Produtos naturais são bons para a saúde e para a economia

Inicio » Agronegócio » Produtos naturais são bons para a saúde e para a economia
12/08/2020 Por
Produtos naturais são bons para a saúde e para a economia

Importantes para a economia, produtos naturais passaram a ser procurados em todo o país

Hoje em dia, a busca por produtos saudáveis deixou de ser uma preocupação pontual. Este tipo de preocupação se tornou constante na vida de muitos brasileiros. A ideia é ter uma vida mais leve consumindo itens que não são contaminados por nenhuma substância, sempre absorvendo o máximo valor nutricional de cada alimento.

Existem outras vantagens no consumo de produtos naturais. Entre elas, podemos destacar um maior equilíbrio nos ecossistemas, já que na agricultura não são utilizados elementos que podem desequilibrar a fauna e a flora do ambiente. Ademais, este quesito também defende a questão biológica do sono, que sofre menores interferências em relação ao desempenho nutricional.

Produtos naturais

O que são produtos naturais?

Produtos naturais são elementos gerados de um processo de cultura totalmente sustentável. Com o manejo correto do campo e apostando somente em recursos naturais, é possível obter excelentes resultados no agronegócio. Todo o processo é feito sem mutações químicas, como sementes modificadas, pesticidas e outros itens que poluem o solo.

São muitos os elementos utilizados para a produção de cosméticos, por exemplo. A fabricação exige o uso de uma série de produtos radioativos, além de conservantes químicos liberados pela legislação brasileira. No entanto, a conservação natural traz outro valor para o produto final, pois há um interesse coletivo em consumir itens não contaminados.

Porém, é importante destacar que um item só está entre os produtos naturais se forem seguidas todas as normas de cultivo orgânico, que seguem regras estabelecidas por legislações nacionais e internacionais. É importante ficar de olho em todas as indicações para não vender um item com características duvidosas.

Certificação de produtos naturais

Também conhecidos como produtos agrícolas, os produtos naturais precisam ser verificados por um órgão de avaliação da conformidade. Geralmente, esta organização é um dos braços do Ministério da Agricultura Nacional, abrangendo também a área da pecuária e dos elementos processados.

São duas as avaliações para cerificação: sistema participativo de garantia e auditoria.

A auditoria é o meio mais famoso de verificação. De tempos em tempos, é comum que uma comissão avalie a atividade de um plantio, julgando se ele faz todos os processos necessários para que aquele item possa ser considerado orgânico. São checados todos os requisitos definidos pelas organizações nacionais e internacionais.

Contando com a colaboração de todos os envolvidos no sistema de plantio, a participação de garantia conta com a avaliação de todos os profissionais do segmento. É por meio da observação de técnicos, produtores e consumidores que é feita a avaliação de um plantio, em que todos observam os pontos fortes para absorver aprendizados.

Mas no Brasil, há um fator que torna a fiscalização ainda mais complicada em relação ao produto natural. O crescimento da agricultura familiar, poderosa no rendimento da economia nacional, faz com que muitos itens sejam comercializados sem a certificação necessária.

Porém, esta ação é liberada para quem produz e está vinculado a uma OCS (Organização de Controle Social). Dessa forma, os moldes da produção podem ser visitados a qualquer momento.

Produtos naturais

Produtos naturais na economia

A demanda por consumo de produtos naturais no Brasil passa por uma grande fase de elevação. E de acordo com uma pesquisa realizada pela Euromonitor, esta é uma tendência internacional. A busca por este tipo de produto subiu, em média, 12% em todos os países.

E entre os brasileiros, esta mudança de comportamento passou a ser amplamente notada. Os itens naturais passaram a ser muito procurados até nos momentos de crise interna no país, o que demonstra uma clara mudança nas intenções de consumo. Pessoas que não focavam em produtos naturais passaram a acrescentar estes elementos na rotina gradativamente.

E este comportamento está claramente refletido nos números. Durante o ano de 2016, por exemplo, este nicho gerou cerca de R$94 bilhões de reais em vendas para o país.

A procura pelos grãos fez com que a agricultura elevasse o patamar de produção oferecendo mais opções de arroz integral, linhaça, quinoa e aveia. E o curioso é que o interesse pelos elementos está crescendo mesmo entre a faixa de público com menor poder aquisitivo.

Portanto, fica nítida a importância do segmento, principalmente para quem investe em agricultura familiar. Além da preservação da qualidade dos produtos, é possível fazer com que ele produza mais sem a dependência de energias não renováveis, mas também pensando em preservar a saúde do consumidor final.

O segmento tornou-se altamente sustentável economicamente e financeiramente na agricultura.

Produtos naturais

Identificando um produto natural

Saber identificar qual produto foi produzido de forma natural será um diferencial no momento de realizar compras. É preciso acompanhar a classificação dos itens orgânicos de acordo com a quantidade de insumos utilizados, e isso pode ser verificado por meio dos selos aplicados. Há sempre uma indicação sobre os processos aos quais aquele produto foi submetido.

São muitos os critérios adotados para definir o grau em que aquele alimento foi submetido aos processos orgânicos.

Existe o produto considerado “100%”, que seguiu rigorosamente todos os critérios da produção e não possui nenhum resquício de um cultivo tradicional. Mas também existe no mercado o chamado “produto orgânico”, que só passa por 95% dos processos, excluindo o sal e a água.

Também existe o grupo de produtos orgânicos que contam apenas com 70% de ingredientes orgânicos, além do chamado “natural”, que conta com menos do que esta porcentagem.

Mas vale destacar que estas classificações não falam somente sobre a quantidade de insumos aplicados, como também avaliam toda a origem do produto, focando em sua forma de plantio. Assim, esse contexto influencia diretamente na formação dos produtos naturais.

Aplicação dos produtos na rotina

De forma saudável e responsável, é extremamente positivo aplicar uma série de produtos orgânicos na alimentação. Isso não é relevante apenas pelo sabor diferenciado e qualidade do aroma que estes itens apresentam, mas também pelos benefícios que o corpo poderá encontrar ao absorver os nutrientes. Vale destacar que os produtos naturais para emagrecer são extremamente eficientes.

O aspecto econômico também é importante, pois você estará incentivando um nicho que ganha cada vez mais espaço entre os brasileiros. A distribuição destes recursos fará com que aos produtos naturais possuam auxiliar no equilíbrio de recursos, movimentando a economia para diversas famílias brasileiras.

Compartilhe sua opinião

Agro20 | Portal Vida No Campo