Lodo é nome dado ao sedimento próprio de terras inundadas

Inicio » Meio Ambiente » Lodo é nome dado ao sedimento próprio de terras inundadas
05/12/2020 Por
Lodo é nome dado ao sedimento próprio de terras inundadas

Da decantação industrial àquela fresta no cimento do quintal, o lodo pode significar a necessidade de atenção. Ele certamente está presente na sua casa, seja no friso de cimento dos azulejos do box ou mesmo em frestas de pias e piscinas. No entanto, o lodo também amplia presença nos mais diversos tipos de processamento de resíduos, como as estações de tratamento de esgoto.

De qualquer forma, saiba que é na natureza que o lodo acaba por marcar uma presença mais abundante. Afinal, sua formação decorre da decantação de elementos, substâncias e vários nutrientes orgânicos presentes em qualquer meio líquido.

Lodo

O que é lodo?

Lodo é uma substância resultante de uma série de materiais orgânicos que acabam por se sedimentar ao fundo de vários sistemas de decantação. Em outras palavras, ele é denominado como todo sedimento formado em meios líquidos e que tem origens a partir da mistura de partículas de matérias orgânicas.

Além do mais, o lodo também pode se originar a partir da combinação de substâncias de origem mineral e demais elementos que sofrem decomposição em meios líquidos. Em suma, o conceito de o que é lodo está ligado ao acúmulo de nutrientes e à alta presença de elementos que passam por um processo natural de decantação.

Quais os principais tipos de lodo?

Quando pensamos nos tipos de lodo presentes na natureza, é possível encontrar os mais diversos em relação à composição do terreno e até mesmo ao tipo de clima da região. Sendo assim, veja a seguir quais são os mais comuns.

  • Biológico: esse tipo tem origem a partir do tratamento realizado em sistemas biológicos. Vale lembrar que, depois de um tratamento adequado, ela passa a ser conhecido como lodo biossólido;
  • Primário: no geral, este material é formado por sólidos sedimentáveis e pode ser chamado de “bruto”. Até porque ele costuma ser extraído dos chamados decantadores primários;
  • Químico: esta é a variedade que tem origens nos sistemas de tratamento químico e físico. Isso porque elementos como sais de ferro e alumínio podem ser empregados como precipitantes ou coagulantes;
  • Secundário: essa é a classificação para o tipo que pode ser removido de forma direta de compostos biológicos.

O que é o sistema de lodo ativado?

Uma das melhoras formas de tratar lodo ativado também é um dos sistemas mais comuns para o tratamento adequado de despejos industriais e até domésticos. Até porque, nessas situações, é empregada uma alta qualidade no tratamento.

Em linhas gerais, saiba que todo esse processo nos tanques é aeróbio e com fundamento biológico. Ou seja, em tanques de tratamento, a aeração proporciona a oxigenação da biomassa criada. Assim, ainda é possível evitar que haja depósitos de flocos ricos em microrganismos.

Para isso ter o efeito esperado, todo o oxigênio precisa ser introduzido a partir de técnicas de aeração mecânica, como a introdução de oxigênio puro ou por ar comprimido. Como resultado, ao passar por esses tanques de aeração, a produção de efluente gerada pode ser enviada para uma separação do efluente tratado com um decantador secundário.

A partir de então, ele fica depositado ao fundo e pode voltar a circular no local de aeração. Com isso, para estabilizar todo o acúmulo de matéria orgânica, aumenta-se a quantidade de microrganismos.

De qualquer forma, depois do crescimento biológico natural, qualquer excesso pode ser removido do sistema. Para isso, é preciso que essa concentração de biomassa criada nos tanques supere os índices relativos ao projeto do sistema. Enfim, esses sistemas costumam ser classificados de duas formas: prolongada ou aeração convencional.

Lodo

Tratamento do lodo na agricultura

Além de precisar de tratamento no setor das indústrias, o lodo na agricultura também pode requerer alguns cuidados para que sua presença não interfira no desenvolvimento de cultivares. De qualquer forma, existem tratamentos disponíveis para os mais diferentes tipos.

Claro que cada um dele tem relação com um objetivo. Até porque vários desses tratamentos podem ajudar a reaproveitar seus resíduos, reverter danos ambientais e até serem empregados como subproduto de valor econômico.

Enfim, confira a seguir como você pode tratar e eliminar a presença dele no seu agronegócio:

  • Biotecnologia: neste processo são empregados microrganismos para consumir boa parte dos sólidos presentes. Além do mais, ele também reduz sua presença;
  • Digestão aeróbia: aqui a indicação é certa para você que tem pequenas áreas e instalações. Até porque essa forma de digestão é bacteriana, visto que sua fermentação pode resultar acetato e causar grande acúmulo de metano;
  • Incineração: neste caso, os resíduos são incinerados ao estarem presentes em fornos que passem de temperaturas como os mil graus, reduzindo grande parte do seu volume;
  • Compostagem: este é um tipo de tratamento mais de acordo com as políticas de meio ambiente, pois tem como base processos naturais. Ou seja, a atividade dos microrganismos é a responsável pela decomposição dos próprios resíduos;
  • Digestão anaeróbia: enfim, este tratamento tem ainda como finalidade uma decomposição que visa a produção de biogás. Por outro lado, todo o resíduo final pode ser tratado a fim de gerar compostos orgânicos úteis para a agricultura.

Lodo

Como remover o lodo verde de casa?

Quem cuida da própria casa já sabe que aquele lodo verde é comum em frestas e em rejuntes de cimento. Até porque essas áreas úmidas, a exemplo de lavanderias e quintais, podem ser locais perfeitos para o surgimento das manchas verdes causadas por lodo.

Em todos os casos, é preciso manter essas áreas livres dele para evitar prováveis escorregões e danos maiores ao sistema hidráulico do imóvel. Para isso, temos algumas sugestões para você manter o ambiente limpo, higienizado e com a aparência impecável.

Claro que em lojas de materiais de construção é possível encontrar uma série de produtos próprios para a limpeza de áreas de concreto e demais pedras. Contudo, você mesmo pode fazer isso com o uso de uma lavadora de alta pressão.

Afinal, com muita praticidade, o equipamento ajuda a remover todo o lodo de locais mais simples. Se preferir, aposte também na água sanitária. Para isso, basta diluir duas partes para cada dois litros de água. Enfim, deixe agir um pouco e esfregue bem com rodo ou escova.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo