Painço: Entenda como funciona seu cultivo no Brasil

Inicio » Agricultura » Painço: Entenda como funciona seu cultivo no Brasil
02/02/2019 Por
Painço: Entenda como funciona seu cultivo no Brasil

O painço é visto como vantajoso tanto para o agronegócio e quanto para a saúde.

O painço é conhecido como “comida de passarinho” ou milhete entre os brasileiros.

O cereal painço tem tomado destaque no mundo do agronegócio e para os que procuram uma alimentação saudável. Além de ser uma semente rica em fibras e variados nutrientes como:

  • Cobre
  • Manganês
  • Fósforo
  • Magnésio

O painço é considerado uma das principais alternativas para os vegetarianos que buscam saúde e boa forma.

Painço

Mas afinal, o que é painço?

O cultivo do cereal painço é milenar para as culturas dos povos do Sudeste Asiático e África. Entretanto, no Brasil ainda é visto como “alpiste”. Principalmente para os criadores de canários, que utilizam os diversos tipos do cereal como petiscos especiais.

O painço é visto economicamente como uma semente vantajosa, tanto na produção como na venda. No cultivo, agrada aos agricultores pelo baixo custo de produção (com um valor semelhante ao da soja). Sua venda é sempre garantida devido a grande procura.

Seu armazenamento é feito por longos períodos – por isso, possui alta resistência à umidade. Embora apareça no mercado como ração para pássaros, é muito nutritivo para os seres humanos, e é bastante utilizado como forma de incremento para dietas. Além de destacar benefícios como a melhora do sistema digestivo e a proteção da saúde cardíaca, o cereal ainda é pouco explorado na culinária brasileira.

Sua coloração e valor nutricional podem variar, e tipos de painço mais comuns e conhecidos no mercado são:

  • Painço verde
  • Painço vermelho
  • Painço preto
  • Painço amarelo
  • Painço bege

Vantagens do painço:

No agronegócio, podemos citar a colheita com crescimento rápido (60 à 70 dias para atingir maturidade) entre as vantagens do painço. Além disso, ele possui resistência à seca e, por isso, seu cultivo deve ter enfoque nas estações mais quentes. Isso porque, sua produtividade exibe um aumento relativo em climas mais quentes e queda em climas úmidos. A semente do painço milhete pode ser produzida pelo próprio agricultor, tornando seu cultivo mais barato por não depender do mercado.

Painço

Como ter uma produção mais farta?

  • É importante se atentar no tipo de solo em que será cultivado
  • Então, certificar-se de que todas as ervas daninhas sejam devidamente retiradas
  • Por isso, é recomendável que solos muito duros ou densos sejam arados para que se quebrem, permitindo o cultivo com mais facilidade
  • O uso de fertilizante de nitrogênio é sugerido apenas para campos sem cultivos
  • Sua colheita deve ser feita com o cereal já seco
  • Evite ao máximo que esteja úmido
  • É aconselhável que o seu corte seja baixo o suficiente para obter o máximo da espiga possível.

Outro cuidado nessa etapa deve ser voltado para as aves migratórias e pássaros de pequeno porte. Embora seu crescimento seja muito rápido, a possibilidade de pássaros de alimentarem do cereal é grande. Após a colheita, ele também pode ser usado como feno. Entretanto, algumas precauções devem ser seguidas:

  1. Evite que suas folhas fiquem no solo logo após a colheita, pois são facilmente deterioradas
  2. Garanta que as folhas sejam embrulhadas e guardadas até que o outono e o inverno acabem

Sendo assim, a produção do cereal painço é vista como vantajosa no mercado consumir.

Agro20 | Portal Vida No Campo