Moenda: entenda o funcionamento e importância deste equipamento

Inicio » Agronegócio » Moenda: entenda o funcionamento e importância deste equipamento
22/09/2019 Por
Moenda: entenda o funcionamento e importância deste equipamento

Moenda pode ser utilizada para moer cana-de-açúcar, carne e café

Durante o período colonial no Brasil, uma atividade de suma importância era a produção de açúcar no engenhos coloniais. Ali, ficavam as terras destinadas ao plantio da cana-de-açúcar e os equipamentos essenciais na fabricação do produto, como por exemplo, a moenda.

Nos dias atuais, no entanto, a moenda evolui e diversos modelos podem ser encontrados no mercado, desde aqueles destinados ao processamento da cana-de-açúcar, atá os destinados para outros fins.

moenda

O que é moenda?

A moenda é um triturador composto por rolos, que tem como objetivo separar o bagaço do caldo de cana. Para fazer essa separação, uma espécie de esmagador preparava a cana para ser extraída nas moendas.

Durante a época do Brasil colonial, as moendas funcionavam por meio da energia que podia ser gerada pela tração de bois ou água, e também pela força dos próprios escravos. A moenda, também era conhecida como trapiche naquele período.

O termo moenda também diz respeito ao engenho onde a cana-de-açúcar era moída a fim de obter o seu caldo. Além de outros produtos como açúcar, etanol, cachaça, garapa, dentre outros derivados.

Como era o funcionamento do trapiche?

O trapiche, também conhecido como moenda, era uma máquina que tinha no mínimo dois cilindros, um braço que tinha como objetivo rodar estes cilindros e um vasilhame.

O equipamento utilizava da força animal para funcionar. Logo, para que ele funcionasse, um boi (no mínimo) era preso ao braço e, ao girar em torno dele, este começava a fazer o movimento circular. Dessa forma, os dois cilindros também giravam, só que para lados contrários.

Dois trabalhadores faziam com que a moenda funcionasse, uma vez que, de maneira alternada, inseriam a cana entre os cilindros. Sendo assim, a cana era moída e um recipiente que ficava embaixo do cilindro recolhia aquele sumo que seria tratado e destinado a produção de açúcar ou garapa, por exemplo.

moenda cana

Como funcionava o engenho de açúcar?

De maneira resumida, o seguinte processo era realizado para produção do açúcar:

  1. O primeiro passo era colher a cana, que em seguida seria levada para as moendas;
  2. Nas moendas, a cana-de-açúcar era espremida a fim de obter seu caldo, que era depositado em um recipiente;
  3. O caldo da cana passava por um processo longo de cozimento, em panelas de cobre, na casa das caldeiras e fornalhas;
  4. Em seguida, o produto obtido ia para casa de purgar onde passava pelo processo de refinamento;
  5. Por fim, durante o processo de refinamento, o açúcar era produzido.

O açúcar processado, durante o período colonial era destinado, principalmente, a exportação.

A moenda no processamento da cana?

A moenda ainda é utilizada, nos dias de hoje, para o processamento da cana. Mas, com a evolução dos tempos e a introdução de novas tecnologias, a moenda passou a ser produzida de diferentes formas. Atualmente, se o produtor quiser adquirir um equipamento deste, ele tem muitas opções à sua volta.

moenda

Dentre os modelos disponíveis, temos desde os mais rústicos, os elétricos, os mais modernos e até mesmo o de aço inox. Sendo que conforme for a escolha, há variação na potência, produção, voltagem e outros quesitos. Além disso, uma moenda pode ser facilmente encontrada nas casas agrícolas e em lojas online.

Para que serve a moenda?

Além da cana, a moenda pode processar outros tipos de alimentos. No entanto, existem outros modelos de moenda no mercado. Estas, por sua vez, podem ser utilizados durante o trabalho de moagem do café ou mesmo da carne.

Logo, temos ainda moenda de café e a moenda de carne que existe a fim de facilitar as atividades agrícolas e de processamento animal.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo