Monsanto é pioneira em biotecnologia agrícola no Brasil

Inicio » Agronegócio » Monsanto é pioneira em biotecnologia agrícola no Brasil
13/08/2019 Por
Monsanto é pioneira em biotecnologia agrícola no Brasil

Inovação e polêmica fazem parte da trajetória centenária da Monsanto

A Monsanto, há décadas, vem procurando alternativas para melhorar seus processos produtivos e acabar com as pragas que podem prejudicar safras inteiras. Por isso, é pioneira quando o assunto é o uso de biotecnologia na criação de produtos como pesticidas e sementes transgênicas.

Conheça um pouco mais da história e de tudo que cerca a Monsanto em seus 118 anos de existência.

Monsanto

O que é Monsanto?

Monsanto é uma empresa multinacional que atua no mercado de agricultura e biotecnologia com unidades em diversos países. Fundada em 1901 nos Estados Unidos, a empresa iniciou suas atividades com a fabricação de sacarina, substância sintética utilizada como adoçante.

John F. Queeny, fundador da empresa, decidiu homenagear a esposa Olga Monsanto Queeny. Sendo assim, John Queeny batizou a nova companhia com o sobrenome da esposa.

Quais atividades a Monsanto realiza?

O trabalho da Monsanto gera muitos questionamentos no que diz respeito ao impacto que seus produtos podem causar no meio ambiente e nos seres humanos. A empresa atua na pesquisa e desenvolvimento de sementes geneticamente modificadas de milho, soja e algodão.

O debate sobre os benefícios e os perigos de se consumir alimentos transgênicos já acontece há anos, mas a Monsanto segue com seu trabalho de pesquisa e desenvolvimento nesse segmento.

Outra frente em que a empresa atua é na produção de pesticidas, muito utilizados em diversos países, inclusive no Brasil. Cerca de 20% de todo o agrotóxico produzido e pulverizado em todo o mundo está nas plantações brasileiras.

O que é o Roundup?

Roundup é o nome comercial de um dos produtos mais conhecidos e polêmicos produzidos pela Monsanto, uma vez que diversos estudos apontam que o pesticida fabricado pela empresa norte-americana pode trazer muitos problemas à saúde.

Os indícios são de que tanto aqueles que consomem produtos que foram pulverizados com o Roundup quanto quem faz o manuseio do produto pode apresentar doenças graves e fatais em alguns casos.

Lançado em 1974, o pesticida Roundup foi um grande sucesso. Rapidamente caiu nas graças dos agricultores americanos e, depois, do resto do mundo.

O grande questionamento em torno desse produto é a presença do glifosato em sua composição.

Monsanto

O que é o glifosato?

O glifosato foi desenvolvido pela Monsanto e se tornou o principal herbicida utilizado na agricultura. Para ter uma ideia, esse é o pesticida mais utilizado na agricultura brasileira.

A Monsanto detinha a patente do produto, mas com o sucesso no mercado, os números de pedidos de quebra de patente foram muito grandes. Isso fez, portanto, que surgissem muitas outras marcas de pesticidas à base de glifosato com o decorrer dos anos.

No Brasil, chegou a ser vetado o registro de novos produtos à base de glifosato. No entanto, em nenhum momento houve uma proibição da comercialização desses produtos.

Quando chegou ao mercado, o glifosato deveria servir como mais uma ferramenta no controle de pragas das lavouras. Mas o produto funcionou tão bem que, atualmente, muitos profissionais da área afirmam que sem o uso do glifosato seria impossível manter os níveis da produção agrícola do país.

O que é biotecnologia?

Biotecnologia é a área da ciência cujo objetivo é a criação e a melhoria de produtos e técnicas com ajuda tanto de organismos vivos quanto de componentes de alta tecnologia.

Entre as áreas englobadas pela biotecnologia, estão:

  • Genética;
  • Biologia molecular;
  • Bioquímica;
  • Imunologia;
  • Robótica;
  • Informática;
  • Genética.

Desde o início de suas atividades, a Monsanto focou seus esforços no desenvolvimento e aplicação de produtos como sementes e pesticidas com auxílio da biotecnologia.

Por que o agronegócio é tão importante para o Brasil?

Por mais que muitos não gostem, o agronegócio é, hoje, o setor que move a economia do país de maneira geral. Afinal, não é à toa que todas as grandes empresas mundiais deste mercado têm suas operações em território nacional.

E os números não deixam dúvida sobre a importância do agronegócio para a economia do Brasil. Dados do Ministério da Agricultura mostram que o agronegócio é responsável por 1 de cada 3 empregos, representando, assim, mais de 20% de todo PIB nacional.

O Brasil está entre os maiores produtores mundiais de:

  • Açúcar;
  • Soja em grão;
  • Café;
  • Milho;
  • Carne suína;
  • Carne bovina;
  • Algodão.

Isso mostra a força e a necessidade de constante inovação e uso da tecnologia no agronegócio. Tudo, principalmente, para melhorar os processos e otimizar a produtividade, sem que sejam criadas áreas para plantio e pastagem.

Monsanto

Polêmicas envolvendo a empresa

O trabalho focado em biotecnologia e criação de produtos como soja e milho transgênicos vem rendendo inúmeras críticas à empresa ao longo dos seus 118 anos de existência.

Denúncias de que seus produtos, como o Roundup e o Lasso (mais um pesticida criado pela empresa), teriam contaminado muitas pessoas em diversas partes do mundo, surgem a todo momento.

Por se tratar de produtos tóxicos, é até bastante comum que os indivíduos que passam mais tempo em contato com eles apresentem sinais de intoxicação. Ou seja, a empresa precisa estar sempre se explicando e procurando informações para identificar possíveis problemas.

Isso faz com que a marca Monsanto seja vista com desconfiança por pessoas de várias partes do mundo. Afinal, o número de processos contra a Monsanto ultrapassa os cem mil casos.

Monsanto e Bayer

Em 2016, a gigante alemã Bayer fez uma oferta para a compra da Monsanto por mais de US$ 60 bilhões. Mesmo diante de muita contestação por parte dos órgãos reguladores, o negócio foi fechado. Assim foi criada a maior empresa de sementes e produtos defensivos de todo o mundo.

E diante de todas as polêmicas e processos envolvendo a Monsanto e seus produtos, o grupo alemão garantiu que a marca americana sairia do mercado, mas seus produtos continuariam sendo comercializados sem alterações.

Considerações finais

A contribuição da Monsanto para o desenvolvimento do agronegócio em todo o mundo é incontestável. A empresa sempre esteve à frente da pesquisa e produção de sementes e pesticidas, com isso, buscando aumentar a produtividade e outros aspectos importantes do seu mercado.

É impossível negar que a Monsanto sempre teve um papel de vanguarda no desenvolvimento do agronegócio. Mesmo diante de tantas críticas e questionamentos, continua crescendo dia após dia.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo