Insolação merece atenção e cuidados em seres humanos e bovinos

Inicio » Veterinária » Insolação merece atenção e cuidados em seres humanos e bovinos
11/07/2019 Por
Insolação merece atenção e cuidados em seres humanos e bovinos

O excesso de sol causa insolação, condição que pode ser muito perigosa

Quando planejamos uma viagem para a praia ou até mesmo passar uma tarde na piscina, é muito comum deixarmos o nosso corpo exposto ao sol por várias horas. Porém, é necessário que vários cuidados sejam tomados. Isso porque algumas consequências podem ser bastante sérias. É o caso das queimaduras de sol e da insolação.

O perigo que essa condição traz para a nossa saúde nem sempre é muito claro na cabeça das pessoas. Por isso, decidimos falar não só sobre o que é insolação, mas também sobre quais são os tipos, os sintomas e o que fazer para preveni-la. Quer saber mais sobre o assunto? Leia o texto e se aprofunde mais no tema.

Insolação

O que é insolação?

Insolação é uma condição causada pelo excesso de sol, como já falamos anteriormente. Porém, mais do que isso, insolação é também um alerta do nosso corpo para altas temperaturas. Exatamente por isso, o que causa nem sempre é o excesso de sol, apesar de ser o motivo mais comum.

Não é impossível ver, por exemplo, pessoas que trabalham em ambientes quentes demais sofrendo de insolação. O mesmo pode se dizer de pessoas que praticam exercícios demasiadamente, sobretudo em regiões ou épocas do ano muito secas.

Podemos citar como o principal fator de risco para a insolação a não ingestão de líquidos. Não beber nada ou beber muito pouco líquido, sobretudo água, faz com que o corpo desidrate rápido e facilite as condições para que a insolação ocorra.

Outro fator que contribui para o aparecimento dessa condição é a ingestão em demasia de bebidas alcoólicas ou mesmo de café. Além disso, pessoas que possuem doenças como diabetes, por exemplo, precisam ter os cuidados redobrados em relação ao sol.

Sintomas de insolação

Quando o corpo esquenta demais devido ao excesso de sol, é muito comum que alguns sintomas apareçam, como:

  • Dores de cabeça, tonturas e náuseas;
  • Respiração ofegante, boca seca, falta de ar;
  • Pele quente e seca;
  • Pulsação rápida;
  • Palidez.

Se essa condição for devidamente tratada, a pessoa não sentirá sintomas piores do que esses. Por outro lado, se o caso for mais grave ou se o atendimento não for feito de maneira correta, existem alguns outros perigos da insolação que podem surgir, como:

  • Desmaios;
  • Diarreia e desidratação;
  • Confusão mental;
  • Morte.

É claro que uma pessoa só morrerá por conta da insolação em casos extremos, mas é necessário saber que isso é um perigo verdadeiro e que deve ser encarado com a seriedade necessária.

Insolação

Como prevenir a insolação

No geral, todos devem tomar cuidado com os efeitos que o excesso de sol ou calor podem trazer. Porém, esses cuidados devem ser maiores com crianças, idosos e pessoas que possuem doenças como diabetes, como já falamos anteriormente.

A prevenção é bastante simples. Principalmente em épocas do ano mais secas, é sempre importante lembrar de ingerir líquidos constantemente. O recomendável é beber, ao menos, 2 litros de água por dia. Além disso, usar roupas leves e não exagerar nas atividades físicas também é importante para que você não corra riscos de insolação.

O uso do filtro solar é também fundamental. Lembre-se que existem diversas outras complicações que podem surgir a partir do excesso de sol. Diferentes tipos de insolação, queimaduras e desidratação são exemplos dos males que esse hábito pode trazer.

Tratamento da insolação

É claro que o tratamento para que as consequências da insolação não sejam as piores deve sempre ser feito por um médico. Porém, é sempre possível prestar primeiros socorros a pessoas que possuem esse tipo de condição. Isso ajuda a melhorar quadro clínico e evita com que sintomas piores acabem afetando-na.

A primeira coisa a se fazer quando alguém sofre de insolação é levar o indivíduo para um lugar fresco e ventilado. Lá, a ingestão de água (preferencialmente gelada) é fundamental para que o corpo comece a se recuperar. A pessoa deve se manter consciente e com a cabeça elevada para facilitar todo o processo. Também pode-se fazer uma compressa de água fria para diminuir a temperatura corporal da pessoa, que deve estar sempre com o mínimo de roupas possível.

Um médico fará alguns exames para se certificar de que a pessoa não ficou com nenhuma sequela ou consequência grave por conta da insolação. A partir disso, poderá receitar a ingestão de soro para que a hidratação seja feita de maneira mais rápida. Mesmo após o choque inicial, a pessoa terá que seguir uma rotina especial de hidratação durante as semanas seguintes para ter certeza de que o corpo não está sofrendo com as consequências dessa condição.

Além disso, o uso de protetor solar e de cremes hidratantes para a pele também são fundamentais para não deixar marcas, já que a cútis estará bastante sensível. Também é recomendável que a pessoa não se exponha ao sol durante essas primeiras semanas ou, pelo menos, se exponha o mínimo possível.

Insolação

Insolação em animais

É importante lembrar que nem só os seres humanos sofrem com os perigos da insolação; já que os animais também podem ser bastante prejudicados por longos períodos de exposição aos sol forte. Enquanto boa parte das pessoas já sabem que esse tipo de situação pode representar uma ameaça para animais de estimação – como cães e gatos – por exemplo; muitos não sabem que o gado também pode sofrer com isso, assim como o seu criador – que tem grandes chances de prejuízo.

O estresse calórico é o que pode ser provocado em função da insolação em bovinos, por exemplo; provocando uma série de problemas que podem influenciar diretamente nos níveis de produção do gado (ou na falta dela, por completo).

Causando um impacto direto na saúde do animal, esse estresse em razão do grande calor afeta, ainda, os níveis de fertilidade e, consequentemente, de reprodução do bovino. Com isso, tanto a produção de carne como a leiteira ficam prejudicadas, provando o quanto é importante ficar atento à exposição do rebanho ao sol durante períodos prolongados.

Da mesma forma, fica clara a necessidade de planejar bem os espaços que servirão de abrigo para o rebanho bovino; garantindo que todo ele fique protegido desse tipo de perigo climático.

Insolação em animais

Qual a diferença entre insolação e ensolação?

Muitas pessoas se perguntam qual seria a diferença entre insolação e ensolação. A grande verdade é que não há diferença nenhuma, já que a palavra “ensolação” simplesmente não existe. Essa é apenas uma maneira incorreta de se pronunciar insolação, ou seja, um erro gramatical.

Apesar de parecer uma coisa simples, é muito importante saber como se pronuncia e como se escreve essa palavra de maneira correta para que você possa ter completo domínio sobre o assunto.

A insolação é uma condição grave e que deve ser encarada como tal. Apesar de parecer inofensiva, ela pode trazer diversas consequências, como você já percebeu. E para que essas consequências não sejam tão ruins, o melhor a se fazer é tomar as medidas de prevenção necessárias.

Dessa forma, fica muito mais fácil lidar com os efeitos do sol ou do clima quente, até porque existem muitos outros problemas que podem surgir a partir de condições como a insolação. E manter o nosso corpo saudável é importante para que possamos viver bem, portanto, cuide-se e busque sempre fontes confiáveis de conhecimento, como o blog Agro 2.0.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo