Lambari tem produção voltada para consumo e uso como isca

Inicio » Pecuária » Lambari tem produção voltada para consumo e uso como isca
14/04/2019 Por
Lambari tem produção voltada para consumo e uso como isca

O peixe lambari é conhecido como uma iguaria no mundo da pescaria

O lambari é uma das espécies de peixes mais comuns no país. Ele pode ser encontrado em toda a extensão dos rios brasileiros, pois contém um caráter adaptativo muito alto. Além disso, está entre os peixes de água doce com maior população em razão da alta taxa de reprodução que esta espécie é capaz. O investimento na criação deste peixe é lucrativo, pois ele pode atingir maturidade em menos de quatro meses e sua reprodução mensal é farta.

O peixe lambari é nativo de água doce e suporta altas temperaturas no verão. Ele é muito conhecido no ramo da pesca esportiva, pois serve de isca para peixes de grande porte. Contudo, a criação da espécie é alta nos viveiros brasileiros e até existem testes para a mistura entre as raças de lambaris, como o lambari rosa. Sua criação é voltada tanto para consumo quanto para uso como isca.

O peixe lambari pode chegar até 15 cm

Como é o peixe lambari?

Lambari é o termo utilizado no Brasil para se referir à espécie de peixes do gênero Astyanax. Popularmente chamado de “piaba“, este peixe de água doce é muito procurado no país para a pesca esportiva. Eles podem ser encontrados em rios, represas e lagoas de todo o Brasil. Além disso, são considerados uma iguaria no mundo da pesca e podem ser utilizados como iscas para espécies maiores.

Em sua base alimentar, este peixe consome de tudo um pouco, desde frutas e semente até outros animais menores, como minhocas. Eles são onívoros, ou seja, contém aparelho digestivo e conseguem metabolizar diferentes tipos de alimentos.

Existem cerca de 150 espécies deste gênero e são todos de água doce. Os lambaris podem medir até 15 cm e seu corpo é caracterizado pela cor prateada. Suas nadadeiras variam de cor de acordo com a espécie, e as tonalidades mais comuns são em nuances de amarelo, vermelho e preto.

O lambari é um peixe de água doce e sua criação é de fácil manejo. Existem alguns métodos para iniciar este tipo de cardume, por exemplo, a partir da criação em caixas d’água. Por outro lado, com um investimento mais alto é possível criar estes animais em viveiros. São altamente adaptáveis, tanto ao meio como ao tipo de alimentação e, por isso, investir nos lambaris é lucrativo.

A criação do peixe lambari

Como funciona a criação de lambari

A criação de lambari no Brasil é de alto custo benefício. Contudo, para um melhor resultado no cardume, é necessário um alto investimento, em especial nos equipamentos para o manejo dos animais. Eles são geralmente criados em viveiros de formato retangular, de terra, e a temperatura ideal varia de 26 até 28 graus. Além disso, não demandam mão de obra especializada, pois são de caráter altamente adaptável.

Esta espécie atinge a maturidade sexual em menos de quatro meses. O período de reprodução se encontra entre os meses de agosto e março. Contudo, é possível realizar a reprodução de forma induzida. Através de uma injeção, é aplicada uma grande quantidade de hormônios no animal, a fim de estimular a desova. Este tipo de tecnologia facilita a criação e o manejo controlado pelo criador. Além disso, também facilita o processo de engorda dos animais.

Após o período de desova, é recomendável que o criador tome cuidado com a ação predatória dos adultos em relação aos filhotes. No momento em que os alevinos – filhotes de peixe – atingem cerca de um centímetro de tamanho, devem ser colocados em tanques separados pelo período de um ou dois meses. Eles permanecem neste tipo de viveiro isolado até que atinjam sua fase juvenil – com cerca de 4 centímetros.

Além dos cuidados com a manutenção dos viveiros e a alimentação dos animais, é importante que os níveis de oxigenação também estejam em ordem. Ao realizar a checagem diária, pela manhã e final da tarde, o criador consegue evitar a proliferação de parasitas e bactérias que podem comprometer a saúde dos peixes.

Como pescar lambari

A pesca do lambari é um esporte que exige habilidade, pois estes peixes são rápidos e, na maior parte do tempo, se encontram nas bordas dos rios. Este fenômeno acontece porque não possuem força o bastante para nadar contra as correntezas. Como forma de fisgar o animal, podem ser utilizado variados tipos de alimentos como, por exemplo, sementes, frutas e até mesmo pequenos pedaços de pão. Uma alternativa de isca artificial é a miçanga para pesca.

Além da isca adequada, há outras formas de garantir que o lambari seja fisgado. Um exemplo é o tipo de vara que se utiliza: quanto mais fina e mais leve, melhor é para o momento de puxar o animal para fora da água. Este peixe pode ser voltado para dois ramos principais: consumo ou isca para pesca esportiva.

No âmbito alimentício, o lambari é geralmente preparado frito e servido como petisco em diversos tipos de eventos. Por outro lado, no mundo da pescaria, é uma excelente isca e auxilia o pescador a fisgar peixes de grande porte.

O peixe lambari é nativo de água doce

O lambari rosa

O lambari rosa é uma das variações da espécie muito utilizada como isca na pesca esportiva. Além de ser um peixe muito resistente ao meio de criação, é também uma isca eficaz; fator que faz com o que a espécie tenha alto crescimento.

As fêmeas são muito férteis e desovam a cada 20 dias. Por isso, o início da criação do lambari do tipo rosa deve ser feito apenas com fêmeas, e não com alevinos. Cada uma delas deixa, em média, dois mil alevinos por período de reprodução. Apesar da alta reprodução, é importante lembrar que nenhum dos tipos de lambaris são de caráter materno, ou seja, não cuidam da prole após a desova. Deste modo, pode ser feita a separação dos alevinos dos adultos assim que atingem um centímetro.

O investimento no lambari do tipo rosa é alto em razão das vantagens que a espécie oferece; e o seu custo benefício é alto pelo mesmo motivo. Ele é procurado tanto no ramo da pesca esportiva quanto no âmbito da culinária, pela sua carne saborosa e de fácil preparo. Além disso, ele pode ser pescado em todas as épocas do ano.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo