Madeira é importante para agronegócio e ainda enfrenta extrações ilegais

Inicio » Agronegócio » Madeira é importante para agronegócio e ainda enfrenta extrações ilegais
21/09/2019 Por
Madeira é importante para agronegócio e ainda enfrenta extrações ilegais

Madeira é matéria-prima utilizada há milhares de anos

O ouro é mais precioso que a madeira, é verdade. No entanto, você não pode cozinhar ou escrever sobre o ouro. Você cozinha e escreve sobre produtos derivados desta matéria-prima.

Isto é, não é porque algo tem um valor mais alto de mercado, que torna os outros menos importantes. Em outras palavras, uma floresta cheia de árvores é tão importante quanto uma mina de ouro. Por isso, conheça a seguir mais sobre as tantas importâncias da madeira para a população e para o agronegócio.

madeira

O que é madeira?

Madeira é um tecido estrutural poroso e fibroso encontrado nos troncos e raízes das árvores e outras plantas lenhosas. A madeira é considerada um material orgânico. Isto é, um composto natural de fibras de celulose resistentes em tensão e incorporadas em uma matriz de lignina que resiste à compressão.

Há milhares de anos, o material vem sendo usado para combustível e construção. Além disso, foi uma das principais matérias-primas para as fabricações de armas e outras ferramentas. O material também é largamente utilizado na confecção de móveis (marcenaria) e na produção do papel usado ao redor do mundo inteiro.

Nas últimas décadas, o material tem emergido como matéria-prima para a fabricação de celulose purificada. Além disso, é utilizado na produção de derivados do produto, como acetato de celulose e celofane.

Madeireira

Muito antes da madeireira convencional, há milhares de anos, as madeiras já eram usadas como material de construção. De fato, o material ficava atrás apenas da pedra, em termos de sua história rica e reconhecida no mundo da construção.

Afinal de contas, a madeira é um dos materiais de construção mais antigos do mundo. Antes da invenção do cimento, a madeira era o material mais utilizado na indústria da construção, além da pedra natural. Ainda hoje, estruturas de madeira continuam populares em diversos países de clima frio.

Usos da madeira

Sem dúvida, as propriedades químicas do material são inerentemente complexas. No entanto, apesar deste desafio, os seres humanos aproveitaram com sucesso suas características únicas. Afinal de contas, o material é usado para construir uma variedade ilimitada de estruturas.

Por exemplo, este material excepcionalmente versátil é comumente usado na construção de casas, abrigos e barcos. Contudo, também é amplamente utilizado nas indústrias de móveis e decoração.

Tipos de madeira

A madeira é um material de destaque na indústria moveleira. Móveis de madeira são uma das poucas coisas no mundo que todo tipo de pessoa pode possuir. Hoje em dia, juntamente aos móveis, o material também é usado em folheados, pisos e revestimentos.

madeira

Existem diferentes tipos do madeira disponíveis na natureza. Isto é, diferentes tipos, com diferentes propriedades, cores, texturas e resistências. Em suma, os tipos podem ser divididos em duas categorias, que comportam suas próprias variedades. São eles a madeira conífera e a madeira de lei.

Madeira conífera

A madeira mole vem das árvores coníferas. Essas árvores também são conhecidas como árvores perenes com folhas persistentes, que duram anos antes de cair. De fato, sua longevidade é considerada maior em comparação a outras árvores.

A madeira mole geralmente cresce em climas temperados e tropicais do planeta. As árvores coníferas crescem rapidamente, tornando-as mais baratas em comparação à madeira de lei. Além disso, elas são mais sustentáveis, pois podem ser facilmente cultivadas.

Alguns exemplos de árvores coníferas são:

  • Abetos;
  • Araucárias;
  • Cedrus;
  • Sequóias;
  • Cipestres;
  • Chamaciparis.

Madeira de lei

A madeira de lei é definida por sua duração e resistência. De fato, esse gênero possui maior defesa em comparação à conífera, sobretudo no que se refere à umidade e investida de insetos.

Além disso, as madeiras de lei são duras e têm uma estrutura mais densa em comparação com as madeiras moles. Acredita-se que o termo “madeira de lei” tenha origem no Brasil Colônia, remontando, especificamente, à época em que a família de Dom João VI chegou ao solo brasileiro.

Foi estabelecido na lei que algumas espécies seriam destinadas exclusivamente ao uso da coroa, ou seja, para as construções navais e para dormentes de ferrovias. Portanto, por decreto real, as madeiras que estavam na lei eram direcionadas à utilização estratégica em navios.

Atualmente, o Greenpeace vem fazendo vista grossa sobre a retirada ilegal de madeira de lei no Brasil.

Madeira de demolição

Apesar dos benefícios do material, sua extração inconsequente e desgarrada não consiste em um fator benéfico para o meio ambiente. Em razão disso, a madeira de demolição vem sendo considerada uma alternativa sustentável à madeira tradicional.

Como o próprio nome sugere, o material deriva da demolição realizada em construções, tais como casas e barracões. Em geral, os materiais de demolição reaproveitados são decorrentes das árvores de jacarandá, carvalho, ipê e peroba rosa.

O material advindo da demolição ganha forma esperada após passar por uma higienização e receber tratamento apropriado. De fato, nenhuma das peças derivadas dessa alternativa é idêntica à outra. Afinal de contas, os desgastes naturais e as típicas ranhuras provocadas por pregos propiciam às peças uma indiscutível exclusividade.

madeira

Sem dúvida, as madeiras de demolição estão diretamente relacionadas ao consumo consciente e à consequente preservação da natureza. Isto é, ao invés de extrair as madeiras nobres da natureza, estas podem ser reutilizadas por meio das demolições.

Com esta opção sustentável, os materiais são reutilizados, ganhando funcionalidades novas. E o melhor de tudo: sem, para isso, causar prejuízos desnecessários ao ecossistema.

A importância da madeira no agronegócio

A bioeconomia é, sem dúvida, o futuro do desenvolvimento sem degustações. E quando falamos de madeira, não podemos deixar de mencionar sua importância para o agronegócio.

De fato, um manejo adequado dos recursos florestais traz inúmeras oportunidades e benefícios para os negócios. Um deles é que, ao levar as árvores para os sistemas agrícolas, estamos retirando o carbono da nossa atmosfera.

O mercado dos produtos verdes, por sua vez, também apresenta crescimento diário. Desse modo, não podemos deixar de mencionar as produções de biocombustíveis. A madeira florestal, afinal, é a matéria-prima da geração de energia que deixa de lado o uso de petróleo.

Por essa e outras razões, a madeira é um material de importância simbiótica entre o meio ambiente e o agronegócio.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo