Poço semi-artesiano é capaz de captar água de reservas mais profundas

Inicio » Agronegócio » Poço semi-artesiano é capaz de captar água de reservas mais profundas
10/11/2020 Por
Poço semi-artesiano é capaz de captar água de reservas mais profundas

A água do poço semi-artesiano geralmente é mais pura. O principal motivo que leva à escavação de um poço semi-artesiano ou artesiano é justamente a necessidade de água. Dessa forma, locais onde não há água encanada (como zonas rurais) necessitam que seja feito esse processo alternativo.

No entanto, um poço semi-artesiano pode oferecer uma água mais pura e de melhor qualidade do que a água que recebemos encanada. Isso porque a água que está na superfície da terra muitas vezes é contaminada pelo ser humano, e consumida pelo próprio.

Poço semi-artesiano

O que é poço semi-artesiano?

Poço semi-artesiano é um canal perfurado capaz de fornecer a água que se encontra em canais subterrâneos como os lençóis freáticos e aquíferos. Desse modo, um poço desses pode extrair água do subsolo inclusive em locais onde não existe água encanada.

Com o intuito de entender o que é poço semi-artesiano, uma pessoa deve sempre procurar informações confiáveis e também os serviços de profissionais que atendam os requisitos particulares de cada estado da União, caso deseje construir um.

Para escavar é indicado o uso de uma broca para poço semi-artesiano, preferencialmente utilizada por um profissional. Assim sendo, essas brocas podem ser encontradas no mercado em diferentes bitolas e tamanhos, e devem ser usadas em uma máquina específica.

Para entender como fazer poço semi-artesiano é necessário avaliar uma série de fatores, e preferencialmente consultar uma equipe de profissionais. Dessa forma, é necessário ter o conhecimento para tal, além de possuir os equipamentos necessários.

Veja abaixo uma descrição do que é necessário para a construção, e entenda melhor o que é um poço semi-artesiano:

  • Projeto e análise do local;
  • Revestimento durante a furação;
  • Isolamento sanitário com tubos, para proteger o poço;
  • Cimentação das paredes e da laje;
  • Teste da vazão e análise da água, seguindo normas da ABNT e outros órgãos.

Conforme mencionado acima, pode-se perceber que o processo possui uma série de cuidados e exigências, isso para garantir a qualidade da água que será consumida. Desse modo, a importância de contratar os serviços de profissionais habilitados é grande.

Na dúvida de como fazer um poço semi-artesiano, é indicado sempre procurar saber se a empresa contratada cumpre as exigências determinadas, a fim de evitar o consumo de água contaminada ou até mesmo de acabar contaminando uma água pura com instalações precárias.

Poço semi-artesiano

Poço semi-artesiano caseiro

O poço semi-artesiano é uma boa opção para ser usado de forma residencial ou até mesmo em condomínios. Dessa forma, os benefícios a longo prazo vão desde o custo com o consumo de água até a redução dos impactos no meio ambiente.

Isso porque uma Estação de Tratamento de Águas e Esgotos possui impactos bem maiores ao meio ambiente, além de que a qualidade da água subterrânea é bem mais pura e livre de contaminações. Isso deve ser confirmado com laudos de análise da água.

O ponto que mais deve ser observado na hora de construir um poço semi-artesiano caseiro é justamente o espaço físico. Assim sendo, é necessário que haja espaço suficiente para abrigar a estrutura da construção.

Os gastos para construir podem variar conforme o local e a profundidade que será necessário cavar, sendo que os valores podem oscilar de 7 mil até 30 mil reais. Da mesma forma, é importante levar em conta qual estado do país será feito o poço.

Quanto ao questionamento de que poço semi-artesiano pode secar, a resposta é sim e não. Em suma, um poço semi-artesiano não seca, porém alguns fatores podem fazer com que um poço seque ou até mesmo diminua a sua vazão.

Longos períodos sem chuvas podem causar a seca de poços, no entanto, não definitivamente. Se um poço semi-artesiano foi construído por uma empresa séria e capacitada, as chances de seca são quase nulas.

Isso porque uma empresa especializada se utiliza de um geólogo credenciado e de diversos estudos e análises. Assim sendo, evita-se uma série de transtornos ao se contratar os serviços de profissionais que dominam o processo.

Problemas do poço semi-artesiano

Para evitar problemas na hora de construir um poço semi-artesiano é sempre indicado a contratação de uma empresa séria. Dessa maneira, quando um poço é construído de forma artesanal e sem um estudo, isso pode trazer situações desagradáveis.

Como resultado, pode-se obter situações de um poço semi-artesiano com pouca vazão ou até mesmo água suja e contaminada. Além disso, outros tipos de problemas podem acometer pessoas que constroem sem os devidos cuidados.

Conforme mencionado anteriormente, o poço semi-artesiano precisa de licença, e isso deve ser buscado conforme as exigências de cada estado. Todos esses problemas podem ser evitados contratando os serviços de uma empresa séria.

Além disso, a manutenção preventiva também evita maiores problemas e favorece a vida útil. Dessa maneira, é indicado que se cumpra um plano de manutenção preventiva junto a empresa que construiu o poço. Geralmente a revisão do poço deve ser feita anualmente.

Poço semi-artesiano

Os poços e a cisterna

Além do poço semi-artesiano, existem outros tipos de poços de captação de água subterrânea, como artesiano e a cisterna. Embora os dois primeiros pareçam e sejam conhecidos popularmente apenas pelo nome de poço artesiano, isso está errado.

Um poço desses é o tipo de extração que procura as águas mais profundas e com a melhor qualidade. Desse modo, se faz necessário a inclusão de um bombeamento para poder puxar a água das profundezas do subsolo.

Além disso, o poço semi-artesiano possui um custo mais alto, visto que precisa de uma maior perfuração e mais materiais para alcançar a profundidade necessária. Já o poço artesiano é um pouco diferente, embora sejam confundidos.

O poço artesiano não precisa de bombeamento, pois possui pressão suficiente para jorrar a água espontaneamente. Desse modo, a origem da água desse poço é dos aquíferos, que também é geralmente uma água limpa e, por vezes, não necessita de tratamento.

Já a cisterna é um reservatório que capta a água das chuvas para que posa ser reaproveitada, dessa forma evitando gastos. No entanto, a água da cisterna não é própria para o consumo, visto que não passa pelos processos naturais de filtragem, embora seja útil para a sustentabilidade.

Assim sendo, a melhor água para o consumo é a do poço semi-artesiano. O poço artesiano pode igualmente oferecer uma água pura, porém, o ideal é que em ambos os casos sejam feitas análises laboratoriais de amostras dessas diferentes procedências.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo