Milheto é gramínea de origem africana que se adaptou bem ao Cerrado

Home » Agricultura » Milheto é gramínea de origem africana que se adaptou bem ao Cerrado
28/06/2019 by
Milheto é gramínea de origem africana que se adaptou bem ao Cerrado

O milheto é uma espécie bastante utilizada na alimentação do gado leiteiro e de corte

Em alguns países o milheto é utilizado para consumo animal, assim como o humano. Com sua farinha podem ser produzidas diversas receitas, como pães e bolos.

O milheto apresenta algumas vantagens em relação a outros cultivares. A planta apresenta baixa exigência em quantidade de água, assim como uma tolerância mais alta ao calor.

milheto

O que é milheto?

Milheto é o nome comum dado a tipos de plantas utilizadas principalmente na alimentação dos animais de criação. Também chamado de milhete, há relatos de que a planta surgiu há pelo menos quatro mil anos, no deserto do Saara.

De lá, então, a espécie foi levada para a Índia, onde se desenvolveu de forma diferente do espécime original. Assim, existem diferentes cultivares da planta, que foi passando por adaptações conforme as mudanças climáticas e geográficas a qual foi submetida.

O nome científico do milheto é Pennisetum glaucum e, atualmente, é uma das culturas mais importantes da África.

Quais as características do milheto?

A gramínea é uma das mais utilizadas no continente Africano. No Brasil, contudo, ainda não é amplamente comercializada para o consumo de humanos. Ainda assim, com a farinha de milheto, é possível produzir bolos, biscoitos e outras receitas.

Algumas particularidades diferenciam a espécie de outras gramíneas. Vamos conhecer, então, as principais características do milheto:

  • Gramínea de verão, cresce de forma ereta
  • Pode superar os três metros de altura, em sua fase adulta
  • Gosta de calor e precisa dele, portanto, para germinar
  • Precisa de pelo menos 30 mm de água para a germinação
  • Plantio pode ser em linha assim como lanço
  • Possui um excelente índice de cobertura do solo
  • Pode ser utilizado como forrageira para gado leiteiro ou de corte

milheto

Utilização do milheto no Brasil

O milheto, em comparação com outras culturas, pode ser considerado como pouco exigente quando falamos de insumos. A espécie vem sendo difundida no Brasil principalmente a partir da década de 20. Assim, os estados que inciaram o seu cultivo foram os da região Sul.

Ele é muito utilizado, então, como planta forrageira para a alimentação do gado, assim como produção de sementes para ração. A partir dos anos 90, os produtores rurais também passaram a utilizar a espécie como cobertura do solo em sistemas de plantio direto.

A região do Cerrado foi um dos locais que aderiu esta prática. A forrageira se adaptou muito bem ao clima e temperatura do local, assim, houve expansão dos cultivares.

milheto

As variedades do milheto

Com o passar dos anos e o desenvolvimento da espécie, alguns cultivares foram sendo lançados. O objetivo, assim, foi sempre de aumentar a produtividade e qualidades da planta. O milheto BRS 1501 é um exemplo disso.

A planta se adapta a diferentes climas, incluindo os do Cerrado e Mata Atlântica, além do Pampa e Pantanal. É um cultivar precoce em comparação à planta comum e, portanto, floresce em 50 dias. Esta variação de milheto se apresenta madura em apenas 120 dias e é muito utilizada como alimento para os animais.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo