Meristema é tecido que influencia no desenvolvimento de vegetais

Home » Agricultura » Meristema é tecido que influencia no desenvolvimento de vegetais
29/09/2019 by
Meristema é tecido que influencia no desenvolvimento de vegetais

Meristema é o conjunto de células embrionárias que, ao se dividirem, permitem o crescimento de vegetais

O meristema é o tecido que influencia diretamente na reprodução das plantas, portanto, é um componente essencial dos vegetais.

O meristema apresenta como característica, além da divisão celular, a formação de células com um tamanho menor e uma parede primária. A parede primária, por sua vez, se forma quando as células novas dos vegetais apresenta uma camada flexível, fina e elástica, que auxilia seu crescimento.

meristemaO que é o meristema?

De acordo com definição do dicionário, cada meristema representa um grupo de células que podem se subdividir inúmeras vezes e assim produz novas células. Estas células, por sua vez, atuarão diretamente no crescimento de vegetais. De maneira simplificada, pode se dizer que o meristema é formado por células embrionárias. No entanto, para compreender como ele se forma, é preciso entender como os vegetais se reproduzem.

Como acontece a formação do meristema?

Quando acontece a fecundação, a célula ovo se fragmenta algumas vezes para dar origem ao embrião. Normalmente, no começo da fase reprodutiva, todas as células que compõem o corpo embrionário irão se dividir. Contudo, a medida que o vegetal crescer, essas subdivisões celulares acontecerão em regiões exclusivas.

O vegetal quando chegar a fase adulta ainda contará com células embrionárias. E estas serão capazes de se dividir e deles se originam os tecidos embrionários, denominados meristemas.

Como os tecidos embrionários são classificados?

Os tecidos embrionários, podem ser classificados como meristema primário ou meristema secundário, dependendo da sua origem.

O meristema primário é aquele que se origina do embrião e são responsáveis pela formação do corpo básico da planta. Ele é ainda o primeiro que aparece nos vegetais. Por outro lado, o meristema secundário, se forma a partir do tecido meristemático primário.

Além dessa divisão, eles também podem ser classificados como meristema apical e lateral. Sendo que no primeiro caso, ele é originado na ponta (ápice) de caules e raízes vegetais. No segundo caso, esse conjunto de células, é encontrado lado a lado do eixo maior da planta em questão.

Além destes, existe ainda o meristema intercalar, assim chamados por se localizarem entre dois tecidos considerados “maduros”.

meristema

Qual a função de cada um dos tecidos meristemáticos?

Cada um dos tipos de meristema atende a uma função específico. Confira a seguir qual o objetivo de cada conjunto de células:

  • Primário: responde pelo crescimento da planta. Para isso, se divide em protoderme (origina a derme), meristema fundamental (diferencia tecidos ou sistemas fundamentais) e procâmbio (dá origem ao sistema vascular).
  • Secundário: por se originarem do meristema primário, irão acrescentar novas células vegetais, e auxiliar diretamente no crescimento da planta.
  • Apical: é dele que o meristema primários se origina. Logo, responde pelo crescimento primário.
  • Meristema Lateral: ele auxilia no crescimento secundário das raízes e caule dos vegetais, ou seja, atua na largura da planta. Câmbio vascular (origina o xilema) e felogênio (origina a periderme, a casca de árvores) são dois dos exemplos dos meristemas celulares.

O meristema é, portanto, um tecido fundamental para que a planta se desenvolva e cresça de maneira saudável.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo