Híbrido é planta ou ser vivo oriundo do cruzamento de espécies diferentes

Inicio » Veterinária » Híbrido é planta ou ser vivo oriundo do cruzamento de espécies diferentes
06/07/2019 Por
Híbrido é planta ou ser vivo oriundo do cruzamento de espécies diferentes

Quando espécies diferentes se cruzam, o descendente é chamado de híbrido

É fato que a hibridização contribuiu para a variedade genética (número de diferentes combinações de genes). Sendo assim, podemos dizer que o híbrido é o instrumento usado na evolução das espécies.

Se as condições climáticas ou de habitat mudarem, indivíduos com certas combinações podem ser eliminados. Entretanto, um híbrido, com combinações diferentes, sobreviverá.

Híbrido

O que é híbrido?

Híbrido é o descendente de dois animais ou plantas de diferentes:

  • Raças;
  • Variedades;
  • Espécies;
  • Gêneros.

Isso, especialmente quando produzidos através de manipulação humana para características genéticas específicas.

Seleção natural

A seleção natural, tanto vegetal quanto animal, nada mais é do que um processo de melhoramento genético. Este é feito pela natureza ao longo de muitas gerações.

Este princípio já foi enunciado por Charles Darwin em 1859 através de sua teoria da evolução das espécies. Segundo tal teoria, a seleção natural é uma consequência da luta dos seres vivos por sua própria existência, que dá origem à sobrevivência daqueles mais aptos.

Algumas características são transmitidas aos descendentes, que obtêm melhorias genéticas para enfrentar a vida em condições mais favoráveis.

Este é o material básico para o melhoramento de espécies animais e vegetais. No sistema híbrido, são escolhidos plantas e bichos que melhor se adaptam às condições adversas, para segregá-los por suas resistências.

O homem conseguiu acelerar o processo de melhoria e seleção natural por seleção artificial. Entretanto, inclina os resultados na direção de obter seu próprio benefício, escolhendo certas características e descartando outras.

Na seleção artificial, os indivíduos progenitores cujo fenótipo é mais favorável são escolhidos. Na mesma espécie, os indivíduos têm uma ampla variabilidade genética herdada de seus pais.

O significado de híbrido pode ser entendido dentro do processo de melhoria das espécies. É onde são criadas com caracteres desejáveis ​​no maior grau possível, descartando os de menor grau.

Híbrido

Método de hibridização

A hibridização é a ação de dois indivíduos agregando uma diferente composição genética. Ou seja, é o cruzamento de duas variedades ou espécies diferentes para obter a reprodução de “filhos” com alguns dos caracteres parentais.

A combinação de características genéticas parentais e outras características indesejáveis pode ser variável. É por isso que após a hibridização usualmente se torna necessária a realização de um processo de seleção artificial para várias gerações.

Por exemplo, é assim que se elimina aqueles que possuem características desfavoráveis para prevalecer um único animal híbrido desejável.

Quando híbridos são obtidos cujos caracteres desejados já estão suficientemente desenvolvidos, eles são geralmente reproduzidos por métodos assexuais. Desta forma é possível sustentar os traços idênticos entre os indivíduos.

Com os métodos sexuais, esses traços seriam interferidos e provavelmente perdidos dentro de algumas gerações.

O método mais simples para obter híbridos em plantas é através da polinização manual. Faz-se com diferentes espécies do mesmo gênero ou entre diferentes variedades.

Para este método, precisamos apenas de um pincel ou de nossos próprios dedos. Em flores, por exemplo, o objetivo principal é transportar pólen ao estigma da outra flor para que ocorra:

  • A polinização;
  • A formação de frutos;
  • A formação de sementes.

Nesse caso, o retrocruzamento é uma das diversas técnicas de hibridização. Ela permite que um traço útil de um dos pais seja adicionado a uma variedade existente e desejada.

É uma técnica muito útil para incorporar um caráter de resistência a doenças ou, então, insetos a uma espécie cultivada. Consiste em obter um híbrido de duas espécies ou variedades; depois cruza-se novamente com uma delas, a que acredita-se conter a característica mais valiosa.

Esta operação de retrocruzamento é realizada várias vezes, juntamente a uma tarefa de seleção. Alcança-se assim, após uma série de gerações, uma concentração das características desejadas.

A importância econômica dos híbridos nas plantações

O legado de Gregor Mendel teve grandes aplicações em diferentes disciplinas biológicas, incluindo o sistema híbrido.

Os cruzamentos que ele fez (em estufa) com diferentes cores de flores em plantas de ervilha foram fundamentais para saber como os seres são segregados.

Este é um exemplo do que acontece na natureza, mas entre as espécies. Os melhoramentos genéticos são realizados para uma vasta gama de culturas.

Eles são o resultado de cruzamentos entre diferentes genótipos e/ou espécies de plantas de interesse econômico. Algumas são hortícolas, alimentares e medicinais, por exemplo, e se dão através da pesquisa de:

  • Melhorias no rendimento;
  • Tamanho;
  • Diversidade de sabores;
  • Extensão do tempo de maturação dos frutos;
  • Entre outros.

Híbrido

É claro que, além disso, nos últimos anos, o uso de transgênicos fortaleceu muitas espécies de plantas. Espécies nas quais genes específicos já estão inseridos.

É importante notar que os produtos transgênicos são o significado de híbrido levado à sua máxima expressão. Esta mistura pode ser feita entre diferentes linhagens biológicas (pouco relacionadas evolutivamente), por exemplo, bactérias e plantas.

Estima-se que 12 das 13 culturas mais importantes do mundo se hibridizam com um parente silvestre, entre as quais:

  • Trigo;
  • Arroz;
  • Milho;
  • Soja;
  • Cevada;
  • Algodão;
  • Feijão;
  • Girassol.

Por outro lado, um dos resultados interessantes – frequentemente apresentados por uma planta, mas mais por um animal híbrido – é a apresentação de maior vigor. Isso vai além do que as espécies parentais, sendo em muitos casos um atributo para obter um rendimento maior.

A má reputação da hibridização na agricultura

O significado de híbrido pode ser bom, mas também ruim. Isso se deve em parte ao fato de os agricultores que utilizam sementes híbridas não poderem replantá-las de um ano para o outro.

Também não há a possibilidade de as espécies fazerem a sua própria seleção. Isso, pois, devido a processos genéticos, a semente produzida por uma variedade híbrida dá origem a indivíduos que perdem as características de vigor e uniformidade de seus pais.

O agricultor não compensa o risco de plantar sementes que não sabe como vão trabalhar. Com isso, acaba por ter que compra-las todos os anos do seu fornecedor.

Em suma, os seletores têm se esforçado, durante dois séculos, para substituir variedades heterogêneas e instáveis, portanto, não apropriáveis. Sendo assim, podemos concluir que o híbrido é tido como ser superior, uma vez que busca extrair o melhor de cada espécie.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo