Os lipídios constituem uns dos principais componentes dos seres vivos

Inicio » Veterinária » Os lipídios constituem uns dos principais componentes dos seres vivos
07/07/2019 Por
Os lipídios constituem uns dos principais componentes dos seres vivos

Os lipídios são fundamentais para animais que vivem em baixas temperaturas

Presentes em plantas e animais, os lipídios não são produzidos naturalmente pelo corpo humano. Entretanto, seu consumo traz benefícios indispensáveis para uma boa qualidade de vida e normalmente são introduzidos no organismo via alimentação.

Lipídios podem executar variadas funções uma vez sintetizados em um organismo e recebem mais de uma classificação. De modo geral, todos os seres vivos são capazes de sintetizar essas moléculas, contudo alguns tipos só podem ser absorvidos por vegetais.

Lipídios

O que são lipídios?

Lipídios, também conhecidos como lipídeos ou lípidos, são moléculas orgânicas que não se dissolvem em água, mas são solúveis em determinadas substâncias orgânicas; como éter e benzina.

O aspecto de suas formas é esbranquiçada e, em alguns casos, pendendo para uma aparência levemente amarelada.

Lipídios são compostos basicamente por duas moléculas: molécula de ácido, também conhecida como ácido graxo, e molécula de álcool, como o glicerol, por exemplo.

Tal junção de moléculas é classificada como ésteres, compostos orgânicos derivados de ácidos carboxílicos, que também apresentam a característica de não se dissolverem em água, somente em contato com substâncias orgânicas como clorofórmio.

Essa insolubilidade em água se deve por não ter carga elétrica, ser composto por moléculas apolares. Tal característica permite que os lipídios mantenha uma interface entre o meio intra e extracelular nos organismos repletos de água.

Os lipídios podem ser classificados em dois grupos: substâncias insaturadas (óleos) e substâncias saturadas (gorduras).

Essas moléculas podem ser encontradas nos mais diversos tipos de alimentos, sejam eles de procedência animal ou vegetal.

Dentre essas classificações, óleo e gordura, existem outros grupos que se diferenciam quanto a própria estrutura e funções.

Comentaremos sobre cada um deles, suas especificidades e benefícios que proporcionam aos que os consomem. No entanto, cabe primeiro explicar qual é a importância dos lipídios de modo geral e a função que eles desempenham em uma estrutura orgânica.

Função dos lipídios

Tais substâncias cumprem diferentes e importantes funções dentro de uma cadeia orgânica, o que as tornam essenciais para total funcionamento do corpo, portanto, para a qualidade de vida. Vejamos algumas das funções dos lipídios.

Compõem as membranas biológicas

Pode parecer complexo se você não for muito antenado em biologia, mas não é necessário muito aprofundamento no assunto para entendimento satisfatório.

Todos os tecidos do corpo são formados por células. Estas, por sua vez, são formadas por membranas. As membranas das células são constituídas por fosfolipídios que, como o próprio nome sugere, são uma categoria de lipídios.

Ou seja, a formação das células que desenvolve todos os tecidos do nosso corpo estaria prejudicada se não contasse com essas moléculas em suas membranas.

Lipídios

Reserva de energia

Os lipídios se acumulam no interior de estruturas físicas em forma gordurosa. Essa gordura acaba constituindo uma espécie de reserva de energia para os momentos de necessidade. Fazendo uma comparação com os carboidratos, a oxidação dos lipídios libera, aproximadamente, 2,23 vezes mais energia.

Cada graminha queimada de gordura de lipídios chega a liberar 9 kcal, mais que o dobro, fazendo nova comparação com os carboidratos.

No entanto, o metabolismo dos lipídios ocorre de maneira secundária.

Produção de hormônios e sais

A formação e reprodução de hormônios como estradiol, progesterona, testosterona e de sais biliares relaciona-se com os lipídios. Estes são anteriores, precursores dessas substâncias.

Os hormônios são responsáveis pelo crescimento, desenvolvimento dos órgãos sexuais e até na personalidade dos seres.

Isolante térmico

As células gordurosas dos lipídios formam uma camada que exerce papel de manter a temperatura natural do corpo.

Por isso, os lipídios se mostram como fundamentais para a sobrevivência de animais do campo que vivem em regiões de baixa temperatura. Atuam como isolantes térmicos naturais e, por isso, cumprem papel importante para a homeostase.

Absorção e transporte de nutrientes

Algumas vitaminas são lipossolúveis e se dissolvem em óleos, em gorduras, como as vitaminas A, D, E e K, e não são produzidas no corpo humano.

Por isso é importante que façam parte das refeições diárias. Os lipídios, por existirem tanto na forma oleosa como gordurosa, acabam fazendo o papel de transportar essas vitaminas pelo organismo.

Tipos de lipídios

Como citado anteriormente, os lipídios podem ser classificados em dois grupos, óleos (substâncias insaturadas) e gorduras (substâncias saturadas).

Mas, dentro desses dois núcleos, há outras categorias, como lipídios simples e compostos.

Os chamados simples são aqueles que apresentam em suas estruturas apenas átomos de carbono, oxigênio e hidrogênio.

Já os lipídios compostos são uma evolução dos simples, pois apresentam os átomos presentes nesse primeiro grupo e outros tipos de átomos, como o fósforo.

Confira outros tipos:

  • Carotenoides: estão presentes em todas as plantas que fazem fotossíntese junto com a clorofila. Têm aspecto alaranjado;
  • Ceras: comum em superfícies de folhas, em insetos, ceras de abelha e também de humanos, aquela do ouvido;
  • Fosfolipídios: além de fazerem parte de membranas de células, são um glicerídeo combinado com um fosfato;
  • Glicerídeos: são uma molécula de glicerol ligada a um ou três ácidos graxos;
  • Esteroides: os hormônios sexuais masculinos, mais conhecidos como testosterona, e femininos, estrogênio e progesterona, são os maiores exemplos de esteroides.

Lipídios totais

Termo recorrente em resultados de exames de sangue, os lipídios totais são a representação do total de gordura presente na corrente sanguínea.

Valores muito altos ou baixos podem ser prejudicais a saúde. Valores anormais de moléculas de gordura no sangue podem indicar risco de infarto, AVC, trombose venosa, entre outras enfermidades.

Alimentos com lipídios

Vimos que a produção de ácido graxo não é algo natural no corpo humano, mas tal substância é necessária para o bom funcionamento do corpo. A alimentação é o caminho para que o organismo os absorva.

Mas, cuidado: a falta de lipídios pode ser prejudicial, mas seu excesso também traz consequências negativas.

Lipídios

Os alimentos com lipídios podem ser de origem animal ou vegetal.

Alguns alimentos de origem animal que contêm lipídios são:

  • Ovos;
  • Manteiga;
  • Leite;
  • Peixes;
  • Carnes vermelhas.

Já como alimentos de origem vegetal que contêm lipídios, podemos citar:

  • Castanhas;
  • Nozes;
  • Coco;
  • Amêndoas;
  • Abacate;
  • Gergelim;
  • Azeite de oliva.

Um cardápio diário incluindo esses alimentos – lembrando, de forma moderada – é o suficiente para suprir a demanda por lipídios, tão importantes para nossa saúde.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo