Papagaio verdadeiro é uma ave nativa do Brasil oriental

Inicio » Meio Ambiente » Papagaio verdadeiro é uma ave nativa do Brasil oriental
11/10/2020 Por
Papagaio verdadeiro é uma ave nativa do Brasil oriental

O papagaio verdadeiro pode ser comumente encontrado nas regiões sul e sudeste do Brasil, vivendo em bandos. Esse animal possui uma necessidade muito grande de interação, por viver sempre junto a outros animais da mesma espécie, em bandos. O papagaio verdadeiro é conhecido por ser facilmente domesticado, assim como outros animais domésticos, mas também por ser o único a reproduzir palavras do vocabulário humano com facilidade.

No Brasil, o comércio do papagaio verdadeiro, assim como de outras aves que são permitidas a criação em cativeiro, é regulamentado pelo IBAMA, e o comércio e defesa desses animais em outros países são realizados pela Convenção sobre Comércio Internacional das Espécies da Flora e Fauna Selvagens em Perigo de Extinção.

Papagaio verdadeiro

O que é papagaio verdadeiro?

Papagaio verdadeiro é a identificação utilizada para identificar aves da espécie Amazona aestiva. Podem existir, dentro da mesma espécie, algumas variações de cores e detalhes da plumagem, mas geralmente são pássaros verdes com detalhes amarelos e azuis.

No Brasil, a ave é símbolo de um dos animais mais inteligentes e com maior interação com humanos, devido à sua capacidade de imitar a voz humana. É chamado de papagaio verdadeiro pois existem outras espécies de papagaios que são maiores e possuem hábitos diferentes.

Outros exemplos de pássaros com a mesma capacidade são as araras, e uma das mais conhecidas é a arara azul, a qual corre risco de extinção devido a fatores particulares à própria reprodução da espécie, associados à destruição de seus habitats e também ao comércio ilegal de aves.

Características do papagaio verdadeiro

As principais características do papagaio verdadeiro são encontradas em sua aparência e a sua incrível capacidade de gravar palavras e repeti-las com perfeição. O animal pode viver até 50 anos, chega a medir 37 centímetros de comprimento e pesar 400 gramas.

Essas aves costumam se sentir solitárias quando criadas sozinhas. Por este motivo, necessitam de grande interação com humanos ou da companhia de outra ave da mesma espécie.

O comportamento do papagaio verdadeiro é manso quando criado em ambientes tranquilos. Na natureza, costumam viver na copa de árvores, formando ninhos bem grandes e próximo a campos e fontes de água. Em cativeiros, é possível verificar facilmente quando o pássaro está insatisfeito, pois expressa raiva ou alegria.

Esses animais possuem bicos curvos, pontudos e afiados, que são capazes de cortar alimentos com muita facilidade. A língua é carnosa e as suas articulações da mandíbula inferior, a qual não é presa ao crânio como o de outros pássaros, permite que esses papagaios tenham a capacidade de falar.

Além disso, são aves muito inteligentes, possuem cérebro bem desenvolvido e são capazes de aprender a dizer como se sentem e o que desejam, bem como sinalizar quando estão a fim de atenção de seus donos.

Papagaio verdadeiro

Alimentação do papagaio verdadeiro

Estes animais possuem tanto comportamento quanto hábitos alimentares curiosos. Entre as espécies em geral, existem papagaios carnívoros. Porém, o papagaio verdadeiro deve possuir uma dieta adequada e balanceada quando criado em cativeiro.

Eles costumam alimentar-se de grãos, como milho, sementes de girassol, gergelim, grão de bico, feijão, lentilha, brotos, entre outros.

São amantes de frutas, devorando-as facilmente, bem como alguns legumes ou vegetais. Podem ser grandes fãs de castanhas e amendoim, no entanto, esses alimentos devem ser oferecidos com cuidado devido ao risco que podem oferecer ao animal.

Na natureza, os pássaros têm uma dieta diversificada e balanceada. Para que consigamos oferecer uma alimentação equivalente, é fundamental incluir frutas cítricas e conversar com o seu veterinário a respeito de rações que complementam a nutrição do animal.

Os papagaios verdadeiros são animais muito sensíveis e a alimentação é um dos principais fatores de incidência de doenças no animal. Desta forma, devemos ter cuidados com alimentos muito gordurosos como sementes e castanhas, evitar oferecer bolos, pães e doces, oferecendo uma dieta natural e nutritiva.

Isso implica em fornecer alimentos com fácil digestão e com as quantidades corretas e ricas em proteína, aminoácidos essenciais, vitaminas, cálcio e muitos outros nutrientes.

Habitat do papagaio verdadeiro

O recinto desses animais deve ser bastante amplo e ter muito espaço para que ele possa caminhar. No habitat do papagaio verdadeiro, eles costumam caminhar sobre os galhos das árvores mais do que costumam voar.

Em cativeiro, eles utilizam muito pouco as suas asas, o que reforça mais a ideia de lhes oferecer obstáculos e ambientes nos quais o pássaro possa se sentir à vontade. Eles também utilizam o bico para se segurar.

Caso eles sejam criados soltos, é importante aparar as asas para que não venham a se perder, sobrevoando para além dos limites de sua casa. Isso deve ser feito porque o animal criado em cativeiro se acostuma rapidamente com os seus donos e pode não se adaptar a sobreviver solto na natureza, até mesmo não sendo aceito em bandos.

Papagaio verdadeiro

Reprodução do papagaio verdadeiro

Aos 6 anos de vida eles já estão no auge de sua maturidade sexual. As fêmeas são capazes de gerar até 5 ovos, os quais permanecem por cerca de 24 ou 29 dias até eclodirem.

As penas do filhote de papagaio verdadeiro levam mais ou menos 60 dias para uniformizar, porém, até os 120 dias de vida, ainda são alimentados por seus pais e são dependentes de cuidados.

O dimorfismo sexual da espécie é relacionado ao tamanho, sendo que o papagaio verdadeiro fêmea pode ser ligeiramente menor que o macho. Eles costumam construir ninhos grandes, e o que é desejado é a reprodução em cativeiro e em locais altos e protegidos.

Criação do papagaio verdadeiro

São animais muito sensíveis e que só sobrevivem perante a criação de papagaio verdadeiro em ambientes limpos e com temperaturas agradáveis. A maioria das doenças da espécie está relacionada com a sua alimentação, deficiência de nutrientes, vitaminas ou proteínas.

Outrossim, a higiene com esses pássaros deve ser excelente, de modo que o animal adoece facilmente em locais com sujeira ou próximos de fezes. O espaço do papagaio verdadeiro deve ser amplo para que o animal não se sinta entediado e possa se entreter, ao mesmo tempo que se sinta acolhido em seu lar. A interação com humanos é fundamental para que o bichinho se sinta feliz e tenha uma boa saúde.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo