Pirão é um prato econômico e repleto de nutrientes

Inicio » Agronegócio » Pirão é um prato econômico e repleto de nutrientes
20/10/2020 Por
Pirão é um prato econômico e repleto de nutrientes

Pirão, um dos principais pratos da culinária brasileira, tem origens indígenas e angolanas. O pirão é uma iguaria simples de ser preparada e, além disso, admite uma infinidade de ingredientes para a elaboração do coração do prato: o caldo.

Pirão, alimento altamente nutricional e de baixo custo, leva farinha de mandioca em seu preparo, produto que impulsiona a agricultura familiar.

Pirão

O que é pirão?

Pirão é um prato que, conforme historiadores da gastronomia brasileira, já era preparado pelos indígenas mesmo antes do descobrimento do Brasil.

A princípio, o pirão era preparado cozinhando a cabeça de peixe em água com temperos. O caldo, então, era engrossado com farinha de mandioca, resultando em um mingau grosso e nutritivo.

Posteriormente, diferentes tipos de proteína, além de algumas leguminosas, também foram utilizados em seu preparo. Dessa maneira, nos dias atuais, podemos encontrar vários tipos da iguaria como pirão de carne e pirão de ovo, por exemplo.

Entretanto, o mais tradicional deles, além de ser o mais apreciado pelos brasileiros, embora o consumo per capita de pescado pela população seja baixo, é o pirão de peixe.

O prato, de alto valor nutricional, pode ser preparado com vários tipos de peixe, entre eles, por exemplo, o tambaqui, a corvina e a tilápia.

Consumo de pescados no Brasil

O consumo per capita de pescado no Brasil, apesar de ter crescido na última década, ainda é bastante inferior a outros países.

Isso porque, além do brasileiro possuir outras alternativas de proteína animal, o preço do pescado é infinitamente superior à de outros tipos de carne.

Anualmente, o brasileiro consome menos de 10 kg de peixe per capita e, dependendo da região do país, o consumo é inferior a 4 kg. Em contrapartida, o consumo médio anual é superior a 20 kg per capita.

Ainda que a piscicultura tenha crescido nos últimos anos gerando milhões de empregos e obtendo receita superior a R$ 5 bilhões, a produção pode ser ainda bem maior, conforme afirmam especialistas.

Para que isso seja possível, ainda de acordo com especialistas, é necessário que ocorra o melhoramento genético de várias espécies, além de uma alimentação de melhor qualidade.

Ainda assim, no Brasil, a tilápia lidera a produção de peixes cultivados, atingindo mais de 56% do montante total, o que o coloca em quarto lugar no ranking mundial na criação dessa espécie.

Pirão

Farinha de mandioca no preparo do pirão

A farinha de mandioca é produzida a partir da mandioca, tubérculo amplamente consumido pelos brasileiros, de alto valor nutricional e que passa por várias fases, que vão desde a limpeza até a torrefação, até se transformar em farinha.

A mandioca, considerada pela ONU como o alimento do século XXI, além de rica em carboidratos, o que a torna uma comida energética, é fonte de minerais como, por exemplo, fósforo, ferro, potássio e cálcio, bem como vitaminas do complexo B, A, K e C. Mas não apenas isso, também é isenta de glúten, o que a torna apropriada para o consumo por celíacos.

O cultivo da mandioca, assim como a produção da farinha a partir dela, é fundamental para a sobrevivência da agricultura familiar, pois gera empregos e também se transforma em fonte de renda.

Como fazer pirão?

Além de peixes e frutos do mar, leguminosas e outros tipos de proteína animal podem ser utilizados no preparo do pirão. Entretanto, em todas as preparações, a farinha de mandioca, usada com espessante, não pode faltar.

A farinha de mandioca, assim como sua matéria-prima, é fonte de vitaminas, minerais e carboidratos. A farinha, aliada às vitaminas e minerais encontrados nos peixes, faz com que o pirão se torne um alimento altamente nutricional.

Preparado com ingredientes de baixo custo, o pirão se torna um aliado importante na luta contra a desnutrição das famílias de baixa renda, isso não somente no Brasil, mas por todo o mundo.

A elaboração do pirão é bastante simples: a proteína animal, ou leguminosa, é cozida em água com temperos e engrossada com farinha de mandioca. Em algumas preparações, no entanto, o caldo pode ser coado e, como resultado, obtém-se um pirão menos grosso.

Entretanto, o pirão de farinha, outra forma de preparo da iguaria, leva apenas água, sal e farinha em sua elaboração, mas também é altamente nutricional e muito consumido pelas famílias de baixa renda, principalmente na região Nordeste do país.

Versatilidade do pirão

Além de contribuir para combater a fome em vários países no mundo, inclusive no Brasil, o pirão também pode ser servido como acompanhamento para outros pratos.

O pirão feito com peixes ou frutos do mar, é um excelente acompanhamento para peixes fritos, assados e moquecas. Já o de feijão, que pode ser do tipo carioca ou preto, acompanha muito bem arroz, couve-manteiga, além de embutidos como linguiça, por exemplo.

Além disso, o pirão de frango é o acompanhamento ideal para sobrecoxas assadas, arroz e legumes cozidos no vapor.

Pirão

Receita de pirão

Sem dúvida, independentemente da proteína utilizada para o seu preparo, o pirão é um alimento com propriedades nutricionais importantes para o organismo. Além disso, é muito saboroso, agradando aos mais diferentes paladares.

Em seguida, daremos a receita de pirão de peixe tambaqui, uma delícia de dar água na boca. Anote a receita e não deixe de preparar.

Ingredientes do pirão

  • 1 cabeça de tambaqui;
  • 500 kg de filé de tambaqui cortado em tiras e cozido;
  • 1 cebola grande cortada em cubos;
  • 2 folhas de louro;
  • 1 dente de alho picado;
  • 5 tomates sem sementes picados;
  • ½ xícara de chá de azeite;
  • 4 colheres de sopa de salsinha picada;
  • 2 colheres de sopa de coentro picado;
  • 2,5 litros de água;
  • Sal a gosto;
  • Suco de 1 limão;
  • Molho de pimenta a gosto;
  • 2 xícaras de chá de farinha de mandioca.

Como preparar o pirão

  1. Em primeiro lugar, em uma panela alta, coloque a água, a cabeça do tambaqui, a cebola, o louro, o alho, os tomates, metade do azeite, 2 colheres de sopa de salsinha, 1 colher de sopa de coentro, sal e o suco de limão;
  2. Logo depois, leve ao fogo alto e, assim que levantar fervura, reduza o fogo e cozinhe por 40 minutos;
  3. Depois que passado esse tempo, retire do fogo e passe por uma peneira, pressionando bem os ingredientes com uma colher;
  4. Em seguida, volte o caldo à panela, acrescente o restante da salsinha, do coentro e do azeite, o peixe cozido e então tempere com sal e molho de pimenta;
  5. Por fim, leve ao fogo alto e, quando começar a ferver, adicione a farinha de mandioca, aos poucos, mexendo sem parar, até obter a consistência de mingau.

Como vimos, o pirão é um prato econômico, fácil de fazer, rico em nutrientes e que utiliza ingredientes que movimentam a economia, gerando empregos e excelente opção de fonte de renda, principalmente para a agricultura familiar.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo