma discussão sobre o que fazer para reverter o quadro desses agravos ambientais.

A Conferência de Estocolmo, realizada na Suécia, no ano de 1972, foi a primeira que aconteceu a tratar de temas ambientais. Duas décadas depois, no ano de 1992, foi realizada a Conferência das Nações Unidas, na cidade do Rio de Janeiro.

Também chamada de Eco-92, ela aconteceu para tratar de temas sobre o meio ambiente e desenvolvimento. Portanto, foi durante o evento que algumas metas foram estabelecidas visando a diminuição das emissões de gás carbônico na atmosfera; além de documentos como a Agenda 21 e a Carta da Terra.

Com a intenção de fazer o acompanhamento e a renovação dos compromissos estabelecidos em 92, foi realizada uma nova conferência no ano de 2012, a chamada Conferência Rio+20. Ela abordou alguns temas como, por exemplo, o desenvolvimento sustentável e a economia verde.

Tudo isso fez com que novos profissionais especializados fossem surgindo para que os acordos estabelecidos fossem cumpridos e também para realizar o acompanhamento das mudanças tecnológicas nas empresas e indústrias. Ao mesmo tempo, no entanto, estudos e pesquisas foram desenvolvidos e, com isso, foi surgindo a chamada gestão ambiental.

Gestão ambiental: empresas públicas e privadas

O que faz a gestão ambiental?

O papel da gestão ambiental envolve muitos métodos e objetivos. Sendo assim, os principais deles são:

  • Fazer uso racional dos recursos naturais;
  • Aplicar técnicas e métodos que tencionem a manutenção da biodiversidade;
  • Assumir sistemas em prol da reciclagem de resíduos sólidos;
  • Realizar o uso sustentável dos recursos naturais;
  • Fazer tratamento e reutilização da água e de outros recursos naturais disponíveis dentro do processo de produção;
  • Criar produtos que causem o mínimo de impacto ambiental possível;
  • Utilizar sistemas que asseguram a não poluição ambiental;
  • Realizar o treinamento de funcionários com o intuito de fazê-los conhecer o sistema de sustentabilidade da empresa, seus meios de colaboração e sua importância;
  • Elaborar programas de pós-consumo para fazer a retirada dos produtos que possam contaminar os rios, solos e outras partes do meio ambiente. Um exemplo disso é o recolhimento e tratamento de peças de computador, pilhas, pneus usados, plásticos e baterias de aparelhos telefônicos, entre muitos outros.

Curso de gestão ambiental

Um profissional de gestão ambiental está ligado à relação do ser humano com o meio ambiente. Sua preocupação é com o bom uso dos recursos naturais e com a diminuição dos impactos ambientais ocasionados pela ação antrópica, sobretudo a exploração do homem.

O curso engloba as áreas sociais, econômicas e ambientais. Por isso, as atividades deste profissional estão voltadas  para as atividades que econômicas que têm a possibilidade de gerar algum tipo de impacto na sociedade ou no meio ambiente.

O profissional pode trabalhar tanto no campo quanto na cidade, ou até mesmo em áreas florestais que foram degradadas. Ele é responsável por desenvolver e instituir programas de educação ambiental e reciclagem. Examina os prejuízos das atividades humanas sobre a água, o solo e o ar. Além de supervisionar as exploração dos recursos por meios de técnicas menos nocivas ao meio ambiente.

Um profissional desta área pode trabalhar também em:

  • Propriedades rurais;
  • Consultorias ambientais;
  • ONGs;
  • Institutos de pesquisa;
  • Órgãos públicos.

Como consultor, ele pode assessorar órgãos públicos e empresas em projetos que visem a preservação do meio ambiente. Então, pode também elaborar certificações para empreendimentos industriais e agrícolas, planejar programas que conscientizem a população e as empresas.

A partir de planejamentos, ele pode elaborar relatórios de impactos e definir planos para a utilização sustentável dos recursos. Então, inserir nas indústrias alguns projetos de exploração da natureza a partir de métodos que não poluem.

Gestão ambiental: coleta seletiva

Importância da gestão ambiental

A gestão ambiental tem extrema importância, tanto para a população quanto para o meio ambiente. Nas empresas, por exemplo, sua aplicação significa muito por diversos motivos.

Dessa forma, quando uma empresa faz aplicação da gestão ambiental, automaticamente está associando sua imagem à da preservação ambiental. Isso acaba melhorando a credibilidade de seus produtos frente ao mercado.

Indústrias e empresas que adotam esse sistema costumam conseguir reduzir ainda mais seus custos, fazendo com que prejuízos e desperdícios sejam evitados. Isso acontece por meio da reutilização de materiais que anteriormente seriam facilmente descartados, sem um planejamento de reúso do produto.

Os meios corporativos com gestão ambiental conseguem melhorar e firmar suas relações comerciais com outros meios que seguem e aplicam esses mesmos princípios.

Além disso, há um conjunto de normas técnicas e administrativas chamado de ISO 14000. Este conjunto é responsável por estabelecer parâmetros e diretrizes para a gestão ambiental das empresas tanto dos setores públicos quanto dos setores privados. A ISO (Organização Internacional para Padronização – ‘Organization for Standardization’) é a responsável pela criação destas normas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo