Linguiça é alimento popular que pode ser feito a partir de variadas carnes

Inicio » Agronegócio » Linguiça é alimento popular que pode ser feito a partir de variadas carnes
26/08/2019 Por
Linguiça é alimento popular que pode ser feito a partir de variadas carnes

Os tipos de linguiça e as suas características são os mais variados possíveis, seguindo a preferência do produtor

Presença obrigatória em qualquer churrasco, a linguiça conquista paladares e corações, sendo extremamente popular em todo o mundo. Talvez isso se deva ao fato de ela se apresentar em uma grande variedade, combinando com muitos pratos e ocasiões.

A comida pode agradar até mesmo os vegetarianos. Isso porque, além da poder ser elaborada com uma infinidade de tipos de cortes – como bovino e suíno, por exemplo; ela também pode ser recheada sem qualquer rastro de carne animal. Por isso, há, ainda, quem diga que o sabor da linguiça vegetariana é bastante similar ao da convencional, podendo enganar até mesmo os mais ferrenhos carnívoros.

Linguiça

O que é linguiça?

Linguiça é um embutido ou recheado feito com os mais diversos tipos de carne, como as de boi, aves, carneiros, porco, peixes e até mesmo frutos do mar. No entanto, a versão feita com carne suína é, disparado, a mais popular entre todas.

Além de ser produzida em porções de um tamanho pré definido, similar ao das salsichas, por exemplo, ela também pode ser produzida em formato contínuo. Há, inclusive, um recorde mundial de maior linguiça, que tem 418.27 metros e pertence ao Paraguai.

A história da linguiça

O surgimento da linguiça pode ser conectado ao período em que a caça era o principal meio de alimentação do ser humano e; consequentemente, a sua principal fonte de sobrevivência.

Nesta época, era comum que os caçadores, ao abater os animais, os cortassem em pedaços; para que fossem temperados e armazenados, buscando uma forma de fazer com que durassem por mais tempo em boas condições de consumo. Assim, os pedaços de carne eram guardados nas tripas e no bucho dos próprios bichos.

Embora esta ainda tenha sido uma forma mais primitiva do alimento, a base é a mesma; já que a linguiça nada mais é do que uma mistura e carnes e gorduras temperadas envolta por uma espécie de tripa.

Características da linguiça

As linguiças apresentam dois aspectos principais, que podem ser considerados como os mais importantes em sua produção. São eles: a carne utilizada e o processo de preparação escolhido. Como já era de se imaginar, a carne é fundamental nessa composição, uma vez que (junto com os temperos) ela definirá o sabor da linguiça.

Vale lembrar que as linguiças não precisam, necessariamente, ser elaboradas a partir de um único tipos de carne. Dessa forma, existe também a linguiça mista, que reúne a carne de diferentes animais (como bois e porcos, por exemplo) em um único embutido.

Conforme citado, o processo de preparação também influencia bastante no produto final; já que ele define de que forma o alimento chegará ao consumidor. Neste aspecto, o alimento pode ser dividido em três tipos definidos:

  • linguiça fresca
  • linguiça curada
  • linguiça defumada

Enquanto as frescas são mais conhecidas por serem aquelas que geralmente são utilizadas em churrascos; a curada e a defumada passam por um processo de pré-cozimento, e têm uma característica um pouco mais “ressecada”.

Por isso, costumam ser mais utilizadas na composição de outros tipos de pratos e receitas, incluindo molhos e até mesmo o seu consumo puro e frito, como um petisco dos mais apetitosos.

Linguiça é um alimento bastante popular no Brasil e no mundo

Principais tipos de linguiça

Os tipos de linguiça são inúmeros e, neste artigo, separamos os considerados principais e mais conhecidos em uma pequena lista. Confira, a seguir, as principais características dos mais conhecidos tipos de linguiça.

Linguiça Toscana

A linguiça toscana é a mais presente em churrascos. Normalmente ela é feita com carne de porco, gordura e temperos selecionados. Quando for comprar, fique ligado na aparência: ela deve ter uma coloração natural, avermelhada e rosada.

Linguiça de Frango

A linguiça de frango geralmente possui cor clara, um sabor bem suave e textura única. Por ser um tipo mais “hidratado”, recomenda-se furá-la antes de assar, para que não estoure com a pressão interna. Além disso, a técnica de furos ajuda a não deixar o alimento fervendo por dentro; o que poderia causar queimaduras na boca no momento do consumo.

Linguiça Calabresa

A linguiça calabresa é a queridinha de muitos consumidores. Para sua produção, é utilizada carne de porco curada, cheiro verde e pimenta calabresa. Estes ingredientes são responsáveis por garantir um sabor forte e marcante. Relatos indicam que a receita surgiu na região da Calábria, localizada na Itália e, por isso, ela têm este nome.

Linguiça Mista

O nome já diz tudo. Ela é feita a partir da mistura das carnes de porco e de boi. O comum é que o seu sabor seja mais suave que a toscana e a calabresa. Além disso, ela possui uma aparência heterogênea, com pontos escuros e claros bem evidentes.

Linguiça Portuguesa

Esse tipo de linguiça é feito integralmente com carne de porco curada e defumada. Apesar de ser bem semelhante à calabresa, tem sabor mais leve, pois não leva temperos tão fortes em sua receita.

Paio

Essa linguiça é feita com uma mistura que forma uma linguiça bovina e suína, feita a partir das duas carnes defumadas e curadas. Cai super bem como tira gosto e é mais famosa pelo seu frequente uso em feijoadas.

Linguiça Vegetariana

Como o próprio nome já diz, esta é a opção para os que não comem carne animal; podendo ser feita de vários jeitos e através de diversas matérias primas. Aqui, vale a criatividade do fabricante.

Linguiça é um alimento bastante popular no Brasil e no mundo

Como escolher a melhor linguiça

Para escolher a linguiça ideal, o recomendado é que você tenha em mente o que busca em termos de sabor ou nutrição. Se a melhor opção para você é um tipo que não seja tão calórico, opte por peças feitas a partir de cortes mais magros, como é o caso do frango ou até mesmo do pernil.

No entanto, se a sua prioridade é o sabor mais tradicional da linguiça, os tipos feitos a partir de carne suína são, sem dúvidas, os mais indicados. Além disso, há uma infinidade de variações de temperos entre os quais você pode escolher; sendo possível encontrar desde os mais picantes até os leves, com ervas finas e até alcoólicos.

Além disso, sabendo que o alimento já é rico em gorduras, o ideal é que o seu preparo não aumente ainda mais esses níveis. Assim, na hora de preparar a linguiça, prefira grelhar, cozinhar na água ou  até mesmo assar no forno.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo