Inhame entrou no Brasil na colonização e hoje é amplamente cultivado

Home » Agricultura » Inhame entrou no Brasil na colonização e hoje é amplamente cultivado
31/10/2019 by
Inhame entrou no Brasil na colonização e hoje é amplamente cultivado

O inhame é um dos alimentos mais consumidos em todas as regiões do Brasil

O inhame faz parte do dia a dia de milhões de pessoas em todo o Brasil, independente de classe social ou qualquer outro fator.

Desde os apreciadores da boa culinária até os pequenos produtores nas cidades do interior do país, o inhame tem um papel extremamente importante.

inhame

O que é inhame?

Inhame é um tubérculo amplamente produzido e consumido em várias partes do mundo, inclusive no Brasil.

Originário da Ásia e África, o tubérculo pode ser utilizado no preparo de pratos salgados e doces, independentemente de sua cor.

É um tubérculo da família Dioscoriaceae, que possui 9 gêneros e mais de 800 espécies diferentes.

Entre os tubérculos mais conhecidos estão:

  • Batata inglesa;
  • Mandioquinha;
  • Batata doce.

Tipos de inhame

Parente próximo da batata e do aipim, o inhame pode ser encontrado em uma grande variedade de tipos dependendo da sua região de origem.

Mas os tipos de inhame mais conhecidos no Brasil são:

  • Inhame cigarra;
  • Inhame branco;
  • Inhame bravo;
  • Inhame taioba;
  • Inhame da China.

Diferença entre inhame, mandioca e cará

Apesar de serem muitas vezes tratados como produtos idênticos, a mandioca, o cará e o inhame possuem características bastante diferentes entre si.

O cará é uma das mais de 800 espécies de tubérculos onde o inhame está inserido, mas cada um deles possui propriedades diferentes.

Por exemplo, o cará possui uma quantidade de fibras maior do que o inhame, trazendo uma sensação maior de saciedade após seu consumo.

Do outro lado, o inhame é mais rico em potássio, sendo importante para o controle da pressão arterial, por exemplo.

A mandioca, ao contrário do que se imagina, é classificada como raiz, e não como tubérculo.

Ou seja, por mais que sejam muito parecidos, esses três alimentos são diferentes uns dos outros.

inhame

Grandes produtores de inhame no Brasil

O inhame é muito consumido em todas as regiões do Brasil e três estados se destacam na produção nacional do tubérculo.

Espírito Santo, Pernambuco e Paraíba são responsáveis por grande parte da produção desse tubérculo tanto para o mercado interno quanto para o mercado externo.

Para ter uma ideia da importância desses estados, a Paraíba, por exemplo, exporta por volta de 30% da sua produção.

Como é feito o cultivo do inhame?

O primeiro ponto que deve ser observado sobre o cultivo do inhame é a qualidade da muda ou semente que será utilizada.

Para evitar problemas como mudas doentes, por exemplo, é recomendado procurar sempre por produtores que já sejam conhecidos na região por oferecer sementes e mudas de qualidade.

Ainda assim, certifique-se de que os exemplares não estão com nenhum tipo de problema antes de finalizar sua compra.

  • Plantio

O terreno ideal para o plantio desse tubérculo é aquele que seja arenoso, com matéria orgânica em abundância, bem drenado e profundo.

Nesse local, antes de fazer a semeadura é preciso arar a terra para receber as sementes ou mudas.

A alcalinidade do solo também é muito importante para o bom desenvolvimento do tubérculo. Para isso, o ideal é manter o seu pH entre os 5,5 e 6.

No plantio doméstico, o ideal é cultivar o tubérculo nos chamados matumbos, covas altas com cerca de 30 centímetros de altura, feitas com uma enxada comum.

Uma vez feita a cova com essa altura, e mais ou menos 40 x 40 centímetros de área, você pode fazer o plantio da muda ou semente de inhame no alto e no centro da cova.

Além disso, é importante manter uma distância de cerca de 1 metro de espaçamento entre uma cova e outra.

  • Clima e ambiente

As regiões onde o clima se mantenha quente e úmido são as mais indicadas para o cultivo do tubérculo, principalmente se a produção for comercial.

Nesses locais é importante que as temperaturas médias girem entre os 24 e os 30 graus, além da umidade relativa do ar na faixa dos 70%.

Além disso, a quantidade anual de chuvas também impacta diretamente na produção, devendo ficar entre os 1.000 e os 1.600 milímetros.

  • Tempo de produção

O ciclo todo de produção do inhame tem uma duração de cerca de 270 dias, tempo necessário para que o tubérculo atinja sua maturidade.

Esse nível de maturidade pode ser observado quando as folhas da parte superior da planta ficam secas e passam a ter uma cor amarelada.

Nesse momento você já pode fazer a colheita do tubérculo.

Se a produção tem finalidade comercial, essa colheita pode ser feita mais cedo, para que a planta tenha uma durabilidade maior.

inhame

  • Cuidados, pragas e doenças

Assim como ocorre no plantio de qualquer outra planta, pragas e doenças são sempre uma possibilidade. E, neste caso específico, as pragas e doenças mais comuns são:

  • Lagarta da folhagem;
  • Broca do caule;
  • Podridão verde;
  • Casca preta;
  • Queima da folhagem.

Propriedades do inhame

Este tubérculo é um alimento extremamente rico em nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo humano. Sendo assim, ao consumir uma porção deste tubérculo, você oferece ao seu organismo:

  • Fibras;
  • Cálcio;
  • Carboidratos;
  • Calorias;
  • Ferro;
  • Fósforo;
  • Vitaminas;
  • Proteínas.

Benefícios do inhame para saúde

O consumo desse tubérculo já se mostrou uma ótima fonte de diversos benefícios para a saúde, entre eles:

  • Protege a visão;
  • Ajuda na saúde dos ossos;
  • Atua na prevenção de doenças como o Mal de Alzheimer;
  • Contribui para a fertilidade;
  • Mantém os níveis de glicose no sangue controlados;
  • Combate a prisão de ventre;
  • Previne o câncer.

Além desses benefícios, o inhame também é conhecido por ser um poderoso aliado na luta para perda de peso de homens e mulheres.

Receitas com inhame

Muitas receitas em várias partes do país têm o inhame como principal ingrediente, principalmente para quem gosta de fazer partos saudáveis.

Veja a seguir algumas das principais receitas com inhame:

  • Maionese de inhame;
  • Purê de inhame e cebolinha;
  • Caldo de inhame;
  • Escondidinho de inhame;
  • Quibe de inhame;
  • Inhame frito;
  • Bolo de inhame cozido;
  • Pão de inhame.

Essas são apenas algumas das dezenas de receitas que podem ser preparadas tendo como ingrediente principal o inhame. Afinal, cada parte do país tem seus pratos típicos e preferências, o que torna a culinária brasileira tão rica e atrativa.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo