Pesca amadora se divide entre embarcada e desembarcada

Inicio » Agronegócio » Pesca amadora se divide entre embarcada e desembarcada
06/11/2020 Por
Pesca amadora se divide entre embarcada e desembarcada

Pesca amadora exige carteirinha de pescador. Diferente da pesca esportiva, a pesca amadora é praticada por pessoas que não possuem grande conhecimento sobre o assunto. Ainda assim, não tem o objetivo único de pescar o peixe como um alimento, mas sim de forma recreativa.

Dessa forma, é muito comum que a pesca amadora seja aquele tipo de pesca praticada com a família aos finais de semana ou a sós, a fim de não espantar os peixes. Assim, é um tipo de pesca interessante para os novatos no assunto.

Pesca amadora

O que é pesca amadora?

Pesca amadora é o tipo de pesca feito sem fins comerciais ou alimentícios. Mesmo que possua alguma dessas finalidades, a pesca amadora ainda consiste na prática realizada por pessoas não tão experientes no assunto.

Mas, então, o que é pesca amadora? É uma forma de recreação, já que não há grande pressão para a utilização de materiais tão específicos, competições, etc.

No entanto, muitas pessoas acham que, para praticar a pesca amadora, basta possuir a linha e o anzol. Esse é um grande equívoco.

O motivo é que, para maior preservação do meio ambiente e também para evitar possíveis acidentes, até mesmo os pescadores amadores precisam da licença de pesca amadora.

Além disso, esse tipo de pesca é muito praticado por pessoas que estão iniciando agora na jornada como pescador. Por conta disso, toda pessoa que não pesca de forma esportiva, é considerada um pescador amador.

No entanto, é importante frisar que mesmo havendo uma certa diferença entre um pescador amador e um pescador esportivo, ambos possuem semelhanças. O fato é que um pescador pode ser esportivo, mas não viver disso e ser considerado um pescador amador.

Também existem os pescadores esportivos e que vivem disso e, assim, são considerados pescadores profissionais.

Os riscos da pesca amadora

Mesmo que seja aparentemente inofensiva, a pesca amadora pede um cuidado muito maior. Como geralmente é praticada por pessoas que não possuem quase nenhuma experiência com espécies de peixes e como devem manuseá-las, podem acabar se machucando.

O motivo é que, algumas vezes, indivíduos praticam a pesca amadora de forma autônoma, até mesmo sem a licença. Dessa forma, além de desrespeitar e prejudicar o meio ambiente, ainda correm o risco de se machucar ao tentar segurar o animal.

Afinal, muitos peixes, principalmente os peixes de couro, possuem espécies de barbatanas em seu corpo que são extremamente afiadas. Além disso, peixes como o bagre possuem veneno e usam isso como seu método mais eficaz de defesa.

É justamente por isso que a indicação é sempre estar acompanhado de uma pessoa com experiência, caso seja realmente um pescador amador.

No entanto, há pessoas que apenas são consideradas amadoras por não viverem da pesca, mas possuem um ótimo conhecimento sobre as espécies, materiais, perigos e vantagens do esporte.

A pescaria amadora, mesmo que praticada como uma forma de lazer, ainda assim precisa ser levada com a devida seriedade, já que se trata de um tipo de atividade que exige um certo cuidado e atenção.

Pesca amadora

Material adequado para a pesca amadora

Ainda que praticada de forma amadora, a pesca exige que os materiais corretos sejam utilizados. Portanto, são eles:

  • Vara;
  • Linha;
  • Molinete;
  • Anzol.

Mesmo que um material complemente o outro, se torna praticamente impossível pescar sem utilizar a vara para pesca. Além disso, as varas possuem tamanhos e espessuras bem diferentes entre si. Tudo isso colabora para o desempenho ser rápido, lento, médio, etc.

As varas podem ser encontradas em uma série de material, incluindo a fibra, o carbono, o grafite, entre outros. No entanto, a vara tem influência direta nos arremessos que são feitos e quais peixes suporta pescar.

Em seguida, a linha também é muito importante para realizar uma pesca amadora de sucesso. Afinal, a qualidade é sempre um ponto importante para garantir um desempenho satisfatório. Logo, quanto mais espessa a linha, maior é o tamanho do peixe que ela conseguirá suportar.

O molinete sempre vem com a carretilha. Eles são os responsáveis por realizar arremessos assertivos e com maior foco e direcionamento. Logo, pode existir uma série de materiais e modelos que podem ser utilizados.

No entanto, é preciso ter extrema atenção para com a manutenção do molinete e de sua carretilha. Mesmo quando se trata de pesca amadora, é preciso cuidar muito bem do produto e garantir maior segurança.

Por fim, o anzol também é fundamental, já que é ele que segura o peixe. Nesse momento, é necessário escolher o anzol mais adequado conforme o tipo de peixe que quer pescar.

Licença para pesca

A licença para pesca amadora é extremamente necessária para realizar a atividade com toda a documentação correta. Dessa forma, a licença para pesca se torna indispensável. Logo, é importante frisar que a pesca amadora não pode ser feita sem a licença.

Ou seja, é obrigatório possuir a licença para pesca amadora. Assim, a licença possui validade de um ano a partir do início do pagamento da taxa. Após o período, uma nova emissão precisa ser realizada, caso desejado.

Pesca amadora

Como obter a licença?

Uma das maiores dúvidas de pescadores amadores de todo o território brasileiro, é como adquirir a licença. Mesmo que pareça algo muito demorado e difícil, a licença pode ser adquirida através de sites da internet.

Assim, a licença amadora provisória e a guia de pagamento necessária, serão disponibilizadas logo após o cadastro. Sempre após o pagamento, a licença anual é disponibilizada para impressão em até 30 dias úteis.

Cota de pescado

Como se trata de um pescador amador, é importante frisar que cada estado dispõe de uma cota estabelecida, além de sempre avisar quais espécies são permitidas pescar ou não. Logo, é muito importante respeitar o que cada região determina.

Para mais informações, a melhor opção é sempre buscar informações na prefeitura da cidade, já que possuem todos os contatos e informações sobre como proceder em cada caso. Logo, para pescar, mesmo que de forma amadora, é preciso que haja um controle.

A cota de pescado é uma parte muito importante para evitar que ocorra um desequilíbrio muito maior do que o presente no cenário atual. Dessa forma, a pesca amadora pode ser praticada desde que o pescador respeite as leis e regras impostas.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo