Hortaliças são vegetais essenciais para o organismo humano

Inicio » Agricultura » Hortaliças são vegetais essenciais para o organismo humano
15/04/2019 Por
Hortaliças são vegetais essenciais para o organismo humano

As hortaliças fazem parte de um grupo de alimentos rico em vitaminas e minerais

As hortaliças são conhecidas como vegetais essenciais para o organismo humano. Elas podem ser encontradas em supermercados, feiras livres e até mesmo cultivadas em hortas familiares de pequeno porte. Estão muito presentes na culinária brasileira em razão da alta produção no país.

O consumo de hortaliças é muito benéfico para o organismo humano, pois são fontes ricas em proteínas e minerais. Estes alimentos são classificados de três diferentes formas, de acordo com a maneira que crescem no solo e são consumidos. Por isso, podemos encontrar estes vegetais do tipo tuberosas, fruto e herbáceas.

As hortaliças são vegetais fontes de vitaminas e minerais

O que são hortaliças?

As hortaliças são os grupos de vegetais cultivados em hortas e que podem ser consumidos por completo. São alimentos muito encontrados em feiras livres e nos hipermercados. Pode ser consumida a raiz, caule, flor, fruto e semente destes alimentos, pois são altamente nutritivos. Entre as mais comuns podemos citar tomate, alface, cebola e alho, entre outras.

No geral, existem três formas principais de classificar as hortaliças: elas podem ser tuberosas, herbáceas e fruto. Todas são muito populares no Brasil e o consumo é muito vantajoso, pois são ricas em nutrientes. Ainda sobre as classificações, elas são também divididos entre outros dois grupos: verduras e legumes. As verduras, por sua vez, abrangem os vegetais que podem ser consumidos em todas as suas parcelas como, por exemplo, o caule, folhas e flores. Já no caso dos legumes, são apenas consumidos seus frutos e sementes.

  • Hortaliças tuberosas

As tuberosas são o tipo de hortaliça conhecido pelas raízes consumíveis, e são retirados de dentro da terra. Dentro deste grupo, podemos citar a cebola, alho, batata-doce, cenoura e beterraba, entre outras. A maior parte destes alimentos é rica em fibras, em razão de as raízes serem consumidas junto com o seu bulbo.

  • Hortaliças herbáceas

As herbáceas são os vegetais cujas raízes não são consumidas, e elas nascem para fora do solo. Entre as mais conhecidas podemos citar alface, repolho, brócolis, couve-flor e alcachofra, entre outras. São comumente misturadas e consumidas em saladas.

  • Hortaliças-fruto

Assim como o nome já diz, deste tipo de hortaliça é apenas consumida a parcela denominada de fruto. Entre as mais conhecidas, podemos citar a melancia, quiabo, ervilha, tomate, pimentão e jiló, entre outros. São alimentos ricos em vitaminas e consumidos de variadas formas.

Além dos tipos mais comuns, existem também as hortaliças não convencionais. Elas são frutos de plantas que brotam espontaneamente na natureza e parecem apenas mato, mas podem ser consumidas e são muito nutritivas. A maior parte destes alimentos acaba não chegando na mesa dos consumidores por falta de conhecimento do agricultor. Além disso, são plantas nativas de determinadas regiões, por isso, tanto seu consumo quanto seu comércio acabam sendo dificultados.

As hortaliças são geralmente consumidas em forma de salada

Como funciona a colheita de hortaliças

A colheita de hortaliças é feita no momento em que os vegetais estão prontos para consumo. O fator que determina o momento certo para colher os alimento pode variar de acordo com a época em que foi plantado e o destino dos alimentos. Se for o caso de um plantio familiar, coletar os vegetais maduros pode não ser a melhor escolha.

Quando ainda estão imaturos e pouco fibrosos é o momento certo para uma colheita do tipo familiar, pois deste modo os alimentos duram mais. Outra vantagem em colher os alimentos antes do período estipulado é que, assim que retirado, oferece mais espaço para os outros se desenvolverem. Por outro lado, se for o caso de um grande plantio, pode ser feito o ciclo completo do alimento; a fim de apenas colher quando maduro – ou seja, no momento em que ele está seco, firme e fibroso.

Cuidados na colheita de hortaliças

Além destes fatores importantes, para realizar uma boa colheita também é importante se atentar para ervas daninhas que podem transmitir doenças aos alimentos, como fungos. As hortaliças do tipo tuberosas são cultivadas em ambientes propícios para a proliferação de fungos e bactérias, pois a umidade das raízes é muito alta.

Outro ponto importante para levar em conta no momento da colheita é o horário. Preferir colher nos horários do dia em que não há tanta incidência de sol e calor ajuda na preservação dos vegetais. Quando se trata de folhas e frutos, o ideal é realizar a colheita nas primeiras horas do dia para não correr o risco e sobrecarregar os alimento com altos níveis de raios solares.

Depois de todo o processo de colher os alimentos da horta, antes de consumi-lós, é importante que sejam bem lavados. Esta prática tem como objetivo retirar qualquer vestígio de terra que possa ter ficado no alimento e, assim, consumir com mais qualidade os vegetais. Além disso, também facilita no processo de um armazenamento mais duradouro.

Benefícios das hortaliças

Os benefícios das hortaliças variam de acordo com o alimento, porém, em um cenário geral, são vegetais indispensáveis para os seres humanos. A maior parte é de caráter rico em proteínas e minerais, que auxiliam no melhor funcionamento e equilíbrio do organismo. Além disso, são ricos em fibras e, portanto, ajudam no melhor regulamento da flora intestinal. Também são de caráter diuréticos, ou seja, facilmente metabolizados pelo organismo.

As hortaliças são geralmente produzidas em hortas familiares

As cores dos alimentos influenciam no tipo de benefícios que eles contém. Os verdes, por exemplo – como brócolis, rúcula, espinafre, salsa e couve – são ricos em propriedades que favorecem na melhor circulação sanguínea. Já os de cor alaranjada são conhecidos pelos benefícios na área da visão e no fortalecimento do sistema imunológico.

Os alimentos roxos, como a beterraba, são ricos em ferro. Eles auxiliam na melhora dos sintomas da tosse e problemas no fígado e de colesterol alto. Os de cor vermelha são os mais consumidos, como o tomate e o pimentão, e ajudam a diminuir os riscos de câncer de próstata, além de serem fontes de vitamina C.

Além de todos estes benefícios das hortaliças, existe também uma variedade infinita de compostos de caráter bioativo, que podem auxiliar no combate de doenças, como é o caso do tomate. O fruto contém a substância licopeno e, portanto, é rico em propriedades antioxidantes que previnem a proliferação de células cancerígenas, por exemplo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo