Maria Isabel é prato típico do Piauí que leva carne seca como ingrediente

Inicio » Agronegócio » Maria Isabel é prato típico do Piauí que leva carne seca como ingrediente
02/10/2020 Por
Maria Isabel é prato típico do Piauí que leva carne seca como ingrediente

Maria Isabel, símbolo da culinária piauiense, é um prato nutritivo e completo. O arroz Maria Isabel é uma iguaria apreciada não somente na região Nordeste e Centro-Oeste, mas também por todo o país.

Maria Isabel é um prato que leva em seu preparo arroz, legumes, pimenta, bem como um dos ícones da gastronomia nordestina, a carne seca.

Maria Isabel

O que é Maria Isabel?

Maria Isabel é um dos pratos mais apreciados na culinária nordestina, assim como na região Centro-Oeste do país, como no Mato Grosso do Sul, onde a iguaria é comparada à galinhada.

A iguaria, destaque na culinária nordestina, leva em seu preparo alimentos presentes corriqueiramente nas refeições dos brasileiros como arroz e legumes, além de carne seca.

Origem do prato Maria Isabel

O escritor piauiense Enéas Barros, lançou em 2016 o livro “O Escravo e o Senhor da Parnahiba” e conta em sua história como foi criado o Maria Isabel.

De acordo com o escritor, um rico e poderoso fazendeiro, comerciante e dono de escravos, Simplício Dias da Silva, obteve como herança de seus pais uma propriedade rural produtora de charque. Ou seja, uma charqueada, local de salga e desidratação de carne, principalmente a bovina.

Ainda de acordo com o escritor, Simplício, que criava gado, exportava toda a sua produção de couro. Em contrapartida, a carne era utilizada para o preparo de charque.

Como o charque era abundante, os escravos, por iniciativa própria, criaram o prato. E o batizaram com o nome de Maria Isabel, esposa do prestigioso senhor.

Arroz Maria Isabel

O prato Maria Isabel tem como base o arroz branco, cereal amplamente consumido pela população brasileira. Aliás, o Brasil é o país que mais produz e consome o grão, ficando atrás apenas da Ásia.

O estado do Rio Grande do Sul é o maior produtor do grão em todo o país, aproximadamente 70% do volume bruto, seguido pelos estados do Piauí e Maranhão.

O arroz branco é fonte de energia, uma vez que é rico em carboidratos. Porém, seu valor nutricional é bastante prejudicado durante o processo que vai desde a exclusão da casca até o polimento final.

Entretanto, o Maria Isabel também pode ser preparado com o arroz parboilizado, cultivado extensivamente na região Sul do país. A produção, inclusive, é em sua totalidade exportada. Ou seja, o equivalente a 35% de todos os tipos de arroz produzido no Brasil.

Ao mesmo tempo, o cultivo do grão nas demais regiões do país é destinada para atender a demanda interna.

O arroz parboilizado, em comparação com o branco, possui mais nutrientes. No momento em que ele passa pela primeira etapa de parboilização, ou seja, quando é parcialmente fervido, os nutrientes presentes nas cascas são integrados aos grãos.

Maria Isabel

Ingredientes do prato Maria Isabel

O Maria Isabel é uma iguaria repleta de sabores e sempre presente na culinária nordestina, principalmente nas festas juninas.

Saboroso e nutritivo, o prato leva uma das hortaliças mais cultivadas na agricultura familiar: a cebola. Seja ela branca ou roxa, é indispensável na elaboração da iguaria.

Além disso, a cebola faz muito bem à saúde. Fonte de nutrientes, o bulbo possui minerais como manganês, sódio e ferro, além de potássio.

Mas não somente isso. É rico em vitaminas A, C, E e do complexo B, além de ácido fólico e fibras.

Juntamente à cebola, encontramos a salsinha, fonte de ferro e vitamina C, cultivada por todo o país, embora se desenvolva melhor em clima ameno.

Outro ingrediente presente no Maria Isabel é o pimentão, hortaliça também amplamente cultivada na agricultura familiar. Seu cultivo, além de requerer baixo orçamento, adaptou-se bem em regiões de clima tropical, tornando-se um investimento altamente rentável.

E, para completar o prato, a carne seca, fonte de proteína animal. Embora, eventualmente seja confundida com o charque ou a carne de sol, a carne seca necessita, além da salmoura, poucas horas de exposição solar.

Em contrapartida, a carne para a produção do charque é envolta em uma quantidade generosa de sal e exposta vários dias ao sol.

E, como não poderia faltar na maioria dos pratos nordestinos, uma pimenta-de-cheiro, para deixar a iguaria mais “quente”.

Em seguida, aprenda como preparar 2 variações de receita de Maria Isabel elaboradas com os tipos de arroz mais consumidos no Brasil, o branco e o parboilizado.

Maria Isabel com arroz branco

Ingredientes:

  • 500 g de carne seca;
  • 1 x de chá de cebola picada;
  • ½ x de chá de óleo;
  • 2 x de chá de pimentão verde picado;
  • 4 x de chá de arroz branco cru;
  • 1 c de sopa de colorau ou 1 c de sobremesa de óleo de urucum;
  • 2 dentes de alho picados;
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto;
  • 3 pimentas-de-cheiro (sem sementes) picadas;
  • 1 x de chá de cebolinha e salsinha picadas;
  • Aproximadamente 6 x de chá de água fervente.

Modo de preparo:

  • Primeiramente, para dessalgar a carne, coloque-a em um refratário com tampa e cubra com água;
  • Logo após, leve à geladeira no mínimo por 12 horas, trocando a água 6 vezes;
  • Em seguida, corte a carne em cubos e cozinhe na panela de pressão por 25 minutos;
  • Logo depois, aqueça o óleo em panela grande e funda, de preferência de barro;
  • Acrescente a carne e doure muito bem;
  • Em seguida, adicione o alho, a cebola, o colorau, a pimenta-de-cheiro e deixe refogar por 2 minutos;
  • Logo após, acrescente o arroz e tempere com sal e pimenta-do-reino;
  • Misture bem e, assim que estiver bem refogado, acrescente a água fervente;
  • Abaixe o fogo e cozinhe com a panela semitampada por 20 minutos;
  • Em seguida, acrescente o pimentão, tampe a panela e deixe repousar por alguns minutos;
  • Finalmente, polvilhe com a cebolinha e a salsinha. Sirva a seguir.

Maria Isabel

Maria Isabel com arroz parboilizado

Ingredientes:

  • 300 g de carne seca dessalgada de acordo com as instruções da receita anterior;
  • 1 ½ x de chá de arroz parboilizado;
  • 1 dente de alho picado;
  • 4 c de sopa de cebola picada;
  • 2 c de sopa de azeite;
  • 1 c de sopa de banha;
  • 1 c de chá de colorau (ou açafrão);
  • 2 pimentas-de-cheiro (sem sementes) picadas;
  • Sal a gosto;
  • 1 folha de louro;
  • 1 x de chá de cheiro verde picado.

Modo de preparo:

  • Primeiramente, aqueça a banha juntamente ao óleo em uma panela grande;
  • Logo após, acrescente a carne e doure bem;
  • Assim que estiver bem dourada, acrescente a cebola, o alho e deixe refogar mais um pouco;
  • Em seguida, adicione o arroz parboilizado, a pimenta-de-cheiro, o colorau, a folha de louro e tempere com sal;
  • Logo depois, acrescente a água fervente e cozinhe por 20 minutos com a panela semitampada;
  • Assim que estiver completamente seco, retire a folha de louro e solte o arroz com um garfo;
  • Finalmente, polvilhe o cheiro verde e sirva a seguir.

O Maria Isabel é um símbolo da gastronomia piauiense. Porém, é apreciado em várias regiões do Brasil e pode ser servido acompanhado de paçoca de carne de sol, bem como de vinagrete.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo