Lago é uma depressão natural na superfície e quantidade variável de água

Inicio » Meio Ambiente » Lago é uma depressão natural na superfície e quantidade variável de água
11/07/2019 Por
Lago é uma depressão natural na superfície e quantidade variável de água

A maior parte dos lagos surgiu há 10 mil anos

É estimado que existam nada menos do que cento e dezessete milhões de lagos distribuídos ao redor do mundo inteiro. Em outras palavras, cerca de quatro por cento dos territórios do planeta Terra são cobertos por lagos. Isso tudo sem contabilizar a área de lago submersa por geleiras. É uma marca impressionante de cinco milhões de quilômetros quadrados de superfície coberta pelas águas dos lagos.

Poucos sabem, mas a extensa maioria dos lagos conhecidos hoje são mais antigos do que a humanidade. A maior parte deles se originou no período Pleistoceno, que ocorreu há cerca de 1,6 milhão e 10 mil anos atrás. Para exemplificar, nesse período, mamutes e outros animais extintos ainda andavam sob a Terra. Nessa época de glaciações, a grande parte do planeta ainda era coberta por gelo. Esse fato pode explicar por que o lago está abundantemente presente no hemisfério norte.

Lago

O que é lago?

Lago é um rebaixamento natural que ocorre na superfície do planeta. Um lago contém, de modo permanente, uma quantia de água variável em sua depressão. Em resumo, essa quantia de água pode ser alimentada por fontes tais como nascentes locais, cursos de água de rios ou ainda por resultantes de chuvas e geleiras glaciais que deságuam regularmente na cavidade do lago.

O volume da água do lago dependerá, em suma, da temperatura e clima da região onde está localizado. De modo idêntico, suas dimensões são também variáveis, podendo se limitar a poucos metros ou atingir a marca de centenas de quilômetros.

Similarmente a isto, está a profundeza da cavidade, passível de variações que vão desde um par de centímetros até centenas e mais centenas de metros de profundidade. Limnologia é o nome dado aos estudos ecológicos designados a essas depressões.

A importância dos lagos

Muitos desconhecem a importância dos lagos para o meio ambiente e para a humanidade. A caráter de exemplo, pode-se dizer que os lagos são essenciais para o andamento e prosperidade da atividade econômica de vários países.

Afinal de contas, o fundamental reservatório de água composto por eles é utilizado para o desenvolvimento das mais diversas atividades. Entre elas constam o turismo, a geração de energia, o transporte, a pesca e a criação de peixes.

Sem mencionar os benefícios que fornecem com o abastecimento de água para o funcionamento de indústrias, lavouras e casas de toda população.

Diferenças entre lago e lagoa

De fato, a diferença entre lago e lagoa tende a ser confusa e inexata para a maioria de nós.

Tecnicamente falando, a distinção entre os dois ainda não foi padronizada e estabelecida a nível universal. Ou seja, até hoje ainda não foram estipuladas dimensões máximas e mínimas como régua para diferir inequivocamente um do outro.

Uma vez que são ambos um corpo de água cercado por uma extensão de terra, as confusões entre eles são recorrentes e imprecisas. Contudo, além do tamanho, a formação geológica pode ser uma condição básica e inicial para que distinções sejam traçadas.

Lago

Por exemplo, ao contrário do que acontece com as lagoas, os lagos não costumam ser formados artificialmente. Exceto, porém, se medidas são tomadas para evitar acidentes geográficos tais quais enchentes. Nesse caso, o curso de água de um lago tende a ser desviado propositalmente como contenção.

Tipos de lagos

Existe mais de um tipo de lago encontrado no planeta. Essa variação pode ser conhecida na lista abaixo.

Lagos artificiais

Diferente do tradicional lago natural, o lago artificial, popularmente conhecido pelo nome de “lago ornamental”, é obra de intervenção humana. Eles são muito utilizados na decoração de exteriores, estando presentes em jardins na forma de piscinas pequenas ou médias acopladas ao solo.

Geralmente são adotados para razões estéticas, dando um aspecto mais vivo ao jardim. Todavia, pode ser resultado de uma hidrelétrica ou da construção de represas. Em algumas regiões de seca, são ainda concebidos para o armazenamento e reserva de água.

Lagos de barragem

Esse tipo de lago se forma e tem suas águas retidas por regiões de morainas, por restingas ou pelos detritos vulcânicos.

Lagos de depressão

Os lagos de depressão se originam quando uma cavidade recebe acumulação da água de chuvas ou do curso de rios.

Lagos de erosão

Esse tipo é resultante da ação corrosiva causada por erosões fluviais (água corrente) e erosões glaciais (geleiras).

Lagos de origens mistas

Os lagos de origens mistas, como o nome sugere, não derivam somente de um único fator. Eles podem ser resultados de diversas ações combinadas, tal como forças tectônicas e erosões fluviais. Desse modo, tais lagos costumam ser particularmente profundos.

Lagos eutróficos

Ao contrário dos lagos de origens mistas, os lagos eutróficos são rasos, isto é, possuem baixa profundidade. Em contrapartida, são ricos em nutrientes e concentram uma boa quantia de algas.

Lagos oligotróficos

Esses são um intermediário entre os lagos de origens mistas e os eutróficos. Assim como o primeiro, os oligotróficos são profundos, entretanto, diferente do segundo, apresentam pobreza de nutrientes.

Lagos residuais

Os lagos residuais correspondem às cavidades de água que anteriormente constituíram mares. Contudo, após as águas destes mares antigos passarem por parciais evaporações, os mesmos foram transformados em lagos residuais.

Lagos tectônicos

Lagos formados pela ação de forças tectônicas.

Lagos vulcânicos

Lagos formados no lugar de antigas crateras vulcânicas.

Lago

Maiores lagos do mundo

Os dois maiores lagos do mundo estão localizados, respectivamente, na África e na América do Norte.

O Lago Vitória, localizado na África, se classifica em segundo lugar entre os lagos de água doce mais largos do mundo, com a marca de 400 km de uma margem até a outra.

Apesar de sua extensão recordista e impressionante, sua profundidade é média, não ultrapassando os quarenta metros. O Lago Vitória mantém seu volume sendo abastecido pela chuva e contando com a contribuição do clima.

Já no primeiro pódio está o Lago Superior, localizado na América do Norte. O título não é para menos, pois o volume desse lago de água doce corresponde a nada menos do que 10% de toda a água presente no planeta. Sendo assim, sem dúvida, o mais expressivo lago do mundo.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo