Lagarta da soja causa a desfolha da planta e prejuízos para o agricultor

Inicio » Agricultura » Lagarta da soja causa a desfolha da planta e prejuízos para o agricultor
12/12/2019 Por
Lagarta da soja causa a desfolha da planta e prejuízos para o agricultor

Aplicação de inseticidas e Manejo Integrado de Pragas podem evitar a lagarta da soja

Prestes a colher mais uma supersafra, talvez a maior da história do país, os produtores brasileiros precisam ficar atentos à lavoura e as pragas que podem causar prejuízos, como a lagarta da soja. O cultivo de principal valor econômico do Brasil,  pode ser acometida por várias moléstias e pragas.

Uma das mais comuns, é a Anticarsia gemmatalis, a popular lagarta da soja, que causa a desfolha da planta, sendo um dos principais alvos dos produtores.

Porém, vários fatores influenciam para uma boa safra da soja. Além do fator climático – sob o qual não temos controle – há o problema das pragas e doenças que podem acometer a soja, esses sim, podendo ser evitados.

Por isso, com a soja em desenvolvimento, é hora do produtor ficar atento ao manejo adequado para cada fase da cultura, para evitar perdas.

lagarta da soja se alimentando da folha

O que é a lagarta da soja?

Escondida na parte inferior da folha da soja, a lagarta da soja é uma praga de fácil identificação, que se alimenta das folhas. De coloração verde ou preta, com linhas brancas, o ataque dessa lagarta ocorre geralmente no início da cultura e na sua floração. Quando adulta, a lagarta torna-se uma mariposa de cor acinzentada.

A lagarta da soja se alimenta da parte central da folha, e, sem o manejo adequado, se torna uma das principais pragas da lavoura.

Entretanto, além da desfolha da soja, por atacar também na floração, essa lagarta pode atingir as flores da cultura, causando seu aborto. Esse processo resulta em uma perda de produtividade.

Controle da lagarta da soja

Se a lagarta da soja não for controlada no momento certo, pode causar perdas significativas na produtividade. Em seus estágios iniciais, a lagarta consome de 5% da folha. Quando avança de estágio, chega a consumir 95% da folha.
Por isso, um dos principais pontos para manter a lavoura saudável, é realizar o Manejo Integrado de Pragas (MIP).

O MIP consiste em ações e estratégias a serem adotadas para a otimização dos recursos a serem aplicados na lavoura, desde o monitoramento da área antes do plantio, até a hora da colheita.

Com o MIP, é possível evitar a lagarta e outros prejuízos que possam ocorrer.
Contudo, os produtores devem atentar para o fato de que os cuidados com a lavoura devem iniciar ainda antes do plantio, como por exemplo:

  • escolher uma boa semente com procedência, com bom índice de vigor e germinação;
  • semente com TSI (Tratamento de Semente Industrial), que resulta em uma semente mais protegida e resistente;
  • o solo deve estar bem preparado e nutrido;
  • cuidado na hora do plantio;
  • rotação de culturas. Esse processo também tem forte influência no controle da lagarta e moléstias na soja, pelo fato de melhorar o solo com a diversificação de culturas.

lagarta da soja causa a desfolha da planta

Assim sendo, após o plantio, o monitoramento segue sendo necessário para assegurar o uso de defensivos no momento ideal.

O desenvolvimento das plantas deve ser acompanhado em cada etapa, pois as pragas, como a lagarta da soja, podem atacar em diferentes fases.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo