Hospedeiro serve de substrato ou fonte de energia para parasitas

Inicio » Veterinária » Hospedeiro serve de substrato ou fonte de energia para parasitas
22/09/2019 Por
Hospedeiro serve de substrato ou fonte de energia para parasitas

Estima-se que parasita que faz de bovino hospedeiro possa gerar prejuízo de até 14 bilhões de dólares para a pecuária brasileira

Nem todo parasita provoca danos sérios ao seu hospedeiro, mas certamente todos sofrem desgastes pela presença de um ente estranho no organismo. Há mais de um tipo de hospedeiro conforme o tipo de parasita instalado no corpo.

A forma de se contrair parasitas e, assim, se tornar um hospedeiro, seja humano ou animal, ocorre por meio de infecção ou infestação.

hospedeiro

O que é hospedeiro?

Hospedeiro é uma estrutura orgânica que aloja outra espécie, gênero de organismo em seu interior, sobre a pele ou couro cabeludo. Esse organismo estranho é chamado de parasita, porque se vale dos recursos do corpo de seu hospedeiro para se alimentar ou simplesmente usá-lo como lugar de refúgio para desenvolver-se.

Ao estabelecer dependência metabólica com a sua presa, o parasita provoca desgastes na vítima. Esses desgastes podem ser percebidos por meio de seu emagrecimento repentino e mau funcionamento de órgãos.

Existem dois tipos de parasitas:

  • O endoparasita, também conhecido como parasita interno, que se aloja no interior do hospedeiro;
  • O ectoparasita, também conhecido como parasita externo. Este, por sua vez, se estabelece sobre a pele ou couro cabeludo.

O hospedeiro além de fornecer os meios de subsistência ao parasita, também garante-lhe o seu habitat.

hospedeiro

De modo geral, a maioria dos parasitas é específica de seu hospedeiro. Isto é, se instalam somente em um tipo de organismo. Contudo, há tipos de parasitas que se instalam em diferentes hospedeiros conforme seu estágio de amadurecimento.

Um exemplo desse tipo de parasita é a tênia (Taenia saginata). Na sua fase larvar, parasita os porcos. Na sua fase adulta, se aloja no intestino grosso dos humanos afetados pela teníase.

Infecção e infestação dos parasitas

Os parasitas se inserem no organismo de suas presas por duas formas: infecção e infestação.

A infecção ocorre com a invasão e colonização de organismos hospedeiros de parasitas. Os parasitas desse tipo são as lombrigas.

A infestação é o ataque de agentes externos, como piolhos e carrapatos, por exemplo.

Tipos de hospedeiro

Existem três tipos de hospedeiros:

  • Hospedeiros paratênicos ou de transporte;
  • Hospedeiros intermediários;
  • Hospedeiros definitivos.

Vejamos mais detalhes sobre cada um em seguida.

hospedeiro

  • Paratênico ou de transporte

É o tipo que serve apenas como um refúgio temporário do parasita. É um meio de transporte para que o organismo subjugador encontre o seu hospedeiro definitivo.

  • Intermediário

É a espécie que apresenta o agente externo em sua fase larvar ou assexuada.

  • Hospedeiro definitivo

É o caso em que o parasita já se encontra em sua fase madura, sexuada, ou seja, pode se reproduzir dentro do organismo invadido.

Prejuízos na pecuária

O hospedeiro pode ser tanto humano como animal. No caso da pecuária, o parasita bovino é um problema sério que traz muito prejuízos ao setor.

Um estudo levantado pelo professor Laerte Grisi em conjunto com a Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária estima que os prejuízos em potencial – tanto de parasitas internos quanto externos – à pecuária brasileira pode superar 13 bilhões de dólares ao ano.

Somente as verminoses podem gerar prejuízos na casa dos 7 bilhões de dólares. E o estudo ainda fez uma avaliação do impacto que o carrapato bovino tem potencial de gerar. Nesse caso, a conclusão é de que o prejuízo possa chegar em 3,2 bilhões de dólares.

O tratamento de um hospedeiro se dá por via medicamentosa e é sempre aconselhável consultar um médico para indicar a melhor escolha de tratamento.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo