Pastagem de inverno garante nutrição no período mais frio do ano

Inicio » Pecuária » Pastagem de inverno garante nutrição no período mais frio do ano
25/03/2021 Por
Pastagem de inverno garante nutrição no período mais frio do ano

A pastagem de inverno também faz parte do planejamento anual dos produtores rurais. Algumas regiões do Brasil registram temperaturas próximas ou abaixo de zero, impossibilitando que o mesmo tipo de pastagem disponível no verão mantenha sua qualidade.

Para minimizar as possibilidades de escassez na alimentação dos animais, os pecuaristas precisam conhecer os tipos de pastagem adequados para cada estação do ano; como é o caso da pastagem de inverno. Dessa forma, a produtividade sofre menos impacto e a pecuária continua em plena atividade.

A pastagem de qualidade também depende da adequação das forrageiras de inverno, considerando suas características para o melhor aproveitamento possível do pasto.

Contudo, é necessário ficar atento ao manejo de pastagens durante o ano todo, evitando, assim, degradação e alimentos pobres de nutrientes.

pastagem de inverno

Tipos de pastagem de inverno

No geral, as gramíneas mais adequadas para o inverno têm boa aceitação com climas mais chuvosos e gelados. Contudo, também apresentam diferentes características. Veja:

  • Azevém: é o tipo de espécie que tem alto desenvolvimento com uma fertilização adequada. Além disso, é de fácil digestão para os animais e possui alto teor proteico. Uma de suas características está em, inicialmente, ter um desenvolvimento menos acelerado, mas atingindo grande produção no início do outono.
  • Trigo: de acordo com a Embrapa, o trigo necessita de água para o seu bom desenvolvimento e crescimento. Da mesma forma, é um alimento bastante utilizado para pastagem de inverno para cavalos, sendo também bastante nutritivo para gado de corte e de leite.
  • Aveia preta: esse tipo de planta tem uma aceitação boa de acidez do solo, se desenvolvendo bem em regiões com temperaturas baixas, como Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Além disso, a aveia preta tem boa aceitação dos animais, também oferecida como silagem e feno.
  • Aveia branca: é uma gramínea de inverno, com grande tolerância ao frio. É uma planta que necessita de um solo mais fértil, utilizada também como pastagem de inverno para cavalos. No entanto, a aveia branca não tem boa adaptação à seca e é aceita com facilidade pelos animais.
  • Centeio: a gramínea tem bastante resistência ao frio, se desenvolvendo bem em diversos tipos de solo. De acordo com a Embrapa, o cultivo do centeio é indicado para solos arenosos e degradados. Também pode alimentar animais por meio de pastejo, feno e forragem verde.

Por que a pastagem de inverno é importante?

O Brasil é um dos países com as maiores produções pecuárias do mundo. A criação de animais diversos, seja para corte ou não, bate recordes ano após ano.

A alimentação desses animais, como gado de corte e leiteiro, porcos, cavalos e outros é um ponto estratégico de investimento do agronegócio. A busca por dietas que unem nutrição e baixo custo é uma meta constante a ser atingida pelo setor.

De acordo com a Embrapa, 95% da carne bovina brasileira é produzida com alimentação de pastejo. O alto índice acaba justificando os mais de 159 milhões de hectares de pastagens espalhados pelo país.

Assim, a pastagem precisa ter qualidade o ano todo, já que a produção pecuária não para. A pastagem de inverno para gado de corte, por exemplo, movimenta estudos constantes sobre a adaptação das gramíneas para diferentes regiões do Brasil, visto que a variação de temperatura é grande em diferentes Estados, mesmo na mesma estação do ano.

Imagens: Brandon Randolph e Andrey Niqi

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo