Licopeno é um poderoso antioxidante encontrado nos alimentos

Inicio » Agronegócio » Licopeno é um poderoso antioxidante encontrado nos alimentos
20/06/2019 Por
Licopeno é um poderoso antioxidante encontrado nos alimentos

Licopeno é o pigmento responsável pela cor vermelha do tomate

Por definição, licopeno é um pigmento vermelho. Não é produzido pelo organismo humano, mas está presente em frutas e legumes de cor avermelhada como o tomate, o melancia e o pimentão vermelho. Aliás, é ele quem dá a cor característica desses alimentos.

O licopeno é essencial para a saúde de órgãos como fígado, pulmões, pele, cólon, próstata, glândulas suprarrenais e sangue. Embora não seja produzido pelo nosso organismo, ele é assimilado por meio da ingestão adequada dos alimentos nos quais está presente.

O licopeno é um dos 600 carotenoides (substâncias químicas presentes na natureza) encontrado também em plantas. Ele é um aliado importante da saúde porque é um potente antioxidante, ou seja, protege as células contra o excesso de radicais livres.

Licopeno

O que é licopeno?

O licopeno é um fitoquímico, que no sentido estrito da palavra, significa composto químico originário de vegetais.  Esse elemento atua para fortificar as membranas das células para que elas recebam os nutrientes necessários ao corpo e, ao mesmo tempo, expulsem as toxinas.

Essas membranas funcionam como protetoras para a manutenção das células saudáveis, fundamentais para evitar doenças.

Como o pigmento é solúvel em gordura e óleos, ele é melhor absorvido pelo organismo humano quando ingerido junto com gordura. Além disso, o cozimento dos alimentos que contém licopeno também facilita a absorção. Por isso, o molho de tomate caseiro oferece mais licopeno do que o tomate cru, por exemplo.

Benefícios do licopeno

Pelo fato de ser um poderoso antioxidante, o pigmento, segundo estudiosos, reduz o risco de doenças crônicas e tem sido usado para prevenir:

  • Doenças cardiovasculares
  • Osteoporose
  • Câncer
  • Catarata

Além disso, há estudos que indicam que o licopeno também contribui para melhorar a visão, a saúde da pele e os quadros de degeneração macular. Além disso, o licopeno evita o acúmulo de gordura nas artérias, mantém o equilíbrio das taxas de colesterol e aumenta a fertilidade masculina.

Licopeno é antioxidante

Pesquisas da última década confirmaram que os carotenoides protegem as células de nosso organismo de doenças crônicas como o câncer, câncer de próstata e doenças cardiovasculares.

Isso porque, ao retirar as substâncias nocivas de nosso corpo, ou seja, os elementos oxidantes que atacam as células, o licopeno reduz a capacidade de prejudicar as células.

Os estudos mais recentes, contudo, comprovam que quanto maior a ingestão de licopeno, por meio de consumo de alimentos ou de cápsulas da substância, menor a ocorrência de doença cardiovascular e menor a incidência de certos tipos de câncer.

Licopeno

Tomate, o mais rico em licopeno

As frutas e legumes são elementos naturais de fornecimento do licopeno. Porém, o tomate é disparado o alimento com maior quantidade do pigmento.

Normalmente, os vegetais perdem suas propriedades e nutrientes em contato com o calor e a gordura. No caso do tomate acontece o contrário. Se for cozido, em pastas que passaram pelo fogão ou em molhos, ele é melhor absorvido pelo corpo, como já foi mencionado.

Os pesquisadores descobriram que quando o tomate é cozido com óleo, ele adquire essa mesma formulação curva das moléculas. Então, quando cai no organismo, o tomate que passou pelo calor é absorvido mais rapidamente pelo corpo. A partir daí, existe um aumento da concentração de licopeno no sangue.

Tomate previne doenças cardiovasculares

Diante dos resultados, os cientistas procuraram avaliar como o tomate diminui os marcadores que medem a lesão das células do corpo. E o resultado foi uma maior proteção contra o estresse oxidativo responsável pelos danos ao DNA e à produção do colesterol bom.

O estresse oxidativo é responsável pelo aumento das doenças cardiovasculares. Então, o tomate cozido ou assado com óleo é uma boa dica para prevenir essas doenças.

Licopeno para reduzir inflamações

Já em relação aos processos inflamatórios, o tomate cru apresentou melhores resultados. Nem os suplementos, nem o tomate processado de alguma forma conseguiram os mesmos marcadores de benefício à saúde.

O tomate cru auxilia na diminuição dos processos inflamatórios. Além disso, tem macronutrientes (proteínas, carboidratos, gordura e água) e micronutrientes ( vitaminas, sais minerais e fibras) que ajudam no controle da pressão arterial. Os macronutrientes e os micronutrientes interagem no organismo e propiciam uma vida saudável.

Em relação aos suplementos à base de tomate, os pesquisadores encontraram indícios de que a ingestão deles funciona melhor na redução da pressão arterial do que o tomate cru. No entanto, eles alertam que para saber a dose ideal é necessário consultar um nutricionista.

Licopeno contra o câncer de próstata

Estudos realizados na última década apontam que o licopeno tem um poder maior ainda na prevenção do câncer de próstata. As primeiras pesquisas começaram com marcadores para quem ingeria tomate diariamente. Além disso, avaliou quem não tinha o hábito de consumir o fruto.

Na sequência, pegaram dois grupos de pacientes com câncer de próstata. Ao primeiro grupo deram um suplemento diário de licopeno via a ingestão de molho de tomate. Ao segundo grupo não administraram nada. O chamado grupo de placebo que serve para comparar os marcadores da doença.

Licopeno

Um mês após, os pacientes que receberam a dose extra de tomate tiveram maior redução das células cancerígenas do que o segundo grupo.

Em outra pesquisa na Universidade de Harvard, os pesquisadores aumentaram o universo de homens do grupo de controle. Além disso, descobriram que há uma redução de 34% no risco de câncer de próstata. Isso se o paciente ingerir mais que dez porções de alimentos com tomate. No entanto, eles deve ser consumidos sob a forma de molho ou cozido com óleo.

Licopeno em cápsulas

Os alimentos avermelhados são a maior fonte desse composto. Mas atualmente é possível encontrar o licopeno disponível também em cápsulas de gel à base de óleo.

A substância em cápsulas estão sendo cada vez mais usadas. Elas são consumidas sobretudo por pessoas cujo consumo via alimentos não garante a quantidade ideal da substância. Isso porque ao consumir as cápsulas, é possível saber a quantidade exata ingerida.

O licopeno como suplemento pode ser encontrado em farmácias e lojas de produtos naturais. Alguns supermercados também vendem as cápsulas nas seções de produtos vegetarianos ou veganos. O preço varia de R$ 15 a R$ 80, dependendo do número de cápsulas da embalagem.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo