Milho híbrido é obtido através do cruzamento de duas linhagens puras

Inicio » Agricultura » Milho híbrido é obtido através do cruzamento de duas linhagens puras
21/10/2020 Por
Milho híbrido é obtido através do cruzamento de duas linhagens puras

Embora seja uma combinação de linhagens, o milho híbrido não é transgênico. Nos últimos anos, a área cultivada deste milho aumentou mais 2 milhões de hectares, aumentando o rendimento global em 17%. Além disso, atualmente 70% de toda a área cultivada com milho é ocupada pela produção dos híbridos.

Entretanto, o que realmente é o milho híbrido? Será que ele é o mesmo que o transgênico? Veja mais sobre a espécie, suas variedades e formas de uso.

Milho híbrido

O que é milho híbrido?

Milho híbrido é o resultado do cruzamento de duas linhagens puras. Ele pode ser utilizado para a produção de silagem, milho de pipoca, milho verde, entre outros. Sua principal vantagem é a rentabilidade resultante da sua grande produtividade, uma vez que ele é modificado para ser um produto de primeira linha.

A saber, diferente do milho transgênico, eles são um resultado do cruzamento de duas espécies de um mesmo produto, com a intenção de obter as principais qualidades dos pais. Por outro lado, os transgênicos são resultados de sementes geneticamente modificadas, utilizando genes de outras espécies para obter maior facilidade no cultivo, como a resistência a certas pragas.

Milho híbrido

Variedades do milho híbrido

As sementes de milho híbrido são classificadas em: simples, duplo ou triplo. Os híbridos simples são produzidos através do cruzamento de duas linhagens puras.

Por possuir maior potencial produtivo, o simples é o mais valorizado comercialmente, sendo indicado para sistema de produção de alta tecnologia.

Em contrapartida, o milho híbrido duplo é produzido através do cruzamento de dois híbridos simples, e é indicado para produções de média tecnologia.

Por fim, o triplo é indicado para produtores que utilizam média e alta tecnologia, uma vez que ele é a combinação do simples com o de uma de linhagem pura.

Além disso, existem no mercado o milho híbrido simples e triplo modificados, o intervarietal e o top cross. Entretanto, esse tipo de milho só tem alta produtividade e vigor na primeira geração.

Se um grão de segunda geração for cultivado, poderá haver redução de 15% a 40% da produtividade, além de variação entre as plantas e perda de vigor. Por esse motivo, é necessário adquirir sementes todos os anos.

Milho híbrido

Milho híbrido para silagem

Escolher corretamente o milho híbrido para silagem pode ser a diferença entre ter lucro ou prejuízo com a alimentação do rebanho. Para ter bom resultado, é necessário que o híbrido tenha boa estabilidade agronômica e maior tolerância a pragas. Além disso, é necessário que ele produza grande quantidade de forragem com grãos, já que eles são responsáveis por 65% da energia contida na silagem.

Para fazer uma boa escolha, é necessário levar algumas coisas em consideração. Por exemplo, deve-se saber quais principais pragas e doenças que ocorrem na região e a resistência do grão a elas, a adaptação do milho ao solo e as condições climáticas, a concentração de amido e a textura dos grãos, além do teor de fibra e digestibilidade da fração fibrosa da planta.

Em resumo, embora o milho híbrido seja muito produtivo e rentável, é necessário escolher qual se adapta mais ao seu negócio e sua região. Por isso, pesquise muito antes de investir.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo