Piapara é peixe valorizado na pescaria e piscicultura

Inicio » Pecuária » Piapara é peixe valorizado na pescaria e piscicultura
18/04/2019 Por
Piapara é peixe valorizado na pescaria e piscicultura

De nadadeiras amarelas e manchas escuras nos flancos, a piapara é um peixe valorizado na pescaria e piscicultura.

De nome científico Leporinus obtusidens, a piapara pode ser encontrada na bacia do Prata. Essa bacia alcança o Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia, sendo constituída por sub-bacias dos rios Paraguai, Uruguai, Paraná e seus afluentes.

Além dele, o peixe de nome científico Leporinus elongatutambém é conhecido como piapara, porém, esse vive na bacia São Francisco. Continue a leitura e saiba mais sobre as características, pesca e criação do piapara.

Piapara

O que é piapara?

Pertencente ao grupo de peixes de água doce, a piapara é um peixe de escamas extremamente reconhecido por possuir nadadeiras amarelas e manchas escuras nos flancos. Além disso, possui escamas grandes e sua cor é predominantemente prateada, sendo seu dorso mais escuro, em tons de castanho, com abdômen amarelo.

O tamanho médio do piapara é 40 centímetros, e seu peso médio é 1,5 quilos. Porém, é possível que ultrapasse 80 centímetros de comprimento e pese cerca 7 quilos.

O peixe piapara pertence a família Anostomidae e ordem Characiformes. Nessa família, há diversos gêneros e espécies, estando presente em todas as bacias hidrográficas do brasil.  Como exemplo, temos o “primo” do piapara, o piau, além do boga, aracu, piava, entre outros.

Seu corpo é alto, fusiforme, alongado e possui  boca terminal. A peculiaridade do piapara que vive na bacia São Francisco, ou seja, o Leporinus elongatus, é o posicionamento de sua boca, que é subinferior.

Habitat do piapara

Como dito, esse peixe é facilmente encontrado na bacia do Prata e de São Francisco. Ele costuma viver em águas profundas e margens com estrutura.

Assim, esse peixe é forte e resiste a correnteza e, por conta disso, pode viver no fundo de rios. Dificilmente encontra-se uma piapara na superfície ou em meia água. Dentre os lugares em que vive, podemos citar:

  • poços profundos;
  • fundo de rios;
  • boca de lagoas;
  • corixos;
  • margens.

Sobre sua alimentação, vale ressaltar que o piapara é um peixe onívoro, alimentando-se de insetos, larvas e frutos e vegetais. Entretanto, algumas espécies comem apenas raízes de gramíneas, algas filamentosas ou pequenas sementes e frutos.

Criação de piapara

Dentre as vantagens da criação de piapara, temos sua boa capacidade reprodutiva e boa adaptação a piscicultura e seu manejo. Além disso, sua criação exige baixo custo, sem contar que o peixe come diversos alimentos, por ser onívoro. Ele pode, inclusive, viver de dieta herbívora, mas para obter ganho rápido de peso e uma boa conversão alimentar, é interessante que, da proteína de sua ração, 25% venha ser de origem animal.

Embora esse peixe necessite de aplicação de hormônios, ele possui um bom valor comercial e sua carne é leve, saborosa e tem bom rendimento de filé.

Piapara

Pescaria de piapara

A pescaria de piapara é bem comum em estabelecimentos que oferecem serviços de “pesque e pague”. Esse peixe também atrai a pesca esportiva, por ser bastante resistente, rápido e forte.

A forma mais comum de pescar a piapara é através do método da “rodadinha”. Além disso, é recomendado, no ponto de pesca, fazer uma ceva. Caramujos, grãos de milho verde e azedo e massa de farinha são iscas bastante utilizadas para esse peixe.

Na pescaria de barranco, utilize vara de bambu. Já na pescaria embarcada, utilize varas de ação média, carretilha ou molinete. Na pesca embarcada é importante que utilize cevador/canhão para atrair a piapara. Além disso, o anzol deverá ser pequeno e as linhas entre 12 e 14 libras, sendo preparadas com chumbadinha leve e solta na sua linha.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo