Lobélia azul é uma planta herbácea que encanta pela beleza

Inicio » Agricultura » Lobélia azul é uma planta herbácea que encanta pela beleza
11/08/2020 Por
Lobélia azul é uma planta herbácea que encanta pela beleza

A lobélia azul é perfeita para enfeitar jardins e alegrar ambientes

Existem centenas de espécies de lobélias. São cerca de 415 no total. Algumas dessas são de origem indígena, outras advindas da África do Sul, inclusive a lobélia azul.

De nome científico Lobelia erinus, essa planta pertence à família Lobeliaceae. A lobélia azul é uma flor ornamental popular para o jardim, com base em suas lindas flores coloridas em um tom magnífico.

Lobélia azul

O que é lobélia azul?

Lobélia azul é a flor pertencente a um arbusto perene. As suas folhas são simples e alternadas, as flores são arranjadas irregularmente e o fruto é uma cápsula que contém as sementes.

Em geral, não é preciso muito para descobrir o que é lobélia azul. Basta parar e observar essa planta herbácea que floresce nas estações do verão, em maior ou menor grau. O que mais chama a atenção na flor é a sua beleza exuberante e rara, perfeita para enfeitar diversos tipos de jardins.

A flor lobélia azul

Além de ser uma planta ornamental deslumbrante, a flor lobélia azul também é conhecida por seu uso no campo da medicina natural. Acredita-se que seja eficaz no tratamento de doenças de pele, gota e artrite crônica. Em tempos antigos, suspeita-se que chegou até a ser usada para cura da sífilis.

Por crescer facilmente e ter um longo período de floração, é popular na indústria formal de flores e na horticultura. Essa espécie é uma fonte de alimento para as larvas de algumas mariposas e borboletas.

Lobélias azuis preferem as partes tropicais e temperadas do país como seu habitat. Contudo, podem ser encontradas cultivadas em outros tipos de ambientes.

Lobélia azul

Como plantar lobélia azul?

Este bonito arbusto cria excelentes bordas no jardim e também pode ser cultivado em vasos. É possível saber como plantar a flor lobélia com facilidade, sem tanto trabalho, uma vez que ela cresce bem em uma variedade de habitats.

É preciso apenas manter o solo úmido e escolher um local que possua um sistema de drenagem de água eficaz. Recomenda-se um composto de boa qualidade, entretanto, isso não é essencial para o sucesso do seu cultivo.

Esse tipo é facilmente cultivado a partir de sementes. Como essas sementes são pequenas, é preciso tentar espalhá-las de maneira suave e uniforme sobre o composto, usando o polegar e o indicador.

Em seguida, deve-se pressionar suavemente contra a camada superior da terra, não cobrindo-as ou empurrando-as com força. Em seguida, pulverize uma fina camada de água morna por cima para assentar o composto.

Uma vez que são mudas, devem ser manuseadas com muito cuidado, segurando-as apenas pelas folhas. Transfira-as para bandejas e, à medida que amadurecerem, lentamente as deixe do lado de fora por períodos cada vez mais longos.

No entanto, elas são sensíveis ao frio. Portanto, mantenha as mudas fora das áreas em que o tempo afetará. Depois, após a época mais fria do ano, elas podem ser plantadas em canteiros ou vasos no jardim.

Lobélia azul

A lobélia azul pendente

Existem algumas versões da lobélia azul pendente. Estas são comumente indicadas para compor cestas. No entanto, podem ser usadas nos vasos suspensos ou muros. Isso dará um maior destaque as belas flores.

Contudo, é extremamente importante ter muito cuidado no manejo desse tipo de lobélia azul, uma vez que ela é considerada uma planta de cunho tóxico.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo